Sedução no Convento - Jacques Lagôa

Dois corpos cedem ao prazer, duas almas cedem ao amor.
Este livro narra a trajetória de Marcel, um homem bonito, atraente e cheio de vigor. Na França, ele descobre sua sexualidade ao lado de Collete, uma noviça do convento onde ele servia como empregado.
Marcel e Collete não deveriam ficar juntos, mas todas as dificuldades deste improvável romance são vencidas pela coragem que apenas a juventude pode dar aos amantes. Apaixonados e tomados pelo desejo, o casal não mede esforços para cultivar o amor que os une. A vida, no entanto, parece ter outros planos para os dois... (Skoob)
LAGÔA, Jacques. Sedução no Convento. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 2015.

Por alguma coincidência inexplicável, os três últimos livros que li se passavam na França. Desses, dois deles, em Saint-Malo. Um deles era Sedução no Convento, de Jacques Lagôa, composto por um cenário e uma sinopse que tinham tudo para me conquistar, mas infelizmente isso não aconteceu.

Sedução no Convento se passa aparentemente nos dias atuais, pelo ponto de vista de Marcel, já mais velho. O personagem se encontra em algum lugar que o permite observar a paisagem de Saint Michel, que lhe traz inúmeras recordações de sua juventude. As principais delas estão relacionadas ao seu amor da juventude, a noviça Collete, e à descoberta de sua sexualidade.

[...] Ia para o andar de cima do orfanato para ver o nascer do sol, os raios penetrando por entre os galhos das árvores, montando na paisagem caminhos de luz e sombras. Ficava absorvido nesse encantamento até entardecer. De onde eu estava, podia ver o porto e, no final do dia, o pôr do sol. Eu vivia muito bem comigo mesmo. Solitário, mas sem solidão."

O livro é bastante curto, e a leitura pode ser feita em poucas horas. A divisão em capítulos pequenos contribui também para que seja mais dinâmica, já que o enfoque do enredo alterna entre as memórias do narrador no passado e suas reflexões no presente. A linguagem utilizada é simples, fácil, e a conclusão se dá de forma bastante rápida. No entanto, como comentei no início, não consegui ser conquistada pela obra, por dois motivos principais.

O toque erótico dado à narrativa poderia ser um ponto forte, mas todas as vezes que eu lia os pensamentos de Marcel a respeito de Collete, tinha a impressão de que ele não conseguia formular a mesma ideia mais de uma vez com outras palavras, já que a construção textual possuía algumas repetições. Isso foi um pouco frustrante, pois, em um livro tão pequeno, ler determinadas expressões mais de uma vez acaba por ser cansativo.

Além disso, talvez pelo fato de ser narrado pelo ponto de vista de um homem, toda a "inocência" do personagem estava ligada aos aspectos sexuais, o que não é algo muito legal para alguém romântico como eu. Para mim, o físico está ligado ao emocional, e não o contrário, e essa inversão, na historia, assemelha-a  mais ao vulgar do que ao romântico.

O segundo motivo é a própria construção da história. A sinopse dá a falsa impressão de que os personagens lutarão pelo amor um do outro de alguma forma, mas isso não acontece de verdade. Eles ficam juntos - e é bonitinha essa parte -, mas no primeiro obstáculo que surge, senti como se eles simplesmente se conformassem com o que os outros impunham, sem verdadeiramente tentar fazer alguma coisa, qualquer coisa. A partir desse ponto, acabei perdendo o gosto pelo livro.

No final, o desenrolar dos acontecimentos leva a algo previsível, ainda que aparentasse não ser mais possível depois de tudo. Claro que foi um bom desfecho para a obra, só que o vínculo leitor-livro já tinha sido desfeito, então aquele grande acontecimento do livro não conseguiu me tocar.

Sedução no Convento é um livro curto e rápido, que pode ser uma boa leitura, mas que não teve suficiente profundidade para me fazer sentir a história além daquilo que estava escrito.


Ju - Conjunto da Obra
Ju - Conjunto da Obra

Apaixonada pela leitura desde a infância, tantos livros lidos que é impossível quantificar. Alguém que vê os livros como uma forma de viajar o mundo e lugares mais incríveis que possam ser criados pela imaginação, sem precisar sair do lugar. Tem o blog como uma forma de dividir experiências e, principalmente, as emoções que as leituras despertaram, para compartilhar idéias e aproveitar sugestões de leitura, envolvendo mais e mais pessoas em um mundo onde a imaginação não tem limites.

