Onde você está? - Marc Levy

Sinopse: O segundo romance do maior autor francês da atualidade, Marc Levy, conta a história de um belo e sobrenatural caso amor.
Apaixonados desde a infância, Susan e Philip enfrentam seu primeiro dilema, idealista, ela planeja se filiar a uma associação humanitária que presta socorro às vítimas hondurenhas do furacão Fifi, enquanto ele se apega ao sonho de uma tranqüila vida a dois em Nova York, onde inicia uma promissora carreira como desenhista de publicidade. Sob o argumento de que um projeto não anula o outro, apenas o adia, o espírito humanitário de Susan prevalece sobre o imediatismo de Philip. Mas logo ela se vê engolfada pelo ritmo alucinante de sua aventura na selva hondurenha, e ele é obrigado a se contentar com cartas e reencontros cada vez mais breves, até o dia em que acontece o inesperado - ele conhece Mary, que o encanta com a disponibilidade irrestrita de seu tempo e de seu amor. Agora Susan não pode mais adiar a escolha entre sua missão e Philip. O preço a ser pago é alto. Mas o futuro reserva uma surpresa para os amantes, que conduzirá sua história a um desfecho comovente e inesperado. (Skoob)
LEVY, Marc. Onde você está? Bertrand Brasil, 2002. 270 p.


Philip e Susan se conheceram muito antes de qualquer memória que um dos dois possam ter. A primeira foto juntos foi tirada antes dos dois anos e, em nenhum momento após isso, suas vidas se separaram. A amizade se transformou em algo mais, compartilharam os primeiros beijos e as primeiras experiências de amor, dividiram toda uma vida, a perda dos pais de Susan, suas dores e todas as consequências de cada passo. Mas agora Susan passaria dois anos fora para uma missão humanitária em Honduras, auxiliando vítimas de um furacão.

Os dois anos se transformam em três, quatro, e as cartas trocadas por aqueles que se amavam já carregam o ressentimento de estarem sozinhos, pois não são suficientes. Susan sente que é necessária em Honduras, e a vida de Philip se resume ao trabalho - até que ele conhece Mary, uma mulher encantadora e doce, que oferece a ele todo o amor para o qual ele está disposto a se entregar. Como diz a sinopse oficial: "Agora Susan não pode mais adiar a escolha entre sua missão e Philip. O preço a ser pago é alto. Mas o futuro reserva uma surpresa para os amantes, que conduzirá sua história a um desfecho comovente e inesperado".

"- Mas o que aconteceu para você estar me dizendo tudo isso?
- Nada. Nada mesmo. Bastou-me ver seu corpo se afastando de mim um pouco mais a cada noite, abrir meus olhos e vê-lo de costas para mim, quando antes percebia seu rosto adormecido, sentir suas mãos deslizarem sem vontade em minha pele, Deus, como eu odiei seus "obrigado", quando eu lhe beijava o pescoço. Por que você não trabalhou hoje até mais tarde? Como eu gostaria de ter resistido um pouco mais e não falado nada...
- Mas você está tentando me dizer que não me ama mais.
Mary saiu da cama e se virou para olhá-lo ao sair do quarto. Ele viu as curvas do corpo dela desaparecerem no escuro do corredor, esperou alguns minutos e foi até junto dela. Ela se sentara no alto da escada e olhava fixamente a porta de entrada um pouco abaixo. Philip ajoelhou-se atrás dela, abraçando-a desajeitadamente.
- Estava tentando lhe dizer o contrário.
Ela desceu os degraus, entrou na sala e fechou as portas atrás de si." (pág. 189)

Eu esperava de Onde você está?, de Marc Levy, um livro sobre amor. Sobre amor, reencontros, superação. E foi isso que eu encontrei. Amor em suas formas, amor construído, amor de se desgasta com a falta de cuidados, amor que persiste à distância e ao tempo. Amor de mãe e de pai, amor de filhos e irmãos, e de paradoxos. Tudo isso, colocado de uma maneira totalmente diferente do que eu esperava, que inicialmente até pensei que não iria gostar. Mas é bom nos enganarmos, não é? Eu me apaixonei pela história, mesmo que não tenha chegado perto daquilo que eu queria.

