Enquanto eu te esquecia - Jennie Shortridge

Fonte da Imagem: Gettub
Sinopse: Lucie Walker não se lembra de quem é ou como foi parar nas águas geladas da Baía de São Francisco. Encaminhada para uma clínica psiquiatra, ela aguarda até um homem chega afirmando ser seu noivo. Entretanto, com seu retorno para casa, essa mulher sem memória vai tomando conhecimento de sua personalidade antes do acidente, da pessoa controladora, fria, e sem vida que era, e os segredos da infância e da família, assim como a situação do noivado e dos mistérios que podem ter provocado o acidente. Sera que ela quer isso de volta? Será que essa nova Lucie conseguirá manter o amor de Grady, ou a oportunidade de recomeçar será sua salvação? Intenso, franco e incrivelmente emocionante, Enquanto eu te esquecia é um livro delicado, que nos questiona sobre a maneira que vivemos e nos lembra que sempre temos uma nova chance de ser feliz. (Skoob)
SHORTRIDGE, Jennie. Enquanto eu te esquecia. Editora Única, 2014. 384 p.


"É tão curto o amor, tão longo o esquecimento."

Lucie Walker é uma mulher de 39 anos, que foi encontrada na Baía São Francisco sem memória alguma e sem a miníma ideia de como foi parar ali. Ela é levada a uma clínica psiquiatra e é diagnosticada com um tipo raro de amnésia, apesar de lembrar coisa significativas, como quem é o presidente, isso não ajuda muito na sua situação atual.

"O que a memória apagou, o coração recorda."

Grady é noivo de Lucie, e estava à sua procura há exatos oitos dias. Eles estão noivos há 5 anos e pretendiam se casar no dia do quadragésimo aniversário de Lucie, data essa que seria dali a poucos meses, mas depois de uma briga feia entre o casal, ela desaparece.

Para Lucie foi uma surpresa descobrir o tipo de pessoa que ela era, sem amigos nem familiares. A única exceção é sua tia Helen, de quem ela guarda muito rancor, e não ouviu falar por anos. 

Enquanto eu te esquecia é narrado em terceira pessoa, alternando entre Lucie e Grady, com uma pequena participação da Helen.

Grady teve que aprender a lidar com as mudanças de Lucie. Ela mudou completamente, da água para o vinho: suas atitudes e maneira de pensar; a maneira de se vestir; deixou de ser tão materialista e esnobe. Mas ele era apaixonado pela antiga Lucie, com todas as suas falhas e defeitos. Ela teve muitos traumas ao longo da sua vida, mas não compartilhava essa parte de si com ele.

Eu me apaixonei pelo Grady, e digo, querido leitor, é impossível não se apaixonar. Ele é tão compreensivo e sensível em relação a Lucie! Mesmo quando ele estava em uma bagunça emocional, em momento algum ele desistiu. Pelo contrário, ele estava lá para lidar com os problemas que eles tinham. Enquanto eu te esquecia fala sobre personagens com problemas e sentimentos reais e mostra que o amor é capaz de ultrapassar até mesmo a barreira do esquecimento.

Sabe aquele ditado que diz: "as pessoas só dão valor a algo quando perdem"? Aplica-se muito a esse livro. E Lucie teve que perder a memória para ver que tipo de vida ela levava, as suas manias de consumo, o viver para trabalhar, enfim, coisas que a atrapalhavam de viver realmente. Mas agora ela tinha que lidar com sua vida depois da perda de memória, e não era fácil se ver em um ambiente estranho, em uma casa estranha, com um homem não conhece. Acho que qualquer um se sentira perdido no meio dessa bagunça.

"Os lábios da Lucie tinham o mesmo sabor da primeira vez que ela a beijara, como o pôr do sol em um dia quente, ou uma chuva repentina. Com maças colhidas na árvore."

