As Violetas de Março - Sarah Jio

Sinopse: Emily Taylor é uma mulher jovem e escritora de sucesso, mas não gosta muito de seu próprio livro. Também tem um casamento que parece ideal, no entanto ele acabará em divórcio.Sentindo que sua vida perdeu o propósito, Emily decide fazer as malas e passar um tempo em Bainbridge — a ilha onde morou quando menina — para tentar se reorganizar.Enquanto busca esquecer o ex-marido e, ao mesmo tempo, arrumar material para um novo — e mais verdadeiro — livro, um antigo colega de escola e o namorado proibido da adolescência tornam-se seus companheiros frequentes. Entretanto, o melhor parceiro de Emily será um diário da década de 1940, encontrado no fundo de uma gaveta.
Com o diário em mãos, Emily sentirá o estranhamento e a comoção causados pela leitura de uma biografia misteriosa que envolve antigos habitantes da ilha e que tem muito a ver com sua própria história.
Assim como as violetas que desabrocham fora de estação para mostrar que tudo é possível, a vida de Emily Taylor poderá tomar um rumo improvável e cheio de possibilidades.
As Violetas de Março é um romance sobre a força do amor, sobre as peças que o destino prega e sobre como podemos ser felizes mesmo quando tudo parece conspirar contra a felicidade. (Skoob)
JIO, Sarah. As violetas de março. Editora Novo Conceito, 2013. 304 p.


O casamento de Emily acabou da pior forma possível: seu marido a trocou por outra mulher. Ela ainda o amava, esperava que ele voltasse e estava disposta a perdoar sua traição... Mas ele não voltou e ela recebeu, por correio, o convite do casamento dos dois. O pior de tudo, era não ter um plano para seguir adiante. Seu livro, que se tornara um best-seller há alguns anos, ainda rendia frutos, mas não era algo de que ela realmente se orgulhasse. Desprovida de insights criativos e daquele com quem queria formar uma família, era hora de Emily retornar a Bainbridge, a ilha onde passava seus verões quando criança.

Na casa de Boo, tia de Emily, ela tenta se reencontrar. Um antigo diário desconhecido, de alguém chamado Esther, torna-se sua principal companhia, desperta nela emoções novas, uma ligação com alguém importante do passado, ao mesmo tempo em que a liga ao presente, permitindo que Emily redescobra sentimentos e se apaixone.

"- Você ainda está lendo o diário?
- Sim - confirmei. - Mal posso guardá-lo.
Ela espiou a passarela para ver se Bee estava voltando.
- [...] preciso que você saiba de uma coisa: essa história que você está lendo guarda muitos segredos... segredos que podem mudar sua vida hoje. Sua. De sua tia. Dos outros.
- Eu gostaria que você pudesse me dizer do que se trata tudo isso - falei, esperando não parecer muito impaciente.
- Sinto muito, querida - ela se desculpou. - Esta é a sua jornada."

Sair imune à leitura de As Violetas de Março, de Sarah Jio, é quase impossível. Com um primeiro capítulo um tanto incomum, há certa conexão com a história já nas primeiras páginas, e o restante não decepciona. O enredo é lindo, e transborda amor: amor de amigos, amor de amantes, amor fraterno, de mães e pais. A probabilidade de se sentir tocada pela obra é imensa, e talvez não se possa nem dizer exatamente o porquê.

As páginas correm rápido: há vínculos, ligações, que estão envoltas em neblina e queremos penetrar mais fundo para enxergar melhor. Os mistérios a serem desvendados fazem ler sempre alguns capítulos mais. A mistura entre passado e presente - duas histórias de vida paralelas, e que se tocam no "infinito" - perfeitamente entrelaçada. A história de Emily já é envolvente, mas conhecer mais Esther é como mergulhar em um mar profundo e agitado, que ninguém consegue prever nem controlar. Esther é impetuosa, inflexível, e isso não são elogios, mas o são, ao mesmo tempo.