12 comentários:

  1. Pela capa já pensei que seria algo do tipo, "ah safadinhos" rsrs, mas pela resenha parece que não. Acredito que tenha um toque de erotismo, mas se tratando da descoberta da sexualidade de um homem, dá a entender que o livro contará algo super intenso, até porque se passa em um convento e o primeiro "amor" foi por uma freira. A autora deveria focar mais nessa fantasia do que no romance, até porque pelo ponto de vista do próprio narrador, foi algo passageiro. Talvez assim o nome do livro casaria com a história.
    Abs!
    http://ohqueridavalentina.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Olá Ju! Já estava bastante interessada em ler esse livro só pela sinopse, curto essa coisa amor e pecado, agora depois de ver essa resenha, apesar dos pontos negativos citados, ainda continuo bem curiosa em conferi essa história.
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Oi Julia!
    A história do livro não me atraiu, não faz muito meu tipo de leitura...

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  4. Oi a sinopse é bem interesse, mas pelos personagens envolvidos já sei que eles ficaram juntos no final, mas sinceramente não me despertou vontade de le-lo mas obrigada pela dica bjs.

    ResponderExcluir
  5. O livro parecia ter uma historia mais intensa e forte, mas pelo visto deixa a desejar. Os personagens parecem não ser decididos, determinados e sim aceitarem o que os outros querem sem lutar, acho que não leria esta historia rs.

    ResponderExcluir
  6. Olá.
    Não lembro se já comentei por aqui, mas sempre acho esses livros com um toque de erotismo mais do mesmo, nunca tive vontade de ler nenhum desse gênero, meu bolso agradece hahaha
    :)

    ResponderExcluir
  7. Oi Ju
    Realmente fui enganada pela capa, imaginava uma outra história e bem romântica!! Ma snão imaginava uma narrativa masculina... Esses pontos que vc ressaltou achei eles bem importantes, e confesso que não fiquei com vontade de ler.

    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Júlia!
    É por isso que muitas vezes nem gosto de ler a sinopse, porque ela passa uma imagem totalmente diferente do que encontraremos dentro do livro.
    Devo concordar que a visão masculina é sempre mais sexual do que romântica e se o livro é escrito em primeira pessoa só com a visão do protagonista masculina, deve mesmo ficar cansativo e repetitivo.
    “Temos o destino que merecemos. O nosso destino está de acordo com os nossos méritos.” (Albert Einstein)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participem do nosso Top Comentarista de Dezembro, serão 6 livros e 3 ganhadores!

    ResponderExcluir
  9. Pela sinopse parecia ser um livro melhor. A apa está linda, também faz a gente esperar mais pelo livro. Até pela capa pensei que fosse alguma coisa de época.
    Pelo que pareceu pelas suas impressões do livro foi que não era amor, era apenas desejo, as únicas opções que os dois tinham ali eram um e o outro...sei lá, achei fraco.
    Talvez se os capítulos fossem alternando a visão dele e dela tivesse ficado mais interessante.

    ResponderExcluir
  10. Até o momento não li nada sobre esse livro, mas também não me agradou O tema é aglo que nao despertou meu interesse.

    ResponderExcluir
  11. O gênero romance me chamou bem a atenção, ainda mais por ter essa coisa de ser um amor proibido, porém o que me desanimou, e o fato de a trama ser bem quente e sensual, e isso me deixou com um pé atrás, mas a história parece ser bem envolvente, e parece prender o leitor.

    ResponderExcluir
  12. Oi Julia.
    Deu para perceber seu frustramento. É tao ruim quando espero algo e ele não acontece, que fico como perdi meu tempo, não tenho vontade de outras coisa.
    Não foi so pela resenha, mas pela sinopse "Sedução no Convento" não me chamou atenção.

    BJss

    ResponderExcluir

Agradeço muito sua visita e peço que participe do blog, deixando um recadinho. Opiniões, idéias, sugestões, são muito importantes para fazer o blog cada vez melhor!
Assim que possível, retribuirei a visita.

Beijos, Julia G.