A capa é linda e tem tudo a ver com a história. O que me deixou muito frustrada no livro foi o final. Eu, sinceramente, esperava mais. Não gosto de ter que imaginar um final. Penso coisas absurdas, o que não me agrada nem um pouco. A leitura em si foi ótima, mas o excesso de detalhes deixa o ritmo um pouco lento, não que isso seja ruim, longe disso, mas também não é tão bom assim, não.

Se você gosta de livros que fale sobre superação, recomeço, e redescoberta, essa com certeza é uma leitura para você.

"Alguma coisa estava acontecendo dentro de si, que ela não entendia muito bem. Estaria se apaixonando por um estranho pela primeira vez, ou se lembrando dos sentimentos passados? Ou estaria simplesmente desesperada por uma ligação, sendo ele sua única opção?"

Marlene Conceição
Marlene Conceição

Apaixonada por livros, amante de séries, sonha em fazer um intercâmbio para estudar, ama ler livros ouvindo músicas de diferentes estilos, seu primeiro contato com a literatura foi através da saga Crepúsculo e desde então esse amor por livros só aumentou.

10 comentários:

  1. Ola, querida. Que livro lindo! Fiquei aqui com o coração apertado por ela, por tudo que a personagem passou e vai ter que passar ainda ate conseguir viver bem ne?! Percebi que o livro tem uma carga emocional incrível! Fiquei bem curiosa, além de já ter gostado muito do Grady 😃
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Olá!!!
    Confesso que estou doida para conhecer mais sobre essa história linda já havia um bom tempo, amo histórias assim porque eu fico bastante presa na história e também porque já vi muitos comentários positivos.
    Até mais!!!!

    ResponderExcluir
  3. Quando vi o título do livro pensei que a história fosse sobre fim de relacionamento e já fiquei com vontade de ler e admito que fiquei um pouco decepcionada com a história dele, parece ser bem escrito e e um livro que te faz refletir sobre a vida em geral mas não se leria.

    ResponderExcluir
  4. Estou doida pra ler esse livro, compre um exemplar a pouco tempo numa promoção nas lojas americanas, parece ser bem emocionante e cada resenha que leio dele me deixa ainda mais curiosa em conferi essa história.

    ResponderExcluir
  5. Marlene!
    Não é sempre que temos uma segunda chance na vida para mudar e o livro parece que mostra justamente essa nova oportunidade para protagonista e espero de verdade que ela tenha aproveitado.
    Gosto de livros que trazem lição de vida.
    “Com a sabedoria aprendemos a ser tolerantes.” (Henry David Thoreau)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de OUTUBRO com 3 livros + BRINDES e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  6. Oie
    Apesar do livro ter uma temática boa, não é um livro que eu leria agora. Adorei sua resenha.

    Beijinhos
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oii...Me lembrou bastante Se eu ficar de Gayle Forman, me agradou bastante o enredo, gostaria d ler sim...
    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Gosto muito de livros intensos assim, principalmente aqueles que são narrados em terceira pessoa, isso me dá uma visão a mais da história. Gosto também quando os livros trazem alguma lição e foi legal saber que tem alguma nele.
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Parece ser uma historia tensa, sempre que envolve doenças acho tenso. Que bom que o noivo é uma pessoa com paciência, passar pelo problema da personagem sem alguém para ajudar é difícil, as vezes precisamos passar por algo drástico para analisarmos nossa vida e vermos que precisamos mudar, mas para melhor claro.

    ResponderExcluir
  10. Ahhh eu já tinha muita vontade de ler esse livro, mas com sua resenha a minha vontade cresceu muito mais... Completamente apaixonada pela história e a premissa apresentada... Não sei como seria a minha vida se por a caso eu perdesse a memória... em certas ocasiões de minha vida preferia jamais esquecer da minha filha e esquecer de todo o resto, mas depois eu penso que vida eu teria sem as minhas recordações por mais tristes que fossem???

    ResponderExcluir

Agradeço muito sua visita e peço que participe do blog, deixando um recadinho. Opiniões, idéias, sugestões, são muito importantes para fazer o blog cada vez melhor!
Assim que possível, retribuirei a visita.

Beijos, Julia G.