O homem perfeito - Vanessa Bosso


Sinopse: Melina teve alguns relacionamentos ruins, outros péssimos... Mesmo assim, ela não desiste: um dia ainda vai encontrar alguém que a complete e que entenda algumas manias fofas que ela tem como comprar mais sapatos do que pode guardar ou tomar uma multa ou outra por excesso de velocidade. Ela faz a sua parte escrevendo um pedido ao universo, no qual descreve esse ser incrível nos mínimos detalhes. Agora é só esperar, certo? Melina não imagina, porém, que esse presente dos céus já existe, mas foi parar nos braços de uma mulher in-su-por-tá-vel. O que fazer quando o destino insiste em brincar com a sua paciência?
BOSSO, Vanessa. O homem perfeito: o meu deve estar em algum lugar. Ribeirão Preto, SP: Novo Conceito Editora, 2014. 224 p.


Leio muitos livros nacionais, e quem frequenta o blog com regularidade sabe disso. Além disso, nunca deixo de falar sobre a qualidade de muitas dessas obras, que vêm me conquistando cada vez mais. Vanessa Bosso sempre chamou atenção pelos vários livros publicados por outras editoras, sem que eu tivesse tido a oportunidade de ler algum. Porém, não me imaginava tão fisgada por sua narrativa como aconteceu com O homem perfeito, publicado pelo selo Novas Páginas da Editora Novo Conceito.

Melina tem um problema sério na hora de escolher os homens com quem se relaciona: dedo podre. Após mais uma desilusão amorosa e um rombo em suas finanças, a única solução para sua vida é voltar para a casa do pai, em Paraty, onde cresceu. Lá, em sua busca pelo homem perfeito, ela percebe que ele existe. Bernardo já foi seu e, pior, está de casamento marcado com sua antiga inimiga, Samantha.

"- O que é seu está guardado e virá no tempo certo, independentemente da velocidade com que você corra. A ansiedade é uma distração inútil, digo isso com propriedade. Desacelere. Acredite em um poder superior. Não estamos sozinhos, alguém olha por nós.
- Isso é papo de espírita. Ou crente. Ah, você é evangélico, 
Pacheco? - Quando quero me defender, faço isso. Tiro sarro na maior cara dura.
- Gostei de conhecer você. - Ele apenas sorri, recolocando os óculos de sol. - Deixe o que passou  para trás. Encare sua chegada em Paraty como um recomeço, uma nova chance. Será legal, você vai ver."

Existem dezenas de defeitos que poderia listar sobre o livro. Melina é egoísta, exagerada, mega dramática, só faz cagada e coloca a culpa em todos, mas custa a assumir sua própria responsabilidade. A narrativa, em primeira pessoa, tem a linguagem bastante informal, que às vezes pode não ser a mais adequada. A história do livro, em si, é exagerada, surreal, já que as coincidências e os acidentes são tão frequentes que seria difícil acreditar.

No entanto, tudo isso, e quaisquer outros problemas que poderiam ser citados a respeito do livro, tornou-se completamente irrelevante. Havia muito tempo que eu não ria tanto com uma história. Mesmo que as situações fossem completamente increditáveis - o que não chega a esse ponto -, o modo como Vanessa elaborou o texto fez ser impossível segurar as gargalhadas.

E no fim, flagrei-me torcendo por Melina. De alguma forma, acredito em amor para a vida toda, como ela, e, apesar de seu jeito inconsequente, foi impossível ficar imune à intensidade de seu romance com Ben. Eu me apaixonei pelo garoto do passado de Melina, assim como a protagonista, e o amor renasceu no reencontro com aquele homem, também junto com ela.

"Demoro-me algum tempo na recepção, entretida em pensamentos confusos, sentimentos insanos sobre uma vida que parece ter sido um tremendo desperdício. É difícil e até embaraçoso chegar à conclusão de que nada valeu a pena."

Além disso, a autora conseguiu construir características sólidas para seus personagens e ilustrá-las refletidas em suas ações, o que os tornou mais verídicos e amáveis. Nauane, a amiga de Melina, e Espírito, assim como Guilherme, mais tarde, foram amigos que gostaria de ter ao meu lado. O pai e os avós da protagonista se mostraram fofos e encantadores, e mesmo a mãe dela tinha seu mérito. No fim, todos, tão diferentes, conseguiram conquistar seu espaço.

Por isso tudo, ainda que os defeitos existam e estejam lá, nenhum deles tirou o encanto na história. A obra é leve e divertida, contraposta por certa carga dramática que dá um tom um pouco mais sério. E, no fim, concluí a leitura dessa forma: apaixonada.





Ju - Conjunto da Obra
Ju - Conjunto da Obra

Apaixonada pela leitura desde a infância, tantos livros lidos que é impossível quantificar. Alguém que vê os livros como uma forma de viajar o mundo e lugares mais incríveis que possam ser criados pela imaginação, sem precisar sair do lugar. Tem o blog como uma forma de dividir experiências e, principalmente, as emoções que as leituras despertaram, para compartilhar idéias e aproveitar sugestões de leitura, envolvendo mais e mais pessoas em um mundo onde a imaginação não tem limites.

5 comentários:

  1. Já estava bastante interessada em ler esse livro só pela sinopse, agora depois de ler essa resenha fiquei super ansiosa pra conferi essa história, parece ser ótima, bem divertida, curto muito livros nacionais.

    ResponderExcluir
  2. Oi Ju

    Eu também sempre vi comentários sobre os livros da Vanessa em outros blogs e fiquei bastante feliz quando a NC me mandou esse livro.
    Você citou os pontos negativos e falou que eles se tornaram irrelevantes diante do quanto ela te cativou e te fez rir. Eu sou uma leitora chance e agora confesso ter ficado com medo das coisas não funcionarem assim comigo e os pontos negativos serem maiores do que qualquer coisa.
    É claro que vou querer conferir, mas estou indo sem expectativas.

    Beijos
    mundo-de-papel1.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oie
    GOstei das suas ressalvas, e fiquei bem interessada no livro. Ainda não conheco a escrita da autora, e tenho muita vontade de ler algo.
    Achei super legal essa capa.

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Oi,

    li esse livro e adorei! A Melina é mesmo cheio de defeitos e completamente maluca e irritante, mas a história é bastante divertida e conseguiu me conquistar. Ótima resenha!

    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Já li livros falando muito bem desse livro, como a sua, e outras um tanto desanimadoras. Para ser sincero, ainda estou na dúvida. O enredo, apesar de clichê, parece legal. Merece uma oportunidade. Mas acho que não leria por agora. Quem sabe mais para frente...

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de novembro

    ResponderExcluir

Agradeço muito sua visita e peço que participe do blog, deixando um recadinho. Opiniões, idéias, sugestões, são muito importantes para fazer o blog cada vez melhor!
Assim que possível, retribuirei a visita.

Beijos, Julia G.