Dias Perfeitos - Raphael Montes

SINOPSE: Téo é um solitário estudante de medicina que divide seu tempo entre cuidar da mãe paraplégica e examinar cadáveres nas aulas de anatomia. Durante uma festa, ele conhece Clarice, uma jovem de espírito livre que sonha tornar-se roteirista de cinema. Ela está escrevendo um road movie sobre três amigas que viajam em busca de novas experiências. Obcecado por Clarice, Téo quer dissecar a rebeldia daquela menina. Começa, então, uma aproximação doentia que o leva a tomar uma atitude extrema. Passando por cenários oníricos, que incluem um chalé em Teresópolis e uma praia deserta em Ilha Grande, o casal estabelece uma rotina insólita, repleta de tortura psicológica e sordidez. O efeito é perturbador. Téo fala com calma, planeja os atos com frieza e justifica suas atitudes com uma lógica impecável. A capacidade do autor de explorar uma psique doentia é impressionante – e o mergulho psicológico não impede que o livro siga um ritmo eletrizante, repleto de surpresas, digno dos melhores thrillers da atualidade. Dias perfeitos é uma história de amor, sequestro e obsessão. Capaz de manter os personagens em tensão permanente e pródigo em diálogos afiados, Raphael Montes reafirma sua vocação para o suspense e se consolida como um grande talento da nova literatura nacional.
MONTES, Raphael. Dias Perfeitos. Editora Companhia das Letras, 2014. 280 p.

Esse foi um livro que me deixou presa em suas páginas do começo ao fim. Raphael Montes conseguiu criar uma história tensa e cheia de acontecimentos marcantes.


Téo é um estudante de medicina, calado e solitário. A única pessoa por quem ele tem algum afeto é sua amiga Gertrudes. Não bastasse a estranheza desse fato, Gertrudes é um cadáver de suas aulas de anatomia. Ele não sente amor nem afeto por ninguém, nem pela própria mãe ou por seu cachorro.

"Sentia-se um monstro. Não gostava de ninguém, não nutria nenhum afeto para sentir saudades: simplesmente vivia. Pessoas apareciam e ele era obrigado a conviver com elas. Pior: era obrigado a gostar delas, mostrar afeto. Não importava sua indiferença desde que a encenação parecesse legítima, o que tornava tudo mais fácil."

Tudo começa quando a mãe convida Téo para um churrasco. Ele não tem interesse em ir, pelo fato de ser muito introvertido e, além do mais, é vegetariano. Mas acaba acompanhando a mãe, pois ela é cadeirante e depende dele para muitas coisas.


Nesse churrasco, Téo conhece uma moça chamada Clarice. Ela é divertida e confiante, muito bonita, também. Sonha em ser uma roteirista de cinema, e está escrevendo "Dias Perfeitos", um filme que conta a história de quatro amigas que saem em busca de aventuras por alguns lugares do Brasil. Ela o beija, e talvez tenha sido nesse momento que ele se apaixona.

"Ela o havia beijado naquele churrasco. Por que parar? Do beijo, furtado e furtivo, ele havia se tornado refém. Não era o invasor, mas o invadido; não queria só desvendar, mas ser desvendado. Ele amava Clarice, admitiu. Precisava ser amado."

Téo se interessa por Clarice de uma forma obsessiva. Ele quer aquela mulher de qualquer forma. Quer provar que  eles formariam um belo casal. O rapaz começa a perseguir Clarice e até descobre onde ela mora. Então, decide ir até a sua casa para lhe entregar um presente, mas, chegando lá, eles discutem, pois Clarice não tem interesse nele, e Téo acaba acertando a cabeça dela, fazendo-a desmaiar. É aí que ele tem a brilhante ideia de sequestrá-la. Coloca Clarice dentro de uma mala e decide partir para os lugares onde as personagens do filme iriam viajar. Quem sabe assim ela se apaixona por ele?


A mãe de Téo é muito importante na trama, pois ela é uma das únicas pessoas que convivem com Téo, mesmo que ele a considere um peso morto. A mãe de Clarice também é uma personagem importante no livro. Mesmo não tendo um bom relacionamento com a filha, se preocupa com ela, pois Téo não permite que as duas conversem por telefone durante a "viagem".

