A Última Grande Lição - Mitch Albom



"- Morrer é natural - disse mais uma vez. - Se fazemos disso um cavalo-de-batalha é porque nós não nos consideramos como parte da natureza. Pensamos que, por sermos humanos, estamos acima da natureza.
Sorriu para a planta.
- Não estamos. Tudo que nasce morre - olhou para mim. - Aceita isso?
- Aceito.
- Ótimo - murmurou. - Agora, veja a recompensa. Veja em que somos diferentes dessas maravilhosas plantas e animais. Enquanto pudermos amar uns aos outros, e recordarmos a sensação de amor que tivemos, podemos morrer sem desaparecer. Todo o amor que criamos fica. Todas as lembranças ficam. Continuamos vivendo nos corações daqueles que tocamos e acalentamos enquanto estivemos aqui." (. 144)

Morrie havia sido o melhor professor de Mitch na faculdade, e na formatura eles prometeram que manteriam o contato. Isso não aconteceu.

Quase vinte anos depois, a vida dos dois tinha tomado rumos tão diferentes que parecia impossível um reencontro. Mas uma entrevista de Morrie a uma rede de televisão a respeito da doença que tomava conta de seu corpo e dava pouco tempo para o fim de sua vida faz Mitch arrumar um tempo na agenda atulhada para reencontrar seu velho "treinador". O que Mitch não sabia era que Morrie ainda tinha muito a lhe ensinar, a lição mais importante de todas.

"- Ver o meu corpo definhando para o nada.
Mas também é maravilhoso porque me concede muito
tempo para me despedir. Nem todos têm essa sorte."

Não sei por que demorei tanto para ler A Última Grande Lição, de Mitch Albom. Realmente não sei. Foi um presente de aniversário há muito tempo, e o lindo exemplar da edição especial em comemoração aos 10 anos da primeira edição, em capa dura, ficou guardado em uma gaveta por anos. No início, achei que se tratava de autoajuda; depois descobri que não, e simplesmente não li. Mas agora resolvi dar uma chance à obra, e valeu a pena.

Trata-se de uma história verídica sobre Mitch e seu professor que, debilitado por uma doença degenerativa, tinha clareza e lucidez para ver além, e tentar ensinar seu antigo aluno sobre aquilo que o subtítulo do livro propõe: o sentido da vida.

"- Todo mundo sabe que vai morrer - repetiu Morrie - mas ninguém acredita.
Se acreditássemos, mudaríamos nosso comportamento.
- De maneira que nos iludimos a respeito da morte - sugiro.
- Isso. Mas há uma abordagem melhor. Saber que vai morrer e preparar-se para
receber a morte a qualquer momento. Assim é melhor.
Assim podemos ficar mais envolvidos com a vida enquanto vivemos."

Dividido em capítulos que representam cada encontro de Mitch com Morrie e umas poucas passagens sobre a relação entre professor e aluno no passado, o livro é repleto de reflexões sobre como se vive, e nos leva a pensar se estamos mesmo vivendo como gostaríamos e se deixamos aqueles que são importantes para nós saberem disso.

Claro que isso pode parecer realmente coisa de livros de autoajuda, mas todas as mensagens positivas estão entremeadas pelas vidas dos personagens, por lembranças que os marcaram e por aquilo que por algum motivo os perturbou. Fala sobre morte e vida, amor e rancores, sobre como tudo fica mais simples quando se deixa de lado a ambição e o orgulho que, por sinal, não nos servem de nada. E por que não fazemos isso sempre?

Para os que gostam de uma mensagem bela e de sentimentos, A Última Grande Lição é a leitura ideal. Para os que gostam de conhecer a história de uma forma mais "resumida", descobri que existe uma adaptação do livro, que pode ser encontrada no youtube:


Ju - Conjunto da Obra
Ju - Conjunto da Obra

Apaixonada pela leitura desde a infância, tantos livros lidos que é impossível quantificar. Alguém que vê os livros como uma forma de viajar o mundo e lugares mais incríveis que possam ser criados pela imaginação, sem precisar sair do lugar. Tem o blog como uma forma de dividir experiências e, principalmente, as emoções que as leituras despertaram, para compartilhar idéias e aproveitar sugestões de leitura, envolvendo mais e mais pessoas em um mundo onde a imaginação não tem limites.

