A Outra Vida - Susanne Winnacker

Sinopse: O mundo de Sherry — de uma hora para outra — mudou completamente. Por causa de um vírus muito contagioso, as pessoas que ela costumava conhecer, e quase todas as pessoas de sua cidade, Los Angeles, na Califórnia, se transformaram em mutantes assustadores. Esses mutantes têm uma força excessiva, são ágeis, o corpo é coberto de pelos, eles lacrimejam um líquido imundo e… comem gente! Portanto, não há muito o que fazer — talvez tentar fugir — quando se encontra algum deles. A não ser que você tenha ao seu lado a força e a determinação de um jovem como Joshua. Joshua perdeu uma irmã para os mutantes e sua raiva é tão grande que ele seria capaz de vingar todos aqueles que perderam alguém para as criaturas. No entanto, para que esta revanche aconteça, é preciso prudência. Afinal, até que ponto a disseminação deste vírus foi uma coisa realmente natural? Que poderosos interesses estão por trás desta devastação? E será que Joshua e Sherry conseguirão ter a cautela necessária para lutar contra as criaturas justo agora que seus corações estão agitados pelo começo de uma paixão?
WINNACKER, Susanne. A outra vida. Ribeirão Preto, SP: Novo Conceito Editora, 2013.


Já tem algum tempo desde que li A outra vida, de Susanne Winnacker, mas faltou tempo para escrever a resenha naquela época. Talvez alguns detalhes me faltem agora, mas, ainda assim, vale expressar minha opinião.

“– Eu era enfermeira em minha outra vida.
– Outra vida? – repeti.
– É assim que nos referimos à época anterior à raiva. Bons tempos... – Ela fez uma pausa. Ao prosseguir, parecia estar falando consigo mesma. – Não é estranho que ainda o chamemos de “raiva”, sendo esse vírus muito mais mortal? Cuidei de pessoas com raiva em minha outra vida e elas não tentavam me comer.” (p. 66)

A característica mais marcante do livro é a leitura fácil, a narrativa ágil e que prende sem dificuldade. Por isso, a leitura flui. Narrado em primeira pessoa, conhecemos esse "novo" mundo a partir da perspectiva de Sherry que, inicialmente, sabe tanto quanto nós: quase nada. Ela está presa há anos em um abrigo subterrâneo e só sabe que a raiva estava tomando conta de tudo antes de as pessoas se isolarem. E o leitor descobre junto com ela o que aconteceu desde então.

Assim, a cada capítulo, os mistérios são desvendados, detalhes novos aparecem e, apenas aos poucos, percebe-se o que realmente aconteceu. Esta formatação, talvez, seja o que mais instigue na história e faça a leitura passar com rapidez. Porém, algumas explicações ainda faltam e, provavelmente, foram guardadas para as continuações.

“[...] A força da mente é o que diferencia os sobreviventes das vítimas.” (p. 98) 

Um ponto a ser ressaltado é que o livro é juvenil. Por isso, não esperem grandes sustos ou emoções, até existe certa aventura, mas nada realmente assustador. Li comentários de pessoas que se frustraram com a história, em grande parte por conta dessa característica. O enredo também conta com um leve romance que, no entanto, não é central na trama e parece um pouco precipitado.

O ponto alto da trama é, definitivamente, o final, que revela detalhes perturbadores e que podem mudar tudo aquilo no que se acreditava. Além disso, impulsiona a querer logo que o segundo livro seja lançado para leitura.

Ju - Conjunto da Obra
Ju - Conjunto da Obra

Apaixonada pela leitura desde a infância, tantos livros lidos que é impossível quantificar. Alguém que vê os livros como uma forma de viajar o mundo e lugares mais incríveis que possam ser criados pela imaginação, sem precisar sair do lugar. Tem o blog como uma forma de dividir experiências e, principalmente, as emoções que as leituras despertaram, para compartilhar idéias e aproveitar sugestões de leitura, envolvendo mais e mais pessoas em um mundo onde a imaginação não tem limites.

11 comentários:

  1. Oi Julia!

    É uma distopia, não é? Gosto muito de livros com essa temática. Eu juro que sempre acho que o nosso mundo vai acabar com algum tipo de epidemia, sabe? hauehauehaeuaheauehae
    Não sei se leria esse livro por agora, mas quem sabe um dia?

    Beijos!
    http://www.roendolivros.com/

    ResponderExcluir
  2. Oi Julia!
    Primeira resenha que leio sobre, e me parece ter uma estória bem legal. Pensei que seriam "zumbis" mas a autora quis renovar isso, hahaha.
    Bom, a princípio achei que seria bem assustador e cheio de aventuras, mas mesmo assim vou lê-lo quando possível.
    Adorei os dois quotes escolhidos! Beijos

    ResponderExcluir
  3. oi ^^
    Nossa, eu vi a capa desse livro e tinha uma ideia completamente do que seria o livro... fiquei extremamente curiosa. Apesar de algumas considerações que você fez que não parecem tão positivas fiquei com vontade de ler. Vai para minha lista de desejados no skoob!

    tem postagem nova no meu blog
    espero sua visita
    bjs

    Hey Dudi!

    ResponderExcluir
  4. Oi!
    Adorei a resenha. Tenho este livro aqui a algum tempo, mas ainda não tinha tido vontade de lê-lo. Mas sua resenha me deixou bem curiosa, parece ser uma ótima estória, com muita aventura e que prende o leitor, apesar de não ter tanta tensão. Fiquei curiosa para saber que final tão revelador é este que o livro tem. Deve deixar o leitor muito curioso mesmo!
    beijos

    ResponderExcluir
  5. Oi Ju!
    Eu gostei do livro, queria mesmo que tivesse mais páginas, este mundo criado pela autora é bem interessante e não vejo a hora de ler o segundo, o que mais me deixou satisfeita foi a agilidade de tudo, deu mais dinâmica a trama.

    Bjos!!

    ResponderExcluir
  6. Oi Ju,
    Minha prima que leu esse livro lá para o blog e super curtiu.

    Eu só não sabia dessa parte mais juvenil, esperava algo boom por envolver zumbis haha

    bjs
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
  7. Achei a premissa do livro bem interessante, mas imaginei que o livro fosse mais interessante, mais intenso. Então, acho que não lerei o livro por agora.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de agosto

    ResponderExcluir
  8. Olá Ju,

    Esse livro esta na minha lista de espera de leitura e confesso que não dava nada para ele até ler a sua resenha, pelo visto vou gostar....abraços.

    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oie Ju =)

    Infelizmente a temática desse livro não me chama a atenção, mesmo com todas as resenhas positivas que li dele.

    Fico feliz em saber que você curtir bastante a leitura o/

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary


    ResponderExcluir
  10. Ainda não tinha ouvido falar desse livro, gostei da resenha. Adoro livros distópicos, mas esse livro, pelo o que você descreveu dos pontos fracos, não sei se iria gostar, ainda mais com algo que lembra Zumbis, não é um tema que eu curta muito. Bjs!

    www.reviewiing.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Oi Júlia
    Comecei esse livro sem grandes expectativas e gostei bastante. É uma leitura leve e como você disse não tem nada assustador ou sanguinolento apesar da temática.
    Acho que a capa desfavoreceu bastante. A original era bem melhor.
    Estou bastante curiosa pelo que virá no próximo livro.

    Beijos
    Mundo de Papel

    ResponderExcluir

Agradeço muito sua visita e peço que participe do blog, deixando um recadinho. Opiniões, idéias, sugestões, são muito importantes para fazer o blog cada vez melhor!
Assim que possível, retribuirei a visita.

Beijos, Julia G.