Simon vs. a Agenda Homo Sapiens - Becky Albertalli

Simon tem dezesseis anos e é gay, mas ninguém sabe. Sair ou não do armário é um drama que ele prefere deixar para depois. Tudo muda quando Martin, o bobão da escola, descobre uma troca de e-mails entre Simon e um garoto misterioso que se identifica como Blue e que a cada dia faz o coração de Simon bater mais forte. Martin começa a chantageá-lo, e, se Simon não ceder, seu segredo cairá na boca de todos. Pior: sua relação com Blue poderá chegar ao fim, antes mesmo de começar. Agora, o adolescente avesso a mudanças precisará encontrar uma forma de sair de sua zona de conforto e dar uma chance à felicidade ao lado do menino mais confuso e encantador que ele já conheceu. Uma história que trata com naturalidade e bom humor de questões delicadas, explorando a difícil tarefa que é amadurecer e as mudanças e os dilemas pelos quais todos nós, adolescentes ou não, precisamos enfrentar para nos encontrarmos.
ALBERTALLI, Becky. Simon vs. a Agenda Homo Sapiens. Rio de Janeiro: Editora Intrínseca, 2016. 272 p.

Gosto bastante de livros com a temática LGBT por motivos óbvios, mas infelizmente ainda existem poucos livros que tratam do assunto. Não preciso nem dizer o porquê de eu ter escolhido Simon vs. a Agenda Homo Sapiens, né? Estava bastante ansiosa pela leitura e, quando a fiz, foi de uma vez só, numa sentada. A leitura é bem rápida e dinâmica e sim, a história é muito fofinha, gostosinha e todos os outro adjetivos do gênero, mas com algumas ressalvas. 

Simon ainda está no Ensino Médio, tem 16 anos, mas possui uma certeza: é gay. Só que, é claro, ninguém sabe. Não que ele tenha medo da reação dos pais ou o que as pessoas vão pensar dele, é só um drama que pode muito bem ser evitado. Simon está trocando e-mails com um garoto misterioso, Blue, há algum tempo, e sente que ele é a única pessoa em que pode confiar a sua sexualidade. O grande problema é que um de seus colegas de escola, Martin, acaba lendo esses e-mails e decide fazer uma chantagenzinha básica para conseguir sair com Abby, a garota dos sonhos. 

O mistério da identidade de Blue já fisga o leitor desde a primeira página e segue até o final da história. Creio que um dos motivos de eu ter lido o livro tão rápido tenha sido a minha curiosidade. Quando pensei que tinha descoberto a identidade do garoto, Becky Albertalli deu uma guinada na história que foi impossível largar até terminar. É claro que os personagens incríveis ajudaram bastante, me apaixonei perdidamente pela Abby. 

O mais legal de tudo é que Simon vs. a Agenda Homo Sapiens não fala apenas sobre homossexualidade, mas também dá uma grande ênfase no tema "amizade virtual". Há quem não acredite, já eu tenho certeza da existência dela. A amizade criada por Blue e Jacques — pseudônimo de Simon — foi de extrema importância para o amadurecimento de ambos, principalmente quando se fala em "sair do armário". O tempo todo a autora tenta dizer que se assumir não é esse terror todo que parece. 

É muito fácil gostar do Simon, apesar dos dramas um pouco desnecessários. Acho que essa foi a única coisa que me desagradou em toda a história, além do fato de eu ter esperado um pouquinho mais da obra em si, principalmente do final. Não que o desfecho da história tenha sido ruim, inclusive foi uma explosão de fofura, só achei que merecia muito mais. A parte que mais me agradou foi, sem dúvidas, a narrativa da Becky Albertalli, que me surpreendeu imensamente. Ah, o fato de o livro intercalar narração e e-mails também deu uma guinada na leitura. 

Por mais que a homossexualidade seja a essência de Simon vs. a Agenda Homo Sapiens, acredito que a real mensagem que a autora quis passar foi "se aceite como você é e seja feliz", lembrando que essa aceitação não depende das outras pessoas, mas sim de nós mesmos. 







Ana Clara
Ana Clara

Amante de livros sonha em ter uma biblioteca gigantesca em casa. Lê qualquer coisa que colocarem na frente, desde biografias a rótulos de shampoo. Detesta cachorros e, para ela, os gatos são as criaturas mais fantásticas do mundo. Quando o assunto é música, não cansa de mostrar seu amor pelos Beatles, além de ser fã de fé dos Engenheiros do Hawaii. Também é apaixonada por MPD e louca por O Teatro Mágico do último fio de cabelo até a planta dos pés. Se quiserem saber mais, acompanhem também o blog Roendo Livros.

