O Primeiro Telefonema do Céu - Mitch Albom


Como você se sentiria se um dia recebesse uma ligação de alguém que ama muito e que já se foi?
Numa sexta-feira comum, o telefone de Tess Rafferty toca. É sua mãe, Ruth, que morreu quatro anos antes. Em seguida, Jack Sellers e Katherine Yellin recebem ligações semelhantes, do filho e da irmã, também já falecidos.
Nas semanas seguintes, outros habitantes de Coldwater afirmam que estão em contato direto com o além, e que seus interlocutores lhes pediram para espalhar a boa-nova ao maior número possível de pessoas. A mensagem é simples: o céu existe, e é um lugar onde todos são iguais.
Em pouco tempo, correspondentes de diversos meios de comunicação aportam na cidade para transmitir os desdobramentos do fenômeno que pode ser o maior milagre da atualidade. Visitantes do país inteiro começam a surgir, as vendas de telefone disparam e as igrejas se enchem de fiéis.
Apenas uma pessoa desconfia da história: Sully Harding, ex-piloto das Forças Armadas. Após quase morrer num desastre aéreo, perder a mulher e cumprir pena por um crime que não cometeu, ele não acredita num mundo melhor, muito menos após a morte. E quando seu filho pequeno começa a esperar uma ligação da mãe morta, ele decide provar que estão todos sendo enganados. (Skoob)
ALBOM, Mitch. O Primeiro Telefonema do Céu. Arqueiro, 2015. 288 p.

Quando algumas pessoas passam a receber telefonemas diretamente do céu, a cidade de Coldwater entra em destaque. Milhares de fiéis ávidos para conferirem esse milagre, milhares de céticos prontos para contestar, e milhares de seres humanos desolados pela perda. 

O Primeiro Telefonema do Céu é um livro absolutamente completo. Eu não esperava uma história tão singela e intensa. Quando você pega um livro sem expectativas há chances de tanto se decepcionar quanto se surpreender. Felizmente, Mitch Albom foi muito além de simplesmente me surpreender.

Mitch Albom nos narra a história intercalando entre os mais diversos personagens da trama, transmitindo-nos todas suas sensações, angústias e desilusões. Desta forma, foi realmente intenso acompanhar a vida desses personagens, o quanto estavam abalados pela perda, e o quanto ficaram aliviados (e assustados) com a "volta" dos entes queridos. Nós todos estamos sujeitos a perdas, e passar por essa fase é sempre muito difícil. Entramos em fase de negação e sentimos a ausência constantemente. Portanto, até que ponto pode-se acreditar em pessoas que estão passando por isso? Seria realmente verdade o que eles falam? Mas e se você recebesse esse telefonema? Mudaria tudo.

Em Colwater todas as pessoas estão ansiosas para receberem esse milagre também, que chegam ao desespero. É absolutamente incrível observar como as pessoas ficam alteradas e esperançosas. Muitos não acreditam no milagre, mas no fundo querem recebê-lo. O desespero é tão intenso que alguns compram os mesmos celulares dos escolhidos (como são chamados os que receberam o milagre dos céus). 

"Foi nesse dia que o mundo recebeu seu primeiro telefonema do céu. O que aconteceu depois depende do tamanho da fé de cada um".

O autor aborda um tema difícil, a questão da fé e da religião. Mas vale ressaltar que em momento algum ele soa persuasivo ou tenta induzir o leitor a seguir uma outra religião. Pra mim isso foi muito importante, visto que este é um tema difícil e complicado e chega a dividir muito as pessoas, mesmo tratando-se de ficção.

Eu gostei muito do livro, da forma como ele abordou a questão da perda e da fé. Mitch Albom escreveu um livro completo. Poucas vezes li livros tão completos, que tratam de diversas questões tão bem, mesmo isoladamente. Ele sem sombras de dúvidas, conquistou uma fã <3 A narrativa é muito fluida e instigante e o mistério por trás dos telefonemas me manteve muito ligada à trama. Não posso dizer que amei este livro mais do que eu amei, gente, ele é incrível.

"É preciso começar de novo. É o que todos dizem. A vida, no entanto não é um jogo de tabuleiro, e a perda de uma pessoa querida nunca é como 'recomeçar um jogo'. É acima de tudo, 'continuar sem'." 

O Primeiro Telefonema do Céu envolve drama, romance, suspense e fé. É um livro que consegue unir esses quatro pontos magistralmente, sem deixar nenhuma ponta solta e muito menos cansar o leitor. Deixe todo e qualquer receio de lado e confira a obra. É impressionante :D

Sofia
Sofia

Geminiana de 13/06/00, blogueira no Lendo de Tudo e (completamente) apaixonada por livros. Sejam eles fictícios ou verídicos, românticos ou terror. Mas incondicionalmente fã de J.K. Rowling, Rick Riordan e Agatha Christie. Indecisa, - mas também determinada (como assim, ué?)- casada com o teatro, amante dos livros, sofro de sinceridade aguda.

3 comentários:

  1. Oi.
    Fiquei curiosa com essa abordagem de fé.
    http://meuhobbyliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. porque acho que vou chorar ao ler esse livro? o autor soube tão bem equilibrar fé, esperança, perda... não sei se eu gostaria de receber um telefonema assim, mas e s acontecesse? achei bem bacana essa "metáfora" do telefonema e com isso o próprio milagre. a capa é bem significativa, muito bonita. tá aí um livro que merece ser lido!

    ResponderExcluir
  3. Nossa estou doida pra ler esse livro, drama, romance, suspense e fé, parece ser uma história super emocionante, já foi pra lista de leitura

    ResponderExcluir

Agradeço muito sua visita e peço que participe do blog, deixando um recadinho. Opiniões, idéias, sugestões, são muito importantes para fazer o blog cada vez melhor!
Assim que possível, retribuirei a visita.

Beijos, Julia G.