31 comentários:

  1. Oi Julia!

    Acredito que A Última Grande Lição deva mesma conter mensagens de vida,afinal é exatamente isso que o título nos passa e ter colocado isso entremeado a vida dos personagens acredito que o faça diferente da maioria dos livros de auto ajuda por aí.

    Tem promo lá no blog, O Punhal de Jéssica Anitelli,se puder dá uma passada lá.

    Bjos

    www.roubandolivros.com

    ResponderExcluir
  2. Oii!!
    Ah, não conhecia esse livro! Pela sua resenha parece ser o tipo de livro que todos deveriam ler e aprender algo que possa colocar em prática! Gosto muito de livros assim! :)

    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Oi, Julia!
    Eu já li esse livro e também me surpreendi bastante com ele. Uma amiga me emprestou e eu fiquei achando que era autoajuda e por esse motivo enrolei bastante.rs As mensagens são lindas e fazem você querer correr atrás dos próprios sonhos. Seria legal se mais pessoas lessem essa linda história.
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que todo mundo que vê esse livro deixa ele de lado por parecer autoajuda, né? rsrs
      Pelo menos a gente se surpreende.

      Excluir
  4. Oi querida,
    Não conhecia a obra, mas parece lindo e emocionante. Muito boa a resenha.
    Boa semana
    ;*

    www.redbehavior.com

    ResponderExcluir
  5. Oi Ju!
    De primeira parece mesmo uma obra de autoajuda ou similar, mas confesso que fiquei curiosa, gosto de obras reflexivas e do gênero. Estou sempre abertas à novas leituras, haha!

    Beijão!

    ResponderExcluir
  6. Oi Ju!
    Não conhecia o livro e ele parece uma leitura adorável!
    Gosto de leituras assim, com um teor reflexivo e que passa uma boa mensagem. Quando é uma não-ficção, a mensagem parece que se reforça, né?
    Beijão!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade Mi, quando é não ficção, a mensagem realmente se reforça. O livro é lindo, eu adorei.

      Excluir
  7. Essa relação de ambição é bem complicada, por exemplo, sempre eu tive isso comigo, de estudar, batalhar e consegui o que quero. Isso é ambição, o problema é como as pessoas interpretam.
    Beijos *-*
    clicandolivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, sim, Lú! Mas é exatamente desse tipo de ambição que o livro trata - será que precisa tanto ir atrás de dinheiro?

      Excluir
  8. Gostei muito da sua indicação. Não conhecia esse livro, mas parece ser emocionante e muito rico em mensagens positivas. Adorei.
    Beijos!
    Paloma Virico- Jornalismo na Alma.

    ResponderExcluir
  9. Hum a estoria parece legal vou querer assistir o filme, ah mas é muito difícil manter contato com nossos mestres depois que as aulas terminam eu também queria reencontrar um monte de professores mas sei que é difícil

    bjos

    ResponderExcluir
  10. Oi Julia.
    Acredita que eu também achava que se tratava de autoajuda, esse foi até um dos motivos que me fizeram não dar a oportunidade para esse livro, que tantas vezes vi para empréstimo na biblioteca. Mas agora depois de saber do que se trata, fiquei até curiosa para lê-lo. Também vou querer assistir ao filme.
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Alinne, que bom que você dará uma chance para o livro. Ele é curtinho e vale a pena.

      Excluir
  11. Oi!
    Não conhecia o livro, a história parece ser interessante, mas não sei se eu leria :/
    Parabéns pela resenha.

    Marinah |marinahgattuso.blogspot.com.br ♥
    Não deixe de conferir a promoção do livro: MANUAL DA NOIVA!