30 comentários:

  1. Gostei bastante da sua resenha e do enredo do livro.
    Os livros, ultimamente, estão muito voltados para a realidade e para as questões sociais. Se a ideia da autora é mostrar para as pessoas a importância de se aceitarem como são, já é um ótimo livro.
    Beijos,
    http://www.fabulonica.com/

    ResponderExcluir
  2. Eu quero muito ler esse livro, parece ser muito bonitinho mesmo. Ele parece tratar com leveza um assunto sério e cercado de preconceito. Acredito que o drama do personagem principal seja por conta da idade dele, não existe nada no mundo mais dramático que um adolescente hahaha.

    ResponderExcluir
  3. Olá...
    Achei o livro bastante interessante... Gostei de como você encerrou o post com a frase "Se aceite como é e seja feliz", que parece resumir o livro em apenas uma frase. Além disso essa amizade com Blue nessa fase da adolescência e da aceitação e realmente importante.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  4. Olá Ana,
    Como li algumas resenhas antes de iniciar a leitura do livro já sabia que a história não seria apenas sobre a homossexualidade, mas também, por abordar vários pontos de reflexão. Amei a leitura, pois além de tratar a orientação sexual dos protagonistas a autora abordou assuntos como o preconceito racial, as expectativas sociais, e os dilemas que qualquer adolescente enfrenta. Gostei da reflexão que a história trouxe sobre a quebra de rótulos e padrões impostos pela sociedade, onde Simon levantou a questão de porque precisa anunciar sua orientação sexual enquanto homens e mulheres héteros não precisam.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Oii Ana!
    Sempre tive vontade de ler esse livro pela capa, não tinha lido resenhas dle ainda, eu adorei o enredo, personagens, leitura parece fluir bem rápido tbm, qro conferir!
    Parabéns pela resenha!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  6. Desde que foi lançado que eu tenho vontade de ler esse livro, mas ainda não tive oportunidade. Pela sua resenha eu com certeza ia amar a história, o Simon me parece ser um garoto legal, e eu tô muito curiosa pra saber quem é o Blue.

    Abraços :)

    ResponderExcluir
  7. Oi.
    Amei sua resenha, perfeita! Quero muito ler esse livro e outros com o mesmo tema, pois ainda não tive oportunidade de fazer. A história com certeza traz uma bonita mensagem. Ótima dica, anotadíssima. Beijos.

    ResponderExcluir
  8. Interessante o enrendo, realmente é uma trama com muitas reviravoltas e tensão. É um livro que nos da a oportunidade de conhecer um mundo mais particular de uma pessoa assim ^^

    ResponderExcluir
  9. Esse livro esta sendo bem elogiado vou querer ler com certeza. Esse garoto virtual desperta mesmo a curiosidade do leitor fiquei me perguntando se ele conhece o Simon pessoalmente ou só de vista ou nem uma das duas opções rs. Também acredito em amizade virtual pode existir uma grande amizade sem as pessoas se conhecerem pessoalmente.

    ResponderExcluir
  10. Este é um dos livros mais desejados do momento. Não conheço a narrativa do autor, mas se foi surpreendente já é um ponto a favor do livro. Gostei do livro não falar apenas da homossexualidade, afinal todo mundo é mais do que sua sexualidade. Intercalar narração e e-mail deve ter deixado a historia mais fluida. Gostei da capa do livro.

    ResponderExcluir
  11. Eu acredito fielmente na existência da amizade virtual. Nunca me convenci muito com amor virtual e namoros a distância, mas a amizade é algo que eu prezo mesmo das minhas amigas que eu nunca vi em pessoa.
    Gosto de livros com a temática LGBT também, mas são poucos os que vemos por aí. Gostei bastante da premissa desse livro e estou curiosa com o seu conteúdo.

    Confissões de uma Mãe Leitora

    ResponderExcluir
  12. Oi tudo bem..
    Nunca tinha ouvido falar desse livro e pelo nome eu jamais ia imaginar do que se tratava rs. Gostei bastante da premissa do livro e da sua resenha, parece ser aquele tipo de livro que mesmo sendo mais leve ainda faz a gente pensar em como as pessoas (principalmente adolescentes) sofrem preconceito em relação a orientação sexual. Fiquei curiosa pra ler, parece ser uma história bem interessante (e só pela sua resenha eu já até consegui vizualizar/mentalizar como o Simon seria rs).
    Um abraço e muito sucesso :)

    ResponderExcluir
  13. Também gosto de livros com esse tipo de temática e vi muitos quotes, trechinhos e elogios que me animaram pra ler. Mas essa coisa dos dramas desnecessários e o final não tããããão bom, que podia ser mais, me deixou meio pé atrás. Já não vou com tanta sede ao pote, porque estou animada pra ler e tanta animação pode estragar se ver algum problema assim. Ahh, mas ainda quero muito conferir. Acho que vale a pena, além de ter uns temas bem atuais e interessantes.

