Simplesmente Acontece - Cecelia Ahern

Sinopse: Namorar aquele grande amigo da adolescência já deve ter passado pela sua cabeça. Depois de pensar por algum tempo, você acabou desistindo, porque teve medo de colocar a amizade em risco. O seu amigo começou a namorar outra garota, você também conheceu alguém... E as circunstâncias empurraram vocês dois para longe um do outro. É assim que começa a história de Rosie e Alex. Todo mundo tinha certeza de que eles formariam um casal, mas, distraidamente, eles foram adiando a aproximação. Até que o destino se encarregou de colocar um ponto-final na história, mandando Alex para outro continente. Ele se tornou um cirurgião renomado... Ela continua correndo atrás do sonho de trabalhar em um hotel luxuoso. Mesmo sofrendo com a distância, os dois aprenderam a viver um sem o outro. Só que o destino gosta de se divertir, e já mostrou que a história deles não termina assim, de maneira tão simples. (Skoob)
AHERN, Cecelia. Simplesmente Acontece. Novo Conceito, 2014. 448 p.

De: Julia G
Para: Carlos
Assunto: Resenha de segunda
Oi, Carlos!
Já decidiu qual livro ira resenhar na próxima segunda?

De: Carlos
Para: Julia G
Assunto: Re: Resenha de segunda
Olá, Ju!
Já, sim. Comecei Simplesmente Acontece. Vou ver o filme no fim de semana, mas antes quero ler o livro.

De: Julia G
Para: Carlos
Assunto: Re: Re: Resenha de segunda
Já ouvi falar bem desse livro. Está gostando?

De: Carlos
Para: Julia G
Assunto: Re: Re: Re: Resenha de segunda
Eu comprei sem abrir e, quando abri já em casa, tive uma surpresa. A história é toda contada através de cartas, e-mails, mensagens e conversas pelo celular. Não gosto muito desse tipo de narrativa. No entanto, levei outra surpresa quando comecei a ler e constatei que não me estava incomodando em nada. Os eventos aconteciam numa sequência fácil de entender, e a linguagem corriqueira que usamos hoje em dia para nos comunicar causou familiaridade. Estou gostando, e muito.

VOCÊ RECEBEU UMA MENSAGEM DE CARLOS

Carlos: E aí, Ju?

Julia G: Tudo bem, Carlos

Carlos: Tô na metade do livro.

Julia G: E continua gostando?

Carlos: Sim. Rosie e Alex são personagens carismáticos, imperfeitos, inconsequentes dentro da idade em que estão.

Julia G: Quando a história começa, eles têm quantos anos?

Carlos: Com 7. E vamos acompanhando a construção da amizade dos dois através dos anos. E o que aprontam e o que erram corresponde ao que nós fazemos na mesma idade. A identificação do leitor com os dois é quase instantânea. Achei curioso que existe uma inversão de papeis com relação ao sexo.

Julia G: Como assim?

Carlos: As atitudes e pensamentos de Alex condizem mais com uma mulher. E as de Rosie, com um homem. Por exemplo: Rosie gosta de beber, fuma, é inconsequente nas travessuras, fala palavrão, não pensa no futuro, só quer se divertir. Alex é mais romântico, tem um plano definido para sua carreira, é mais responsável nas atitudes. Isso contraria o estereotipo que estamos habituados.

Julia G: E achou ruim?

Carlos: Não, de forma alguma. Pelo contrário. Sai da mesmice e cria situação hilárias entre os dois. Rosie se mete em confusões, enquanto Alex prossegue com a vida. Um dos motivos deles se desencontrarem está relacionado com essas atitudes inconsequentes de Rosie. Mas em momento algum surge alguma antipatia ou falta verossimilhança dos personagens.

Julia G: Que bom que está gostando.

Carlos: vou voltar pra leitura. Xau.

Carlos saiu


De: Carlos
Para: Julia G
Assunto: Terminei
Olá, Ju!
Terminei Simplesmente Acontece! \o/
Quer saber minhas considerações finais antes de publicar a resenha?

De: Julia G
Para: Carlos
Assunto: Re: Terminei
Oi, Carlos!
Quero sim, estou curiosa! :)

De: Carlos
Para: Julia G
Assunto: Re: Re: Terminei
Fiquei dividido. Eu gostei, mas ficou a impressão de que poderia ser melhor.

De: Julia G
Para: Carlos
Assunto: Re: Re: Terminei
Explica isso melhor, Carlos, porque não entendi nada kkkkkkkk

De: Carlos
Para: Julia G
Assunto: Re: Re: Re: Terminei
É assim: acompanhamos a vida de Rosie e Alex por quase 50 anos. No início, era engraçado as situações que ocorriam e que acabavam levando os dois em direções opostas. Tudo corriqueiro e crível. Mas as situações continuaram ocorrendo com o passar dos anos. Sempre que os dois chegavam perto de formar um casal, acontecia algo que os separava. E essas situações corriqueiras passaram a parecer forçadas pela quantidade. Depois da metade do livro, de engraçadas passaram a ser irritantes, e depois perderam a credibilidade. Muitas delas poderiam ser resolvidas com apenas uma conversa. Inclusive, as trocas de mensagens, às vezes, estavam separadas umas das outras por vários anos. E quando eles voltavam a se falar era como se apenas tivessem passados dias. Acabou atrapalhando um pouco o prazer da leitura. Nos últimos capítulos, já fica claro como será o final, mas ficamos com a expectativa de que esse final seja apresentado com a mesma tranquilidade e falta de pressa que toda a história até ali, mas não, ocorre o contrário: o final simplesmente resolve tudo com uma carta, que poderia ter sido enviada várias e várias vezes nos anos que se passaram, e depois dessa carta tudo fica resolvido. Foi um final de duas páginas que joga para o alto toda a dificuldade que eles tiveram até aquele momento. Ficou estranho.

