Hex Hall - Rachel Hawkins

Sinopse: Há 3 anos, Sophie descobriu que não é uma menina como as outras. Ela é uma bruxa e, até agora, isso só lhe trouxe alguns... arranhões! Sua mãe fez tudo o que pôde para ajudar: leu o que conseguiu encontrar sobre bruxas, fadas e magia; procurando consultar o pai ausente de Sophie — um poderoso feiticeiro europeu — só quando necessário. Até que a menina atrai atenção além da conta depois de um feitiço de amor poderoso demais...
E é seu pai que define a sentença: Sophie deve ir para Hex Hall, um reformatório afastado de tudo e de todos que está sempre de portas abertas para receber qualquer “prodígio” que saia da linha — ou seja, além de bruxas como Sophie, fadas, metamorfos etc.
E a tendência de Sophie para encrencas não decepciona. Já no fim do primeiro dia, ela acumula problemas: três poderosas inimigas que mais parecem supermodelos, uma fantasma que cisma em persegui-la, uma paixonite idiota pelo feiticeiro mais charmoso da escola — e ele tem namorada, mas como Sophie poderia saber? Para piorar, sua companheira de quarto é a pessoa mais odiada do campus, e a única vampira entre os alunos... Sim, os sanguessugas não têm boa fama, e uma série de ataques a estudantes acaba fazendo da única amiga de Sophie a suspeita número um na mira do Conselho e da direção da escola.
Isso não é tudo, e Sophie precisa se preparar. Uma antiga sociedade secreta determinada a destruir todos os prodígios, inclusive e principalmente ela, parece estar mais próxima do que nunca de Hex Hall. Sophie terá de descobrir, do que sua magia é capaz e, sobretudo, suas origens e quem ela é de verdade. (Skoob)
HAWKINS, Rachel. Hex Hall. Hex Hall #1. Galera Record, 2011. 303 p.


Sophie Mercer, uma bruxa negra – do tipo mais poderoso – foi mandada, após um forte feitiço do amor, para o Hecate Hall. Hex Hall, como é mais conhecida a escola para “Prodígios”, funciona como um internato àqueles que, por algum motivo, expunham seus poderes aos humanos e colocavam em risco todos os outros, fossem eles bruxos, metamorfos, vampiros, ou quaisquer outros seres.

Sophie, que sempre foi criada por sua mãe humana, mal conhecia seu pai e seu mundo. Ao entrar no colégio, foi a primeira vez que teve contato com seres diferentes como ela, mas não fazia idéia de como isso também poderia ser difícil: fazer amizade com a única vampira, Jenna, que era a garota mais excluída na escola, entrar em desavença com Anna, Chaston e Elodie, a tríade de bruxas negras que a queriam em seu conven, e se sentir atraída por Archer, o namorado de uma das garotas, poderia fazê-la também excluída no seu próprio mundo. E perpassando seus problemas adolescentes, Sophie ainda descobriria o passado sombrio de sua família, que tinha potencial para mudar tudo o que ela sempre acreditou.

"Felícia não estava mais gritando, mas tentava pegar algo em sua bolsa. 
– Ai, não – gemi. 
Comecei a correr na direção deles, mas escorreguei no ponche e caí. Felícia pegou a latinha vermelha e apertou o spray no rosto de Kelvin. A música que ele cantava se transformou em um urro de dor. Ele soltou as mãos dela para coçar os olhos, e Felícia correu. 
– Tudo bem, meu amor! – berrou ele. – Não preciso de olhos para te ver. Eu te vejo com os olhos do meu coração, Felícia! Do meu CORAÇÃO! 
Ótimo! Além de muito forte, meu feitiço era brega."

Hex Hall, de Rachel Hawkins, não tem elementos muito originais a formar um enredo, já que se resume a uma escola, alunos com poderes especiais, algumas intrigas e um romance leve. Apesar disso, a escrita de Hawkins é envolvente e nos insere em uma história divertida e com alguns mistérios que impulsionam às próximas páginas.

