Aristóteles e Dante Descobrem os Segredos do Universo - Benjamin Alire Sáenz


Sinopse: Dante sabe nadar. Ari não. Dante é articulado e confiante. Ari tem dificuldade com as palavras e duvida de si mesmo. Dante é apaixonado por poesia e arte. Ari se perde em pensamentos sobre seu irmão mais velho, que está na prisão. Um garoto como Dante, com um jeito tão único de ver o mundo, deveria ser a última pessoa capaz de romper as barreiras que Ari construiu em volta de si. Mas quando os dois se conhecem, logo surge uma forte ligação. Eles compartilham livros, pensamentos, sonhos, risadas - e começam a redefinir seus próprios mundos. Assim, descobrem que o amor e a amizade talvez sejam a chave para desvendar os segredos do Universo. (Skoob)
SÁENZ, Benjamin Alire. Aristóteles e Dante Descobrem os Segredos do Universo. Seguinte: 2014. 392 p.  


É sempre muito complicado para mim falar das coisas que eu odeio, mas às vezes eu acho que falar das coisas que eu gosto demais pode se tornar extremamente mais difícil. A primeira coisa que me conquistou nesse livro, logo de cara, foi o título. Achei a coisa mais incrível do mundo e foi daí que surgiu a minha vontade de lê-lo. Não quis ler sinopse, resenhas, nem nada relacionado ao livro, ou seja, a história foi uma total surpresa para mim.

O livro, que se passa em 1987, narra a história de dois garotos com nomes e personalidades bem diferentes, Aristóteles e Dante, mas que acabam se tornando amigos de uma forma muito doce e rápida. Narrado pelo ponto de vista do Ari, o livro leva o leitor para o mundo que é a cabeça de um adolescente de 15 anos que não tem nenhum amigo.. Para a sorte do Ari, isso muda quando, em uma tarde ensolarada na piscina, Dante aparece em sua vida.

Saénz consegue retratar de uma forma bem simples e bonita tudo o que se passa na cabeça de adolescentes que ainda estão se descobrindo. É claro que essas descobertas envolvem temas polêmicos (não para mim, mas para a sociedade, o que eu acho um absurdo) como homossexualidade, mas também temas muito comuns que atingem até as pessoas com a vida mais "perfeita", como problemas familiares e a temida distância. 

Todos esperavam algo de mim. Algo que eu simplesmente não podia dar.
Então passei a me chamar Ari.
Se tirasse uma letra, meu nome seria Ar.
Achava que devia ser ótimo ser o Ar.
Eu poderia ser alguma coisa e nada ao mesmo tempo. 
Ser necessário e invisível. 
Todos precisariam de mim e ninguém conseguiria me ver.

A família de ambos os personagens tem um papel super importante na história. É incrível a maneira como cada família, apesar de serem totalmente diferentes, tem o amor pelos filhos como ponto em comum. E vejam bem, esse amor é um ponto crucial para Dante e Ari que fazem escolhas o tempo todo e têm o total apoio dos pais. 

É inegável o quanto Aristóteles e Dante Descobrem os Segredos do Universo mexeu comigo. Em partes porque a história é realmente linda, mas também porque eu convivo diariamente com o tipo de realidade de Ari e Dante e sei de todas as dificuldades. A maneira como Saénz trabalha isso é formidável. Me emocionei demais em vários trechos e antes mesmo de ter terminado, já soube que seria um favorito.

Como o próprio nome sugere, o livro se trata de descobertas. É uma obra totalmente original e com muito mais do que aparenta ter. Além de nos fazer conhecer as dúvidas dos personagens, nos instiga a tentar descobrir, também, os segredos do nosso próprio Universo.

Ana Clara
Ana Clara

Amante de livros sonha em ter uma biblioteca gigantesca em casa. Lê qualquer coisa que colocarem na frente, desde biografias a rótulos de shampoo. Detesta cachorros e, para ela, os gatos são as criaturas mais fantásticas do mundo. Quando o assunto é música, não cansa de mostrar seu amor pelos Beatles, além de ser fã de fé dos Engenheiros do Hawaii. Também é apaixonada por MPD e louca por O Teatro Mágico do último fio de cabelo até a planta dos pés. Se quiserem saber mais, acompanhem também o blog Roendo Livros.

4 comentários:

  1. Oi, Ana!
    Nunca ouvi falar desse livro, e sua resenha me deixou curioso. Só fiquei na dúvida se ele envolve temas que vão além do cotidiano, como faz, por exemplo, O Mundo de Sofia, que mistura filosofia com a história de uma garota. Com certeza irei ler. :)
    Abs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Carlos!

      Assim, apesar do nome, o livro conta a história de dois meninos comuns. Acho que isso é um ponto positivo da leitura, se quer saber... Não consegui terminar de ler "O Mundo de Sofia" até hoje! :s

      Beijos!

      Excluir
  2. Só leio elogios quanto à esse livro e meu interesse só vai aumentando cada vez mais. Que bom que ele é um livro que traz uma narrativa original e diferente do que estamos acostumados a ver ser lançado por aí. Quero muito poder ler em breve <3

    Beijos
    http://mon-autre.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jeniffer!

      Sim, esse livro é puro amor! Acho que até hoje não vi sequer uma resenha negativa sobre ele. Aiai. <3

      Beijo!

      Excluir

Agradeço muito sua visita e peço que participe do blog, deixando um recadinho. Opiniões, idéias, sugestões, são muito importantes para fazer o blog cada vez melhor!
Assim que possível, retribuirei a visita.

Beijos, Julia G.