De: Julia G
Para: Carlos
Assunto: Duvida
Mas e a parte boa? Você disse que ficou dividido.

De: Carlos
Para: Julia G
Assunto: Re: Duvida
A parte boa está nas situações que, embora se tornem maçantes, conseguem manter o bom humor e o leitor acaba rindo; e Katie, a filha de Rosie. Ela é a versão jovem da mãe, com os mesmos medos e imperfeições, mas com as qualidades melhoradas, e as decisões também. Ela repete diversas situações que Rosie também experimentou, mas se sai melhor que ela. E as trocas de cartas e as atitudes que Katie tem com a esposa de Alex, são fantásticas.

VOCÊ RECEBEU UMA MENSAGEM DE CARLOS

Carlos: Ju? Está aí?

Julia G: Tô, sim

Carlos: Acabei de sair do cinema.

Julia G: E aí? Ficou fiel ao livro?

Carlos: Mais ou menos. Não ri, mas também fiquei dividido! Rssssssssssss

Julia G: Kkkkkkkkkkkk Pq?

Carlos: Sabe aqueles defeitos que apontei sobre o livro?

Julia G: Sim

Carlos: Então, eles corrigiram tudo no filme. Inclusive, ele abrange um período bem menor da vida de Rosie e Alex, o que, na minha opinião, também ficou bem melhor.

Julia G: Mas...?

Carlos: Não ri de novo... rssss ... mas tudo o que o livro tinha de bom, eles estragaram no filme!

Julia G: Kkkkkkkkkk

Carlos: É sério. Katie, por exemplo, não tem nenhuma das hilárias situações que acompanhamos no livro. E as conversas entre Rosie e Alex ficaram melosas e tristes, algo que no livro é tratado, muitas vezes, de forma leve e humorística.

Julia G: Mas mesmo assim é bonito?

Carlos: É, sim. Os dois atores têm química e ficaram perfeitos no papel. A perda das situações cômicas deu um peso maior na história e lá para a metade ficou meio chata, mas a parte final, pelo menos, compensa por ser muito mais coerente que no livro. Recomendo.

Julia G: Então vou ver, sim!

Carlos: Veja, sim! Vai gostar.

Carlos saiu


Carlos H. Barros
Carlos H. Barros

Carlos tem várias paixões: livros, gibis (muitos gibis), filmes, séries e jogos (muitos jogos de PC e consoles), fotografia, natação, praia e qualquer chance de viajar para conhecer novos lugares e pessoas. Lamenta o dia ter apenas 24 horas - é muito pouco -, e não saber desenhar. Autor também do blog Gettub

4 comentários:

  1. Carlos, eu adorei! rsrsrs
    Ri muito com sua resenha, e achei bem dinâmica, como parece ser o livro. Muito legal sua criatividade e, como sempre, muito bem escrito. Obrigada sempre!

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Oie
    Uauu Carlos, vc escreve muito bem, eu ameiiiiiiiiiiii sua resenha! (aliás todas que vc escreve aqui).
    Não sabia que o livro era neste formato, é algo que eu curto muito esse formato de texto.
    Pela sua resenha, achei a premissa um ´pouco ou lembra, o livro "Um dia" (odieiii o final).
    Te confesso que não tinha vontade de ler antes e muito menos assistir ao filme, mas tua resenha me deixou curiosa para os dois.
    Parabéns pela resenha, ficou perfeita!!
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  3. aproveitou-se do estilo da Cecelia e se jogou na resenha, gostei
    esse formato inovador de texto me deixou de pé atrás, mas logo nas primeiras páginas babei! como essa mulher sabe escrever/!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. GENIAL! sério Ju e Carlos, GENIAL a resenha assim! tudo a ver com o livro! eu li faz um tempinho, antes da NC lançá-lo e lembro que gostei do jeito que a autora fez, exatamente assim, com mensagens. vi o filme a pouco e também o achei bem trabalhado, tem coisas bem diferentes mas acho que funcionou para o filme. gosto dos personagens apesar de querer dar na cara Alex muitas vezes. ainda tô boba como vc pensou em fazer a resenha Carlos, sem dúvidas, uma das resenhas mais legais que li. =)

    ResponderExcluir

Agradeço muito sua visita e peço que participe do blog, deixando um recadinho. Opiniões, idéias, sugestões, são muito importantes para fazer o blog cada vez melhor!
Assim que possível, retribuirei a visita.

Beijos, Julia G.