Perfeitos - Scott Westerfeld

Sinopse: Tally finalmente é perfeita. Agora seu rosto está lindo, as roupas são maravilhosas e ela é muito popular. Mas por trás de tanta diversão – festas que nunca terminam, luxo e tecnologia, e muita liberdade – há uma incômoda sensação de que algo importante está errado.
Então Tally recebe uma mensagem, vinda do seu passado, que a faz se lembrar qual é o problema na sua vida perfeita. Agora ela precisará esquecer o que sabe ou lutar para sobreviver – as autoridades não pretendem deixar que alguém espalhe esse tipo de informação. (Skoob)
 WESTERFELD, Scott. Perfeitos. Feios #2. Galera Record, 2005. 382 p.


CUIDADO! Pode conter spoilers do livro anterior. Se quiser conhecer um pouco mais sobre Feios, clique aqui.

Tally Youngblood agora é perfeita. Sua rotina de festas, curtição e bebedeiras era tudo o que poderia querer e a única coisa que a incomodava no momento era a votação que poderia torná-la ou não membro dos Crims, um dos vários grupos de perfeitos em Nova Perfeição. Na festa à fantasia onde essa votação aconteceria, entretanto, ela vê algo que despera sentimentos terríveis do seu passado: traços ferozes dos Especiais em uma das máscaras.

O medo que a acomete provoca nela sensações como há tempos não tinha, pensamentos claros e lembranças dos tempos de feia, como se o choque a permitisse sair do estado de entorpecimento perfeito. Apenas alguém que conhesse os rostos do grupo de Circunstâncias Especiais poderia ter feito aquilo, alguém que talvez conhecesse Tally. Era Croy.

Assim, junto com Zane, ela vai atrás de um embrulho deixado por Croy, e chega a uma mensagem de seu passado junto a dois pequenos comprimidos: a cura para as lesões cerebrais provocadas pela cirurgia. Com medo das consequências possíveis do uso daqueles comprimidos, Tally e Zane resolvem tomar um cada e, a partir de então, passam a ficar "borbulhantes" naturalmente, afastando aquela letargia dominante, sem a necessidade de adrenalina no corpo.

Dando-se conta de que existe uma cura, Tally tenta dar sinais aos Novos Enfumaçados de que os comprimidos funcionaram e, ao mesmo tempo, pensa em formas de manterem os outros Crims em uma atmosfera pensante. Aprontando algo nunca visto em Nova Perfeição, eles acabam chamando novamente a atenção das Circunstâncias Especiais e percebem que precisam descobrir logo uma forma de sair da cidade.


"- Tudo bem Andrew. Mas quero partir ainda hoje. Estou com pressa.
- Claro. Hoje. - Ele passou a mão no pedaço de seu rosto onde uma rala barba comeaçava a crescer - Essas ruínas em que seus amigos estão esperando, onde ficam?
Tally olhou para o sol, ainda baixo o bastante para indicar o horizonte leste. [...]
- Ficam a mais ou menos uma semana para aquele lado - disse.
- Uma semana? [...] Tem certeza de que precisamos de uma semana inteira?
- Tenho. Não é muita coisa, é?
[...] Andrew fez que não, mas havia uma expressão de perplexidade em seu rosto.
- É que isso fica além dos limites do mundo". (pág. 290)


Perfeitos, de Scott Westerfeld, foi uma continuação maravilhosa para Feios. Tudo mudou na vida de Tally e dos Enfumaçados, mas o autor conseguiu fazer uma conexão tão incrível na história que não deixou o livro perder o encanto de seu antecessor.

Como perfeita, Tally era exatamente igual a todos, imbecil e manipulável, perdendo toda a determinação que me fez gostar dela no primeiro livro. Tudo aquilo que ela valorizava quando estava na Fumaça era o que ela menos compreendia agora. Com ajuda de Zane, no entanto, ela consegue aos poucos recuperar o controle sobre sua própria mente e tomar suas próprias decisões.

Zane foi um personagem decisivo nesse livro e um namorado tão incrível para Tally que fica difícil não gostar dele. Sempre que lia alguma resenha sobre o livro antes, ficava indignada e não entendia como Tally poderia fazer isso com David, seu par romântico no livro anterior, mas os motivos ficaram bem claros agora. E, assim como Tally deve ter ficado indecisa, é impossível opinar sobre qual dos dois foi mais importante e mais fofo.

