Conjunto de Séries #13: Blindspot


Uma mulher, completamente nua e com o corpo inteiramente tatuado, é deixada, desacordada, em uma mala no centro de Nova York. Ela não tem uma única lembrança sobre sua vida, mas uma tatuagem a leva diretamente para o agente do FBI Kurt Weller. Jane, como passa a ser chamada, tem em seu corpo inúmeras pistas de crimes, que começam a ser desvendados pela equipe que cuida de seu caso. Essa é a proposta de Blindspot, série adicionada este ano no catálogo da Netflix.

No início da primeira temporada, o espectador está tão confuso quanto o FBI e a própria Jane, que não sabem como ou por que ela teve seu corpo tatuado daquela forma, e nem ao menos se lembra de quem é. Esse mistério impulsiona a trama, pois enquanto outros elementos surgem das tatuagens da protagonista e levam os personagens por determinado caminho, poucas são as respostas para o verdadeiro mistério da série.

Com o tempo, no entanto, Jane começa a se lembrar de alguns detalhes de sua vida e a deixar seus instintos a guiar. Ela sabe lutar, sabe atirar, e não é nem de longe uma donzela indefesa. Ela também começa a perceber que pode não ser tão vítima quanto pensava, mas fica dividida entre o que a levou àquela situação e aquilo no que ela acredita agora.


Blindspot é uma série intensa, na qual cada episódio é um jorro de adrenalina. A série é repleta de ação, perseguições e riscos aos personagens, entre outros elementos que dão a trama uma velocidade incrível. Os mistérios que dão tom à história também fisgam quem assiste, já que, com cada resposta, surgem novas perguntas. Essa incerteza gera aquele tipo de curiosidade que leva a assistir um episódio após o outro, incessantemente.

A série também tem uma pitada de drama e romance que dão um equilíbrio aos capítulos. Não há nada muito meloso ou chato, mas algo sutil, como um toque mais leve a tantos acontecimentos.

Devo avisar, desde então, que o fim da temporada é uma enorme vírgula, que deixa tanta coisa em aberto que é quase frustrante ter de esperar pela segunda. A temporada finaliza com mais perguntas do que quando começou, mas é incrivelmente instigante e, pelo comentários que tenho lido sobre a segunda, acredito que logo essas perguntas começarão a ser respondidas.

Alguém já assistiu? O que achou?
Ju - Conjunto da Obra
Ju - Conjunto da Obra

Apaixonada pela leitura desde a infância, tantos livros lidos que é impossível quantificar. Alguém que vê os livros como uma forma de viajar o mundo e lugares mais incríveis que possam ser criados pela imaginação, sem precisar sair do lugar. Tem o blog como uma forma de dividir experiências e, principalmente, as emoções que as leituras despertaram, para compartilhar idéias e aproveitar sugestões de leitura, envolvendo mais e mais pessoas em um mundo onde a imaginação não tem limites.

10 comentários:

  1. Nossa, já tinha ouvido falar dessa série, parece super interessante e eletrizante, curto muito esse gênero, estou doida pra assisti.

    ResponderExcluir
  2. Fiquei com vontade de ver quando saiu porque a história parecia bacana e pelo jeito é mesmo, bem rápida e do tipo que vai deixando a gente com vontade de ver logo o próximo episódio e tal. Mas não consegui e nem sei se vejo mais. Tenho uma porrada de série para colocar em dia e não consigo ver muito =/
    Mas é uma dica boa e parece que a série é bem gostosa de assistir. Só deve dar uma agonia terminar com mais perguntas do que começou e ter que esperar a próxima temporada xD

    ResponderExcluir
  3. Não conhecia e já foi pra lista de séries a serem assistidas rs, gosto de séries assim com muita ações e mistério, fiquei intrigada com essas pistas em forma de tatuagens na personagem. Parece deixar o leitor sem folego, querendo saber o que vai acontecer na próxima cena.

    ResponderExcluir
  4. Oi, Ju!!
    Já ouvi falar desse série mas só assisti o primeiro episódio!! Mas sem dúvida vou voltar e assistir todos os episódios de Blindspot!! Adorei a indicação da série!!
    Beijoss

    ResponderExcluir
  5. Ju!
    Acompanhei toda primeira temporada no canal fechado e estou no aguardo do retorno, porque realmente ficaram muitas coisas em aberto e quero desvendar cada uma delas.
    É uma super série, vale a pena acompanhar.
    “Desejo a você e a sua família um Natal de Luz! Abençoado e repleto de alegrias. Boas Festas!”
    (Priscilla Rodighiero)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de DEZEMBRO ESPECIAL livros + BRINDES e 4 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  6. Amo series com temática FBI, comecei a assistir essa e gostei muito mas admito que fiquei meio desanimada com a segunda temporada, sinto que eles estão enrolando muito, em alguns eps parece que nada acontece e nada é explicado, parei de ver mas pretendo retomar em breve.

    ResponderExcluir
  7. Eu já tinha visto o nome dessa série por aí, mas até então eu nunca tive a vontade de saber do que se tratava, mas adorei saber da investigação por meio de tatuagens. Muito interessante mesmo, deve ser mesmo intensa. Adorei conhecer.
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/
    Participe dos SORTEIOS de Natal que estão rolando lá no blog!

    ResponderExcluir
  8. Oi Ju.
    Eu estou acompanhando Blidspot pelo Netflix e não vejo a hora da segunda temporada ser liberada, eu amei a história os atores, absolutamente tudo.
    Como você falou é intenso o que eu particularmente amo, os crimes todo o senário de investigação foi muito bem bolado, ansiosa demais pela segunda temporada.
    Boa Tarde.

    ResponderExcluir
  9. Nunca tinha visto falar sobre está série, mas lendo um pouco mais sobre o que se trata fiquei bem curiosa, parece ser uma trama bem diferente, pretendo assistir.

    ResponderExcluir
  10. Já tinha ouvido falar sobre essa série mas de forma bem superficial, pq tu faz isso comigo Ju? Já tou vendo cerca de 17 séries e vou correndo baixar o Pilot dessa! haa

    ResponderExcluir

Agradeço muito sua visita e peço que participe do blog, deixando um recadinho. Opiniões, idéias, sugestões, são muito importantes para fazer o blog cada vez melhor!
Assim que possível, retribuirei a visita.

Beijos, Julia G.