E eu só consigo pensar no quanto se perde por impulsividade; tanto amor mal resolvido, mal entendidos que vão afetando a todos como reações em cadeia. O coração doía e ficava pequeno, mas foi possível sentir e se encantar com tudo aquilo que nem as tristezas nem o tempo conseguem destruir ou amenizar. Espero que isso que acabei de dizer seja inteligível, mas não posso especificar detalhes para não soltar spoilers. Só tenho a dizer para os românticos de plantão que, enquanto houver amor, há solução.

E a Ilha. É como se Bainbridge fosse também protagonista do livro e tivesse vida própria. Como se tudo por lá se tornasse mágico e mais intenso. E mais lindo. Simples assim.


Ju - Conjunto da Obra
Ju - Conjunto da Obra

Apaixonada pela leitura desde a infância, tantos livros lidos que é impossível quantificar. Alguém que vê os livros como uma forma de viajar o mundo e lugares mais incríveis que possam ser criados pela imaginação, sem precisar sair do lugar. Tem o blog como uma forma de dividir experiências e, principalmente, as emoções que as leituras despertaram, para compartilhar idéias e aproveitar sugestões de leitura, envolvendo mais e mais pessoas em um mundo onde a imaginação não tem limites.

35 comentários:

  1. Oi, Julia!
    Eu fiquei completamente encantada com a leitura desse livro. Já comecei a leitura com o coração partido pela Emily e torci o tempo todo para que ela conseguisse sair dessa bem. Nem imaginava que a ilha e o diário é que escondiam a verdadeira estória do livro.
    Livro delicioso mesmo. =D
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Dé, que bom que gostou também. Acho que não estou muito fora da normalidade :D E achei tão fofo.

      Excluir
  2. oi querida,
    ainda não li, mas parece uma historia bem profunda e interessante, fiquei muito curiosa.
    boa semana
    ;*

    www.redbehavior.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Duda, se puder, leia sim. É lindo <3

      Excluir
  3. Oi Ju! Tenho muita vontade de ler As Violetas de Março, me parece um livro incrível, espero ainda este ano conferir a escrita da Sarah.
    Assisti o hangout e achei a autora muito simpática!

    Beijão!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. So, é tão lindo! Vale a pena a leitura :D

      Excluir
  4. Ai, Ju, que resenha linda!
    Eu concordo com você em cada detalhe e entendo completamente o que você quis dizer sobre a dor das escolhas, da impulsividade, e de sempre haver solução quando se há amor.
    Enfim, um dos meus queridinhos do momento!
    Beijão!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mi, que bom ler isso ;D
      Também é um dos meus queridinhos, não tem como não ser ;)

      Excluir
  5. Oi Ju,
    parece realmente ser um livro bom pelo o que vc descreveu, sempre é bom ler um livro que meche tanto com a gente. Lendo oq vc escreveu sobre como perdemos por atitudes impulsivas, ou coisas que fazemos ou deixamos de fazer, pensei no livro Um Dia, ele me fez sentir como vc falou e pude perceber como muitas vezes uma pequena atitude poderia mudar tudo, como pequenos desencontros, ações que tomamos, coisas que reprimimos podem nos afetar de modo tão profundo.
    gostei mto da sua indicação ^^

    tem postagem nova no blog
    espero a sua visita!
    bjinhus

    TÍTULOS DE LIVROS

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ju, também li Um dia, e é mais ou menos isso. Mas eu gostei mais de As Violetas de Março ;)

      Excluir
  6. Tenho esse livro de troca, e sinceramente não vejo a hora de começar a lê-lo.
    Essa estória é muito interessante e sua resenha ficou incrível.
    Adoro a capa, super linda as folhas tb.
    Resenha #91 - Lola e o Garoto da Casa ao Lado.
    Confere lá!
    Manuscrito de Cabeceira
    Bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou da resenha, leia logo o livro, é ótimo ;)

      Excluir
  7. Estou com esse livro aqui, mas ainda não tive tempo de ler
    Um um video da autora falando sobre o livro e fiquei com muita vontade de ler

    Beijos
    @pocketlibro
    http://pocketlibro.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não tive oportunidade de ler a autora, que pena. Mas o livro é ótimo.