    ResponderExcluir
  14. Oi
    gostei da resenha, estou curiosa para ler esse livro, pois vi muitos falando bem e agora você foi mais uma, fora que estou curiosa para saber sobre quem é esse Blue, a história parece ser fofa mesmo.

    momentocrivelli.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. Oi, Ana!
    Sabe? Nunca li nenhum livro LGBT. Passaram alguns pelas minhas mãos, mas como no blog tem dois resenhistas gays, mando os livros pra eles, senão apanho rsssssss Amizade virtual existe, sim. Tenho uma amiga há dois anos, conversamos todos os dias, desabafamos, contamos coisas corriqueiras, comentamos livros e filmes, etc.,é uma amizade no total sentido da palavra. Acho isso muito legal!!!
    Bjs

    ResponderExcluir
  16. Oi!
    Estou bem curiosa sobre esse livro, achei bem interessante o modo que a autora usa para explorar o tema ainda mais ela falando da amizade virtual e com certeza o segredo de quem é o Blue logo no começo da resenha me deixou bem curiosa !!

    ResponderExcluir
  17. Já estava bastante interessada em ler esse livro só pela sinopse, e agora depois de ver essa resenha fiquei ainda mais curiosa em conferi essa história que passa uma excelente mensagem.

    ResponderExcluir
  18. Oi, Ana!
    Gostei bastante da premissa do livro e da sua resenha. Parece ser aquele tipo de livro que mesmo sendo uma leitura leve, ainda nos faz pensar em como as pessoas sofrem preconceito em relação a orientação sexual. Fiquei curiosa pra ler, parece ser uma história incrível e super fascinante, principalmente por ser aquele tipo de livro que você termina com um sorriso no rosto e um coração mais leve. Amei!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  19. Acho que eu nunca li um livro onde o tema central fosse a homossexualidade, mas percebi que ultimamente isso tem se tornado muito popular, e como os outros, tenho vontade de conhecer esse, saber um pouco mais do assunto e tudo mais. Mas, o que mais gostei foi darem importância a amizade virtual, que assim como você, eu acredito muito nela. Acho que seria um leitura que aproveitaria bastante.
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Sempre me interesso por livros nesse estilo, que passa uma mensagem, uma forma de refletirmos, atrás de uma história, de um personagem cativante. Por eu gostar bastante de drama, acho que não vou me importa muito com isso, também gostei da narrativa ser intercalada, porque da uma visão mais ampla da trama. Confesso que estou com altas expectativas em relação a essa leitura.

    ResponderExcluir
  21. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  22. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  23. Adorei a resenha, o livro fala sobre coisas que eu me interesso, parece ser ótimo.preciso desse livro!

    ResponderExcluir
  24. Ana!
    Falar sobre homossexualidade é bem complicado, mas necessário.
    E concordo com a autora, temos de assumir tudo que inerente a nossa personalidade.
    Se apaixonar por alguém através de emails e ainda ser chantageado por um 'amigo', deve ter sido um momento bem complicado.
    Livro deve ser interessante de ler.
    “Educar é semear com sabedoria e colher com paciência.” (Augusto Cury)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de SETEMBRO com 3 livros + BRINDES e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  25. Faz um bom tempo que tenho vontade de ler esse livro

    ResponderExcluir
  26. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  27. Gostei! Apesar do mundo ter se tornado um pouquinho mais aberto sabemos o quão distante estamos da aceitação absoluta das "diferenças", chantagear alguém que prefere esconder sua homossexualidade reflete lindamente isso, tenho o direito de manter isso só pra mim mas quando faço por temor da aceitação aí vemos um problema social. Mas voltando ao livro, ainda temos a adição de um personagem misterioso (Blues) na história. Com um tema que ainda é uma tabu, com muitos segredos e chantagens, só pode ser um livro muito bom!

    ResponderExcluir
  28. Oi! Eu nunca li um livro que abordasse a temática LGBT, fiquei muito curioso pra saber como o autor tratou da questão das dificuldades e dilemas que vivenciamos diariamente e que precisamos enfrentar para aceitarmos-nos como realmente somos. Pois acredito que esse livro vai além do aspecto LGBT, mas que através dessa temática abre novas nuances como a questão do preconceito, etc... Adorei a capa, a intrínseca arrasa sempre. Parabéns pela resenha!!!

    ResponderExcluir
  29. Para mim o ponto alto desse livro são as conversas com Blue e descobrir quem é ele (ainda não li o livro mas imagino que esses sejam as partes que mais irei gostar quando ler) O fato de que tem uma história fofa e ter mensagens como se assumir não é tão assustador assim ou que "se aceite como você é e seja feliz" é bem importante principalmente para os leitores mais jovens. Muito ansiosa para ler esse livro.

    ResponderExcluir
  30. Olá, tudo bem? Esse livro parece ser muito bom, está sendo super bem comentado. Adorei sua resenha e o livro já entrou para minha wishlist!

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir

Agradeço muito sua visita e peço que participe do blog, deixando um recadinho. Opiniões, idéias, sugestões, são muito importantes para fazer o blog cada vez melhor!
Assim que possível, retribuirei a visita.

Beijos, Julia G.