Susan é uma mulher impulsiva, segura, que é altruísta e egoísta ao mesmo tempo. Ela se importa com os outros, quer fazer o melhor para os que necessitam, entra na vida das pessoas para tentar fazer diferença por elas. Mas a sua própria vida fica de lado, os que ela ama ficam de lado, e o sofrimento que ela inflige a eles e a si mesma vão tornando seu dia a dia mais doloroso. Talvez seu medo de se entregar a um sentimento a impeça de viver sua própria vida, e se entregar de cabeça para salvar a vida de outros seja a forma que tem de se sentir sã.

Philip, no início, me pareceu meio bobinho. Não se impunha sobre nada e quase nunca percebia as entrelinhas de tudo o que acontecia ao seu redor. Mas com o tempo ele amadurece e se torna um homem admirável, apesar de ainda deixar de perceber alguns detalhes importantes de sua própria vida.

Mary é uma mulher realmente doce, que, diferente de Susan, se entrega totalmente a tudo o que sente e acredita. Seu amor por Philip e sua paciência, seu carinho com tudo o que constrói e até mesmo por algo inicialmente indesejado, mostram que ela às vezes deixa de lado a si mesma, pelo bem e a felicidade de outros.

Infelizmente não posso citar outros personagens, pois seria impossível não soltar spoilers, mas são todos indispensáveis e incrivemente maravilhosos e bem construídos. Como disse antes, a história é apaixonante e totalmente inesperada. Mas o detalhe que mais me impressionou e me apaixonou, de todos, foi, sem dúvida, a sutileza com que Marc Levy impregnou a narrativa, a doçura na visão de mundo de cada personagem e a crueldade que é a simples realidade da vida. Assim como em Um dia, nada acontece como se deseja, apenas para nos mostrar que pode haver muito mais depois.
Ju - Conjunto da Obra
Ju - Conjunto da Obra

Apaixonada pela leitura desde a infância, tantos livros lidos que é impossível quantificar. Alguém que vê os livros como uma forma de viajar o mundo e lugares mais incríveis que possam ser criados pela imaginação, sem precisar sair do lugar. Tem o blog como uma forma de dividir experiências e, principalmente, as emoções que as leituras despertaram, para compartilhar idéias e aproveitar sugestões de leitura, envolvendo mais e mais pessoas em um mundo onde a imaginação não tem limites.

21 comentários:

  1. Ah pirei quando vi que tinha resenha desse livro rs
    Eu comprei porque quero muito colecionar todos os livros do autor. Nem tinha lido a sinopse, mas amei a resenha. Quero descobrir o que Susan irá escolher: a missão ou o amor. Vou preparar os lencinhos rs
    bjs

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Eu ainda não conhecia este livro, mas pela sua resenha parece ser um livro muito bom, gostei!!
    Fiquei bem curiosa para ler!!

    Beijinhso!
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Sempre achei que não ia gosta desse livro, mas mudei de após ler sua resenha.

    Acho que ia gostar.

    Sua resenha ficou muito, muito boa.
    Parabéns!!

    Beijos!

    Arte Around The World

    ResponderExcluir
  4. Também não conhecia esse livro e achei a resenha ótima, fiquei doida por alguns spoilers kkkkk
    bjos e bom final de semana

    ResponderExcluir
  5. Ei Julia,

    Eu li do autor só o Tudo aquilo que nunca foi dito e amei. Adorei usa resenha, fiquei com vontade ler... mas vc falou de Um dia e agora já estou com medo do final hehehe.

    beijos

    ResponderExcluir
  6. Eu não conhecia esse livro
    Mas ele parece ser muito bonito
    Esse amor des de sempre e essa dificuldade

    Beijos
    @pocketlibro
    http://pocketlibro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Hey (:
    Ótima resenha. Eu não conhecia esse livro, mas parece ser bem bonito mesmo. Fiquei curiosa para ler.

