Curvas de Aprendiz - Gemma Townley

Sinopse: A escritora Gemma Townley definitivamente conquistou nosso público leitor. Neste novo e aguardado livro, A londrina Jen Bell foi abandonada pelo pai e cresceu ouvindo sua mãe descrevê-lo como um monstro. Envolvida com a luta pela ecologia, sua principal ocupação era viajar com o namorado. Quando terminam, ela volta para Londres para trabalhar na Futuro Verde, a empresa engajada da mãe. Jen logo se envolve em um plano para investigar uma suspeita de corrupção na Bell, firma bem-sucedida do pai. Mas após se infiltrar na empresa, ela descobre que todas as histórias têm dois lados. (Skoob)
TOWNLEY, Gemma. Curvas de Aprendiz. Editora Record, 2009. 415p.


Jennifer Bell tem uma mãe muito chata,chamada Harriet, que consegue convencê-la a fazer qualquer coisa, desde banais como ir a um jantar beneficente, a bizarras como começar um MBA (curso de Mestre de Administração em Negócios) apenas para descobrir corrupções na empresa do pai. Acho que, em alguma medida, todo mundo pode se identificar um pouco com isso de ter uma mãe controladora. O arrependimento dela depois de ir nos eventos e só tendo gente chata pra conversar (que você não quer, mas não param de puxar assunto) é muito eu. E como todo livro chick lit, ela paga mico demais.

No entanto, Harriet não é o único motivo para ela ter aceitado essa loucura. Os pais da Jen se separaram quando ela tinha 13 anos e, desde então, o pai nunca mais falou com ela e, estando na empresa seria uma oportunidade de encontrar com ele. Ela também se sente perdida profissionalmente, e então se agarra a isso porque parece mais interessante que ficar todo dia no escritório da mãe, do qual ela está cansada.

Sobre os personagens, a Jen é uma bem fácil de se identificar. A Harriet eu sinceramente não suporto por todo o livro, eu acho. Ela usa a Jen sem a menor vergonha, só liga pra ser o centro das atenções, e não admite que possa estar errada. Mas um personagem bem interessante aqui é o George Bell: eu passei o livro mudando entre duas opiniões à respeito dele como pessoa e também do seu envolvimento com corrupção, nada a respeito dele foi muito óbvio. Isso foi uma boa mudança do gênero e algo que destaca o livro, para mim, porque chick lit muitas vezes só tem um casal que você sabe que vai terminar junto e o máximo mistério que tem é se eles vão mesmo ou não. E mesmo assim, ele consegue ser muito engraçado. Obviamente, aqui vai ter também um romance, e admito que, nessa parte, vai ser clichê sim. Mas tem essas outras.

Um medo que eu tinha sobre esse livro é de que a parte administrativa seria muito chata, mas eu não achei. A autora faz metáforas entre o que eles estão estudando e situações da história, bastante piadas (por exemplo, a empresa que eles sempre usam de exemplo é de camisinhas) e para nós que gostamos de ler, a nossa protagonista focou bastante nos seus trabalhos em livrarias, então acho que deve ser interessante.

É isso, eu gostei da leitura. É bem fácil, rápida, apesar do tamanho, boa para qualquer momento.
Mah
Mah

Mais uma universitária tentando sobreviver, e como escrever (por prazer) me acalma, resenhas são uma terapia pra mim. Assim como doces, séries e ler.

10 comentários:

  1. Olá!!
    Nunca tinha ouvido flar desse livro, pela resenha, parece bacana e divertido ao msm tempo e a leitura rápida de ser devorada...
    Qro conhecer!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  2. Olá! Essa é primeira vez que vejo falar desse livro, a história parece ser bem interessante e divertida, essa sua resenha me deixou super curiosa em conferi isso tudo que foi dito aqui.
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Mah!
    Já gosto de chick lit por natureza, porque me faz dar boas risadas e saber que tem o diferencial do envolvimento do pai da protagonista com corrupção e o outro lado da história sobre a separação, dá mesmo aquela vontade de ler e rir muito.
    “Não há saber mais ou saber menos: Há saberes diferentes.” (Paulo Freire)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE JULHO 3 livros, 3 ganhadores, participem.
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Ainda não li nem um livro do gênero chick lit, mas tenho muita curiosidade em ler algum livro deste estilo, achei bem interessante a história deste livro e divertida também, acredito que eu iria gostar de ler ele, então adicionei Curvas de Aprendiz em minha lista de leituras.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que goste. Obrigada pelo comentário.

      Excluir
  5. Olá!!
    Eu adoro chick lit, sempre que lançam um livro desse gênero eu já fico doida para comprar, mas nunca tinha ouvido falar desse livro.
    Que bom que você gostou da leitura e a achou leve e divertida, pois acho que isso é essencial em um chick lit. Vou adicionar à minha meta. Bjos!

    ResponderExcluir
  6. Adoro chick lit e provavelmente com esse não seria diferente, super me identifiquei com a personagem não querendo falar com as pessoas mas elas não param de puxar assunto, a história parece ser bem gostosinha, mas fiquei com receio quanto ao númeor de páginas, realmente tem história para mais de 400 páginas?
    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Dica anotada. Fiquei curiosa para saber sobre os dois lados da história e sobre o que Jennifer descobriu sobre o pai dela. A leitura parece ser bem legal e o livro bem divertido.
    Abçs

    ResponderExcluir
  8. Parece ser uma leitura agradavel e divertida com reflexão sobre nem tudo é o que parece ser. Os personagens parecem ser legais mas essa mãe dela ninguém merece rs.

    ResponderExcluir
  9. Estou cursando administração, acho que vou ler este livro kkkk.
    Parece bem legal e com uma leitura fluida.

    Visitem meu blog!
    http://garotaeraumavez.blogspot.com.br/
    Obrigada!

    ResponderExcluir

Agradeço muito sua visita e peço que participe do blog, deixando um recadinho. Opiniões, idéias, sugestões, são muito importantes para fazer o blog cada vez melhor!
Assim que possível, retribuirei a visita.

Beijos, Julia G.