A cada página virada, eu sentia mais raiva de Téo. A todo momento acontecia alguma coisa chocante. Mesmo o livro sendo narrado em terceira pessoa, conseguimos perceber que ele está achando tudo aquilo normal, acha que existe alguma chance de fazer Clarice se apaixonar. Achei estranho o fato dele dizer que a ama, que precisa de Clarice para viver, conhecendo-a a pouco menos de um mês. Mas acho que a intenção do autor foi mostrar o quão desorientado o personagem é.

A cada novo acontecimento, eu ficava mais chocada com as atitudes de Téo. Ele não tem escrúpulos e imagina coisas malucas. Ao imaginar essas coisas, ele tem mais ideias terríveis, e seus atos viram uma bola de neve cada vez maior. Ele é totalmente frio e calculista. O autor soube criar um personagem muito desequilibrado psicologicamente, sem tornar o livro monótono, muito pelo contrário.


A narrativa é ótima, cheia de ação e diálogos. Só elogios para esse livro!

O autor conseguiu criar ótimos personagens e um enredo incrível. Porém, o final não me agradou tanto. Eu não esperava pelo que aconteceu. Acho que o autor poderia ter sido um pouco mais malvado. Mas ainda assim, foi um bom livro. Espero ter a oportunidade de ler as outras obras do autor em breve.

Enfim, recomendo a leitura!
Thuanne Souza
Thuanne Souza

Paulista, 22 anos, assistente administrativa e estudante de Farmácia ❤ Sempre tentando ser alguém melhor e seguindo o lema “levo a vida devagar pra não faltar amor”. Apaixonada por músicas (principalmente as nacionais) e livros. Aprendendo a gostar de outros gêneros, além dos romances clichês.

9 comentários:

  1. Oiie! Adorei sua resenha, eu tinha lido apenas uma, fiquei super interessada na obra, o enredo parece bom msm, assim q der vou qrer conferir!
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Estou doida pra ler esse livro desde da primeira vez que bati o olho na sinopse, curto muito um romance policial, parece ser bem emocionante e cada resenha que leio dele me deixa ainda mais curiosa em conferi essa história.

    ResponderExcluir
  3. Olá confesso que achei meio tenso e não gosto de ler livros assim não mas a resenha foi bem detalhada para o livro, muito boa.

    ResponderExcluir
  4. THUANNE!
    Adoro thrillers psicológicos.
    Téo me parece um tanto psicopata e fiquei muito curiosa por saber como todo esse sequestro vai acabar.
    Gosto de tramas que envolvem o psicológico e fazem com que o leitor fique preso à leitura.
    "O conhecimento chega, mas a sabedoria demora."(Alfred Tennyson)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de OUTUBRO com 3 livros + BRINDES e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  5. Oi Thuanne, que livro mais incrível que você trouxe pra gente hein?! Olha, no inicio da sinopse eu achava que ia ser um romance como outro qualquer. Quando li que ele era estudante de medicina pensei que ia ser bem divertida a leitura. Quando cheguei no final da sinopse, simplesmente fiquei com a boca aberta e querendo saber mais.
    Essa historia deve ser mesmo eletrizante, alem de reflexiva.
    Abraços

    ResponderExcluir
  6. Não consegui gostar tanto assim do livro, apesar de ter ficado viciada e só consegui larga depois que cheguei ao fim. Mesmo assim, teve muitas coisas que me incomodaram durante a leitura.
    Beijos
    http://recolhendopalavras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Esse livro esta na minha lista de compras, quero muito ler, li muitos elogios sobre ele e os outros livros do autor. Primeira resenha que leio dele. Essa paixão obsessiva do personagem acontece e muito na vida real quando a pessoa é rejeitada, elas acham que os outros são obrigados a ficar com elas e querem te-las a força se for preciso. Fiquei curiosa com o final.

    ResponderExcluir
  8. Achei esse livro bem perturbador e apesar de gostar de histórias de sociopatas eu não sei se leria esse por se tratar de violência contra mulher, livros com essa tema geralmente me deixam mal e não consigo ler.

    ResponderExcluir
  9. Eu já ouvi falar desse livro, fiquei bastante curiosa para ler ele mas ainda não tinha lido uma resenha e agora lendo a sua fiquei muito curiosa para conhecer a história, adoro este tipo de trama e esse parece ser ótimo. O livro é realmente interessante e merece uma chance.

    ResponderExcluir

Agradeço muito sua visita e peço que participe do blog, deixando um recadinho. Opiniões, idéias, sugestões, são muito importantes para fazer o blog cada vez melhor!
Assim que possível, retribuirei a visita.

Beijos, Julia G.