A personagem principal, Sophie, parece ser uma garota um tanto insegura, mas que tenta se mostrar mais ácida do que é. Este é um ponto positivo, pois combina a fase adolescente da protagonista com o desenvolvimento de uma personalidade mais madura. Algumas tiradas da personagem, principalmente com Archer e Jenna, foram bastante inteligentes, e algumas analogias feitas com passagens da cultura pop, colocadas nos momentos ideais, arrancavam algumas risadas. Não houve, porém, grande envolvimento com demais personagens; não sei dizer se por ter lido a maior parte do livro durante a madrugada e morrendo de sono ou simplesmente porque são mais superficiais.

O romance com Archer é fofinho e supre a necessidade que sempre há, mas não chega a convencer e apaixonar. O modo como fica em suspenso, contudo, faz esperar com maior ansiedade pela continuação, para entender os motivos do que aconteceu. Os porquês, inclusive, são os detalhes que mais me mantém ligada a uma continuação, já que preciso de respostas para tudo.

Trata-se mesmo de um livro adolescente e até um pouco bobinho, mas cumpre o papel de entreter e divertir.
Ju - Conjunto da Obra
Ju - Conjunto da Obra

Apaixonada pela leitura desde a infância, tantos livros lidos que é impossível quantificar. Alguém que vê os livros como uma forma de viajar o mundo e lugares mais incríveis que possam ser criados pela imaginação, sem precisar sair do lugar. Tem o blog como uma forma de dividir experiências e, principalmente, as emoções que as leituras despertaram, para compartilhar idéias e aproveitar sugestões de leitura, envolvendo mais e mais pessoas em um mundo onde a imaginação não tem limites.

32 comentários:

  1. Apesar de não aguentar mais vampiro, bruxa, sereia, lobisomem, enfim, toda essa gentalha indo pra escola kkkkkkkkk eu acho que iria gostar do livro, gosto de bruxas, pra falar a verdade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. rsrs, eu também sempre digo que canso desses seres imaginários, mas não adianta, sempre volto a lê-los.

      Excluir
  2. Oi Ju!
    Ainda que o livro não tenha nada muito de novo e que seja apenas um bom entretenimento, eu tenho vontade de ler.
    Parece divertido!
    Beijão!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É divertido sim, Mi! E a narração é gostosa, então pode ser lido rapidinho ;)

      Excluir
  3. Olá Julia!
    Sinceramente eu amei esse livro 'rs. Achei muito bacana, mesmo com todos os personagens que a maioria das pessoas já estão cansadas, como os vampiros, bruxas e blá blá blá, fiquei encantada com a história, achei muito fofinha. Devorei o livro em questão de horas. Mas enfim, adorei a resenha.

    Beijos&beijos
    Book is life

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Aline, apesar de eu não ter caído de amores pela história, também gostei e li rapidinho. E é fofa, sim.

      Excluir
  4. Oi Julia!
    As vezes o momento pede exatamente isso,um livro meio bobo,divertido,sem muito stress.

    Bjos
    http://www.roubandolivros.com

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  6. Oi Julia, tudo bem?
    De vez em quando é divertido ler uns livros assim, nem que seja só pra distrair.
    Abraços,
    Amanda Almeida

    ResponderExcluir
  7. Oi Ju, resenhei o primeiro livro da trilogia. Gostei muito, muito mesmo os rumos que a história levou. Doido para descobrir onde esconde o Archer e como a Sophie vai ajudar as pessoas pelo que aconteceu. Já estou com A Maldição em mãos e logo pretendo ler. ^^

    beijos

    Philip Rangel
    Entrando Numa Fria
    www.entrandonumafria.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também estou querendo saber os próximos acontecimentos, mas não sei quando poderei ler ;~
      Gostei do rumo das coisas também, mas não achei tão surpreendente.

      Excluir
  8. Tenho muita vontade de ler esse livro
    Faz muito tempo que vejo resenhas dele,
    Mas ainda não tive oportunidade

    Beijos
    @pocketlibro
    pocketlibro.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  10. Adorei a resenha, sempre leio sobre o livro mais nunca o li, parece ser bom vou procurar pra ler quando minhas aulas voltarem.
    beijos

    ResponderExcluir
  11. Ain... fiquei super curiosa em conhecer essa estória.
    Tem tudo o que eu adoro em um livro: Magia.
    Simplesmente já quero ler, vou procurar em ebook.
    Adorei a resenha, bem detalhada e simples.
    Resenha #66 - Contos de Fadas Eróticos.
    Confere lá!
    Manuscrito de Cabeceira
    Bjs.

