Bellissima - Nora Roberts

Sinopse: Depois de ter a casa assaltada, a Dra. Miranda Jones decide esquecer o incidente, indo às pressas para a Itália a trabalho. Lá, deverá constatar a autenticidade de um bronze renascentista de uma cortesã da família Médici, conhecido como A Senhora Sombria. Especialista em autenticação de obras renascentistas, Miranda atesta como original uma falsificação. Ao descobrir a farsa, ela decide encontrar a verdadeira peça e revelar o motivo para tal crime. Para isso, terá a ajuda do sedutor ladrão Ryan Boldari, que pensa em se apoderar da obra de arte. Porém, os planos dos dois ruem quando um perigoso assassino começa a persegui-los. (Skoob)
Roberts, Nora. Bellissima. Editora Bertrand, 2010. 546p.


O que falar sobre os romances da Nora Roberts? Ela sempre se supera no quesito construção de personagens, ambientação e enredo. É justamente por isso que ela é uma das minhas autoras favoritas quando o assunto é esse. Nessa história encantadora, a autora nos transporta com maestria para o mundo das artes.

Durante as primeiras 150 páginas somos apresentados a vários personagens. Confesso que fiquei até um pouco perdida e precisei anotar quem era quem para não precisar recorrer ao início toda vez que um personagem fosse mencionado lá na frente. Apesar de tantas informações sobre lugares e pessoas serem um pouco cansativas e deixar as primeiras páginas um tanto quanto arrastadas, é extremamente necessária essa apresentação ao leitor para que se possa criar uma familiaridade com todos os acontecimentos (e suspeitos) no desenrolar da história.

Em Bellissima os personagens principais são Miranda e Ryan. Miranda é forte, orgulhosa e vive tentando conseguir a aprovação da mãe em todos os seus passos. Ryan é um ladrão extremamente competente e que tem o apoio da família para os serviços escusos que pratica. A vida dos dois se cruza devido a uma armação para acabar com a reputação de Miranda, mas que acaba colateralmente afetando a reputação de Ryan no mundo dos crimes. Para tirar isso a limpo, os dois acabam se unindo para descobrir quem está por trás da falsificação de uma recém-descoberta obra de arte e de vários assassinatos envolvendo pessoas que são diretamente ligadas a Miranda na tentativa de incriminá-la.

“– Confiar em você é que complica tudo – ele a corrigiu. – Seu problema é que você tem uma consciência. Ela vai te perturbar de vez em quando e te tentar a confessar tudo para a polícia. – Ele esticou o braço para tocar a mão de Miranda. – Basta você me ver como o anjo mal do seu lado, o diabinho chutando o anjo bom no rosto toda vez que ele começar a falar sobre honestidade e verdade.”

O que eu particularmente achei mais incrível na história foi que pela primeira vez eu não fiquei tão focada no clima de romance que aos poucos vai fluindo entre o casal. Pelo contrário, o mistério por trás da falsificação e dos assassinatos é tão bem construído que eu estava completamente empolgada com a investigação do caso e em descobrir quem era o grande vilão. E ao contrário do que ocorreu nas primeiras páginas, o livro tem um desenrolar bem rápido e cativante do meio para o fim.

Mas a história não se prende apenas ao caso a ser solucionado. Também acompanhamos a luta de Andrew, irmão da Miranda, contra o alcoolismo e um passado um tanto quando conturbado com uma ex-namorada da adolescência. Além disso, temos o contraste entre duas famílias tão opostas: Os Jones, família da Miranda, que são muito ricos, soberbos e que acreditam que demonstrar afeto é um sinal de fraqueza; e os Boldari, família do Ryan, que apesar de já terem passado por muitos momentos de dificuldade financeira são completamente unidos e amorosos uns com os outros. É um verdadeiro choque e até mesmo engraçado quando esses dois mundos se cruzam na história.

Em resumo, esse livro é maravilhoso! Não tem como não se apegar a um personagem ou outro. Essa, definitivamente, é uma história que merecia virar série. Acredito que Bellissima tenha aberto as portas para a autora começar a explorar e apostar posteriormente em seus romances policiais.

Se você gosta de romance, mistério, ação e aventura, esse é o livro perfeito para te entreter por alguns dias.
Dé Lima
Dé Lima

Meu nome é Débora, mas pode me chamar de Dé. Minha vida é cheia de livros, provas para concursos, doramas coreanos, turismo pela minha cidade, rock n´roll, felinos, moda vintage e café amargo. Tenho muitos planos de conhecer os lugares pelos quais já viajei através dos livros, mas o que eu queria mesmo era sair correndo pelo Louvre.

9 comentários:

  1. Gosto de livros policias mas perco um pouco o interesse quando tem romance envolvido. A história desse parece ser boa, mas o fato de ter muitos personagens e ser uma leitura meio arrastada até certa momento me fizeram perder o interesse.

    ResponderExcluir
  2. Oi, Dé!!
    Sou super fã da Nora Roberts, adoro os romances dela!! Eu já li esse livro faz um tempo mais gostei muita da história!! Certamente é um livro muito bom!!
    Beijoss

    ResponderExcluir
  3. Ainda não li nem um livro da autora Nora Roberts, mas leio muitos comentários positivos sobre os livros dela e tenho diversos em minha lista de leituras, não conhecia este livro, mas lendo um pouco mais sobre a história em sua resenha fiquei bem interessada em ler e curiosa, pretendo ler Bellissima.

    ResponderExcluir
  4. Nossa sou super fã da Nora Roberts, mas esse livro eu não conhecia, que história bem envolvente e eletrizante hem, já quero esse livro pra ontem, fiquei doida pra ler.

    ResponderExcluir
  5. É vendo falar tão bem assim dos livros dela que fico me roendo por ainda não ter lido nada. Sim, ainda não li nada dessa autora D=
    O livro parece ser uma ótima dica e pelo jeito deixa a gente bem satisfeito ao acabar a história. Adoro me envolver com os personagens e torcer por eles, sentir o que eles sentem e etc e esse livro parece ótimo pra fazer isso. Adorei a dica!

    ResponderExcluir
  6. Dé!
    Delícia ver mais um livro da Nora carregado de mistério, suspense e claro, muito romance.
    Sempre ando com um caderno para fazer as anotações do livros que leio, principalmente quando tem muitos personagens, assim não me perco no meio da história.
    “O Natal não é um momento nem uma estação, senão um estado da mente. Valorize a vida.” (Desconhecido)
    Boas Festas!
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de DEZEMBRO ESPECIAL livros + BRINDES e 4 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  7. Oi.
    Não gosto quando o livro contém muitos personagens ao ponto de deixar o leitor confuso em um determinado momento, isso faz com que eu me canse rápido na história.
    Mas confesso que adorei a premissa, amo personagens fortes e decididos, e apesar de não ter lido nada da autora, essa história me deixou muito curiosa, irei ler com certeza.
    Boa Tarde.

    ResponderExcluir
  8. Pena o começo ser arrastado, mas se é necessário tudo bem é que as vezes da vontade de largar o livro quando começa assim. Mas depois que melhora até que chamou minha atenção fiquei interessada, adoro historias que envolvam assassinatos e esse clima de mistério que os envolve.

    ResponderExcluir
  9. A história parece ser bem envolvente, aposto que leria o livro em uma "sentada"! haha Gostei bastante da resenha.

    ResponderExcluir

Agradeço muito sua visita e peço que participe do blog, deixando um recadinho. Opiniões, idéias, sugestões, são muito importantes para fazer o blog cada vez melhor!
Assim que possível, retribuirei a visita.

Beijos, Julia G.