      Excluir
  8. Estou lendo esse livro e adorando!
    A resenha me deu mais vontade de ler!

    Estamos com uma super promoção do Dia dos namorados!
    Participe!
    Beijos
    Rizia -Livroterapias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom Rizia, quero ver sua opinião depois ;)

      Excluir
  9. Oi Ju! Que resenha maravilhosa, me deixou cativada, você falou com tanto sentimento, deu para perceber o quanto o livro foi bom. Adorei "enquanto houver amor", mostra que sempre existe esperança. Bjos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi sim, é daqueles livros que tocam a gente ;)

      Excluir
  10. Adorei a resenha! Estou lendo este livro no momento e estou adorando apesar de não ser um gênero que eu goste muito.
    Beijos

    http://palavrasdeumlivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poxa, que pena Yara, eu adoro romances, então o livro me conquistou completamente.

      Excluir
  11. aawwnnn! eu senti que esse livro era bom,gostoso de ler,todos falam muito bem dele,mas sua resenha só me deu a certeza que eu acertei em escolhe-lo quando ganhei a gincana aqui no blog.deve ser emocionante,afinal,quem nunca chorou por um amor? muito ansiosa para ler =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim Ana, você fez uma ótima escolha! Tomara que os livros cheguem logo!

      Excluir
  12. Bom dia Julia,

    Esse livro esta na minha lista de espera e depois da sua resenha fiquei ainda mais curioso...abçs.

    http://devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que consegui deixá-lo curioso ;) Espero que goste da leitura.

      Excluir
  13. Ei Julia,

    Eu estou tetando pedir bem menos da NC porque minha fila de espera está um caos, tenho solicitado na média de 2 ou 3 por mês só, mas ai quando vocês começam a resenhar tudo que eu não pedi e falando tão bem eu fico tãoooo arrependida rsrs. Dancei, este foi outro que não peguei hehe
    Adorei a resenha, historia parece ser linda mesmo. :)
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Entendo bem isso Nanda, eu acabo pedindo vários porque tenho medo de escolher errado o.Õ Aí peço quase todos ;P

      Excluir
  14. Oi Julia.
    Acabei não solicitando esse livro, mas devido a tantas resenhas positivas estou super curiosa para conferir a história, ela deve ser tão boa.
    Adorei a sua resenha, parabéns.
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Aline, se tiver oportunidade, leia o livro sim!

      Excluir
  15. Oi Julia!
    Só leio resenhas positivas deste livro, acabei me arrependendo de não tê-lo pedido através da parceria. Parece ser muito bom!

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que pena mesmo Sora, acho que foi o melhor livro da "remessa".

      Excluir
  16. Olá
    Adorei a resenha.
    Tenho bastante vontade de ler esse livro.
    Beijos

    cocacolaecupcake.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  17. Pelo pouco que sei do livro (através de sua resenha e da sinopse), o livro me pareceu ser meio triste, não sei se essa é a palavra certa, mas tive essa sensação de uma certa melancolia na história

    Não sei se leria, normalmente fujo de histórias mais depre (e também não sou muito fã desses flash backs) mas gostei bastante da resenha - obrigada por me contar um pouco mais sobre esse livro ^^

    teh mais

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um pouco melancólico, mas é feliz também. Eu não chorei, e sou bem molenga para isso.

      Excluir
  18. Ah como eu adorei esse livro! *-*
    Fiquei meio embasbacada quando o mistério foi revelado.... como é possível agir dessa forma por impulso, né?!
    Adorei a história, mas gostei mesmo do Jake! hahaha

    Ahhh, te indiquei um selinho!
    http://minhasconfissoesfemininas.blogspot.com.br/2013/06/selinho-viajando-na-leitura.html

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lindo, né? Acho que virou favorito de muitos ;)

      Excluir

Agradeço muito sua visita e peço que participe do blog, deixando um recadinho. Opiniões, idéias, sugestões, são muito importantes para fazer o blog cada vez melhor!
Assim que possível, retribuirei a visita.

Beijos, Julia G.