    ResponderExcluir
  12. Posso dizer que apaixonei pela capa e principalmente pela resenha, acho que todas pessoas deviam ler livros assim, pois eles sempre mudam nosso jeito de pensar (seja qualquer livro)

    ResponderExcluir
  13. Não conhecia esse livro, mas a capa chama muito a atenção.
    A estória é bem legal, gosto qndo o livro engloba a nossa forma de pensar e agir. bem interessante.
    Resenha #74 - A Seleção.
    Confere lá!
    Manuscrito de Cabeceira
    Bjs.

    ResponderExcluir
  14. Capa dura? Amooooo *-*
    Hum, fiquei curiosa pra ler, acho que ja falei diversas vezes que adoro livros que trazem lições de vida, né?

    Beeeijao

    ResponderExcluir
  15. Oi Julia!
    Não conhecia o livro e à primeira vista também achei que se tratava de autoajuda, que não faz muito meu estilo de leitura. Que bom que a leitura te surpreendeu, mesmo achando que não é o tipo de livro para mim.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  16. Oi Julia já tinha visto alguns comentários sobre esse livro, mas sempre achei que fosse de auto-ajuda, tenho uma resistência a livros assim e parece que o mesmo acontece com você e mais um monte de leitores.
    Mas esse livro parece ter uma história muito bonita e que vale a pena ser lida, são lições de vida que podem nos ensinar muitas coisas.

    Beijos
    Caline - Mundo de Papel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Caline, acho que o pessoal evita auto-ajuda, até porque dificilmente se torna envolvente, né?

      Excluir
  17. Olá.
    Ótima resenha. Não conhecia esse livro ainda. Que bom que você gostou. Quando li a sinopse pensei que era de auto ajuda também, mas você falou que não. Apesar de tudo, não sei se leria, não faz muito meu estilo literário. Mas quem sabe um dia.

    E poxa vida, esqueci de colocar você lá no post do book tour de Reencontro D: Você me perdoa? Coloco lá depois um pedaço da sua resenha. Você fez? Me manda o link depois. Desculpa mesmo D:

    Beijos, Vanessa.
    This Adorable Thing.

    ResponderExcluir
  18. Não conhecia esse livro
    Mas a resenha me chamou bastante atenção
    E parece ter uma linda estoria

    Beijos
    @pocketlibro
    http://pocketlibro.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  19. Oi Júlia,tudo bem?
    Nunca tinha visto esse livro,a sinopse vou confessar não chamou muito a atenção.Mas gostei bastante das sua resenha,realmente a capa parece de auto-ajuda.Muitos presentes que ganhamos muitas vezes ficam guardados por muito tempo,principalmente quando é um livro que você vê falar muito pouco.Mas quase sempre gostamos, passei por um momentos desses um tempo atras.
    Boa Semana.
    Mariana - Worldoftorivega

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade... E a surpresa por gostar da história é boa, né?

      Excluir
  20. Que incrível, acho que vou pelo menos assistir a história resumida. Já que estou cheia de livros pra ler.

    Beijos. Tudo Tem Refrão

    ResponderExcluir
  21. Adorei esse livro, eu acho que já li um livro dele em que ele tem um dia com a mãe morta, parece ser muito bom
    beijos

    ResponderExcluir
  22. Oi Julia!
    Bom saber que não é autoajuda!
    Confesso que vi a capa desse livro e pensei: "Deve ser autoajuda". E simplesmente deixei pra lá. Mas agora estou convicto de que poderá me agradar.
    A história parece ser triste e bonita, ao mesmo tempo.
    Enfim, pretendo lê-lo em breve.
    Parabéns pela resenha!
    Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.com

    ResponderExcluir
  23. Ju, eu to louca por esse livro agora. Cara, parece ser lindo mesmo! Tô aqui pesquisando preço já. *-* parabéns pela resenha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou ;) Espero que a leitura agrade.

      Excluir
  24. Adorei a sua resenha. Mas, não sei se leria o livro, não faz muito meu estilo de leitura.
    Beijos

    http://palavrasdeumlivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Agradeço muito sua visita e peço que participe do blog, deixando um recadinho. Opiniões, idéias, sugestões, são muito importantes para fazer o blog cada vez melhor!
Assim que possível, retribuirei a visita.

Beijos, Julia G.