    ResponderExcluir
  12. Oi Ju.
    Tenho curiosidade em conhecer esse livro, aliás ele será uma das minhas próximas leituras.
    E por mais que tema não seja tão original, acho que vale a pena dar uma chance, nem que seja para só para se distrair. Bom espero que eu goste.
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Alinne, como uma distração, talvez essa seja uma das melhores indicações. A história é bobinha, mas é gostosa.

      Excluir
  13. Tinha muita curiosidade em ler uma resenha de blogueira brasileira desse livro, pois só o tinha visto nos blogs internacionais. Gostei do fato de você ter chamado atenção para o enredo não tão original.

    Beijos. Tudo Tem Refrão

    ResponderExcluir
  14. Eu me diverti muito com Hex Hall. Não é super inovador, mas quando a trama é bem narrada e os personagens são bons, então é um bom entretenimento. É o livro-pipoca sabe? Esta capa aí é podre diante da luxuosa estrangeira. Estou ansiosa pela sequência, quero saber o que Sophie vai fazer, ver o pai dela, mais Archer.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Livro-pipoca! Descrição perfeita do livro!
      Concordo com o quesito CAPA, a original é maravilhosa ;D

      Excluir
  15. Gosto de histórias fofinhas que divertem :) De alguma maneira, clichês me remetem a lembranças boas (tipo, esse daí é assistir Sky High, super escola de heróis - sei que é diferente, mas enfim - quando criança) e elas são muito bem despertas por clichês bem executados...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Clichês também me remetem a lembranças assim Isabel, por isso nunca vacilo para começar a ler mais uma história assim ;)

      Excluir
  16. Hex Hall é bem bobinho e despretensioso, mas eu também gostei!
    A editora vai continuar com a série, né? Eu pretendo ler os outros.
    Beijos,
    Vinícius - Livros e Rabiscos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vai continuar sim, Vini! Inclusive, acabei de anunciar isso no próximo post. ;)

      Excluir
  17. Para quem gosta do gênero, parece ser um bom livro, mas tenho procurado coisas diferentes nesses últimos meses para ler.
    Beijos

    ResponderExcluir
  18. Que bom que ele diverte. Eu quero ler e não espero mais que bom entretenimento.

    Beijos,

    Carissa
    http://artearoundtheworld.blogspot.com

    ResponderExcluir
  19. Oi Ju! Mesmo não sendo uma leitura densa é um livro que sempre tive vontade de ler, a sequencia foi lançada agora e quero ler logo o primeiro para ver se irei acompanhar a série.

    Bjos!!
    Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  20. Oi Ju!

    Já faz um tempinho que tenho lido alguns comentários a respeito de Hex Hall, e apesar de estar um pouco 'cheia' de tantos clichês do tipo (escola, romance, a garota popular, etc e tal) essa parece uma boa leitura.

    Beijão!!

    ResponderExcluir
  21. Gostei do livro, como vc disse no final, serve para entreter mesmo. Gosto de histórias de bruxas (tá, gosto de quase qualquer coisa sobrenatural), então foi fácil apreciar a leitura. Pena não ter conseguido comprar o volume 2 ainda...

    Bjs,
    Kel
    www.itcultura.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kel, também gosto desse tipo de sobrenatural, por isso, por mais que me sinta 'enjoada', sempre me jogo de cabeça em uma leitura dessa.

      Excluir
  22. Oi Julia!
    Tenho vontade de ler Hex Hall, mas não é prioridade.
    Gostei da sua resenha, parece ser um livro levinho, só pra divertir e passar o tempo mesmo.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  23. OI Julia ^^

    Estou com ma Michele, quero ler, mas não é prioridade, ainda mais depois de ler sua resenha falando que o enredo do livro é bobinho.. to meio saturada de coisas "bobinhas" hahahaha

    Beeeijao

    ResponderExcluir

Agradeço muito sua visita e peço que participe do blog, deixando um recadinho. Opiniões, idéias, sugestões, são muito importantes para fazer o blog cada vez melhor!
Assim que possível, retribuirei a visita.

Beijos, Julia G.