    Beijos, Vanessa.
    This Adorable Thing

    ResponderExcluir
  8. Adoro saber de livros que nunca ouvi falar e você sempre posta uns bem legais, mais um que me interessou.

    Bjs. Tudo Tem Refrão

    ResponderExcluir
  9. Oi Julia!

    Não conhecia esse livro, se bem que a autora o nome é familiar, mas não consigo lembrar de qual livro rs. O livro mostra muitas formas de amor e a personagem parece ter muitas características para sua personalidade. O bom é que Philip amadurece, se ele permanecesse igual, seria ruim, pois sempre gostamos e queremos ver o personagem crescer. Deu vontade de ler, parece ter uma lição legal o livro, sempre a nos acrescentar.

    A capa não chama muita atenção, mas o título é bem legal. Tendo a oportunidade eu lerei..

    Bom FDS!
    Beijos :D

    ResponderExcluir
  10. Ei Julia!
    A capa pode não ter me chamada a atenção, mas pela sua resenha, me pareceu ser um livro bem fofo e leve. Também fiquei curiosa sobre os spoilers... kkk'

    Beijos
    aritmeticadasletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Que resenha legal, não conhecia o livro, mas parece bem interessante. Amo ou uma missão, duro escolher, com certeza um livro encantador.

    http://iasmincruz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Oi Julia =D
    Adorei sua resenha, não conhecia o livro, mas achei, pelo que você escreveu, um livro muito lindo.
    A capa não incita muito a curiosidade, mas pela resenha, acho que vale a pena ler.

    Beijos
    -glowofthemoonlight-

    ResponderExcluir
  13. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  14. Adorei a resenha, muito boa mesmo.
    Fiquei afim de ler o livro, vou por na minha lista - que esta bem grandinha, por sinal -
    http://www.senhoritaliberdade.com/

    ResponderExcluir
  15. Oie Julia!

    Nossa depois desta sua resenha não tem como este livro não ir para minha wishlist!

    A história parece ser linda demais, fiquei emocionada só de ler a sua resenha!

    Parabéns!!

    bjus

    anereis.

    mydearlibrary | bookreviews • music • culture
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
  16. oie!
    não conhecia esse livro e com certeza vc me deixou com muita vontade de ler...
    Ótima resenha!=]
    agradecendo a visita lá no blog, que bom que vc gostou da nossa caixinha...
    tem post da nossa primeira parceria com editora se vc quiser ir lá e deixar um coment...
    http://falleninme.blogspot.com
    Bjão

    ResponderExcluir
  17. Oi Nanda,eu não conhecia este livro, mas fiquei bem curiosa. Vou ficar de olho nele. Beijos

    ResponderExcluir
  18. Todo mundo fala tão bem desse autor que é difícil você conhecer algum livro dele e não ficar com vontade de pegar para ler na HORA!
    A parte que você diz que nada acontece como a gente espera como em Um Dia me deixou apreensiva. Será que eu vou chorar? hahaha

    Um beijo,
    Luara - Estante Vertical

    ResponderExcluir
  19. Não conhecia o livro mas fiquei interssada depois dessa sua resenha :)

    Beijocas,
    Thais P.
    http://thaypriscilla.blogspot.com

    ResponderExcluir
  20. Oi Julia!
    Que livro interessante!Fiquei curiosa pra conhecer a história, ainda mais porque você o comparou com Um Dia...ah esse eu quero ler.
    Parabéns pela resenha.
    Beijos.

    http://booksedesenhos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  21. Boa noite,

    Não conhecia o livro e pela sua resenha achei bem interessante, boa dica...parabéns.

    Já estou seguindo o seu blog...abçs.

    http://devoradordeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Agradeço muito sua visita e peço que participe do blog, deixando um recadinho. Opiniões, idéias, sugestões, são muito importantes para fazer o blog cada vez melhor!
Assim que possível, retribuirei a visita.

Beijos, Julia G.