Shay, que era uma das personagens com quem eu mais me diverti e mais gostei em Feios, está um porre nesse livro. Parece uma criança mimada que sabe o que é certo, mas faz o errado para mostrar aos outros que é diferente. E a Tally é totalmente ingênua de achar que ainda deve alguma coisa à garota, o que só a coloca em confusão.

O livro em si, segue o mesmo padrão e intensidade do livro anterior, com muitos fatos engraçados e cheio de aventura e perigos. Senti um pouco de falta de saber mais sobre a Nova Fumaça nesse livro, já que foram pouquíssimos os momentos que Tally passou junto a esses personagens, e tenho a impressão de que no próximo talvez eles apareçam menos ainda.

Eu achei ótima a continuação que Scott deu para a série, e estou ansiosa para poder ler o próximo livro.
Ju - Conjunto da Obra
Ju - Conjunto da Obra

Apaixonada pela leitura desde a infância, tantos livros lidos que é impossível quantificar. Alguém que vê os livros como uma forma de viajar o mundo e lugares mais incríveis que possam ser criados pela imaginação, sem precisar sair do lugar. Tem o blog como uma forma de dividir experiências e, principalmente, as emoções que as leituras despertaram, para compartilhar idéias e aproveitar sugestões de leitura, envolvendo mais e mais pessoas em um mundo onde a imaginação não tem limites.

10 comentários:

  1. Gostei tanto de Feios!
    Quero muito ler a continuação, que bom que ela segue o padrão do primeiro em termos de intensidade! Acho que vou sentir falta de saber mais sobre Nova Fumaça, também!
    Beijão!

    ResponderExcluir
  2. Pulei a resenha porque não li Feios ainda.
    Essa série não estava na minha listinha até entras em promoção rs
    Mas só pelo fato de ter aventuras e perigos, já fico curiosa.bjos

    ResponderExcluir
  3. Eu adoro essa série! Acho a narrativa do Scott Westerfeld maravilhosa e o jeito que ele aborda esse tema e o jeito que ele faz diversas críticas são incríveis

    Gabi

    ResponderExcluir
  4. Oi, Julia!
    Eu só li Feios, mas li a resenha mesmo assim. Gostei bastante do primeiro livro e pelo visto o segundo parece ser muito bom também. Vou tentar comprar todos logo de uma vez. Pensei que quando a Tally ficasse perfeita que ela fosse ficar chata, mas pelo visto eu me enganei.rs
    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Julia, não tive como ler esta resenha, apesar de já ter lido a sua sobre Feios, que por sinal ficou maravilhosa. Espero muito ler esta série em breve, ela me chama muito a atenção pela temática.

    Um beijão,
    Pronome Interrogativo.
    http://www.pronomeinterrogativo.com

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Até me deu vontade de voltar a ler feios, comecei a ler e parei!!
    Bjinhs

    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com/2012/03/essa-semana_10.html

    ResponderExcluir
  7. Oie Julia =)

    Mais uma das séries que não li rs...
    Falam muito bem deste livros e do autor, mas infelizmente ainda não tive oportunidade de ler =(

    Ótima resenha querida! Espero ler a sérei em breve ^^

    bjus
    anereis.

    mydearlibrary | bookreviews • music • culture
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
  8. Oi Julia!
    Me desculpe mas não vou ler a sua resenha, já que estou com o livro Feios para ler e ainda não tive tempo. Já ouvi dizer que a série é muito boa, e espero que não me decepcione, isso tem acontecido muito comigo ultimamente.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Nossa, amei sua resenha!
    Tenho a série, mas ainda não deu para ler, mas....... ainda assim ignorei seu aviso e li a resenha toda! ahhaha

    Ah, tem meme pra você no blog! ^^

    Beijos
    Mandinha :)
    minhasconfissoesfemininas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Oi Julia!
    Comecei a ler Feios e até agora estou gostando, a história é bem diferente e interessante! Espero dar continuidade na série.
    Adorei a resenha.
    Beijos.

    http://booksedesenhos.blogspot.com

    ResponderExcluir

Agradeço muito sua visita e peço que participe do blog, deixando um recadinho. Opiniões, idéias, sugestões, são muito importantes para fazer o blog cada vez melhor!
Assim que possível, retribuirei a visita.

Beijos, Julia G.