Sushi - Marian Keyes

Fonte da Imagem: O que eu ia te falar?
Sinopse: "Sushi" é um livro sobre a busca da felicidade. E ensina que, quando você deixa as coisas ferverem sob a superfície por tempo demais, cedo ou tarde elas acabam transbordando. Perspicaz, engraçado e humano, este romance de Marian Keyes consolida sua posição como a mais popular jovem autora da Grã- Bretanha. Lisa Edwards, a durona e sofisticada editora de revistas, acha que sua vida acabou, quando descobre que seu novo emprego "fabuloso" não passa de uma ordem de deportação para a Irlanda, com a missão de lançar a revista Garota. Ashling Kennedy, a editora assistente da Garota, também tem seus problemas. É a Rainha da Ansiedade, e não é de hoje que sente que algo não está cem por cento na sua vida. E não só porque o que lhe sobra são bolsas, falta em cintura e namorado - mas porque, no fundo, no fundo, falta algo mais, como aquele pontinho minúsculo que fica na tela quando a gente desliga a TV à noite. Conhecida como "Princesa", a vida sempre deu a Clodagh tudo que queria (e por que haveria de ser diferente, quando se é a garota mais bonita da turma?). Ao lado de seu príncipe e dois filhinhos encantadores, ela vive um conto de fadas doméstico em seu castelo. Mas então, por que será que nos últimos tempos anda sentindo vontade - e não pela primeira vez - de beijar um sapo? (Abrindo o jogo: de dormir com um sapo). Mais um sucesso de Marian Keyes, que vem divertindo milhares de leitores no mundo todo. (Skoob)
KEYES, Marian. Sushi. Bertrand Brasil, 2009. 574 p.

Lisa trabalha há anos como editora-chefe na Inglaterra e faz de tudo para subir ainda mais na vida. Seu objetivo é chegar a uma revista de Nova York, independente de quem tenha que passar por cima. Por causa disso, seu casamento chegou ao fim, se contenta em apenas fingir que come agitando a comida no prato, em fazer dietas mirabolantes para manter a forma, além de fazer desaparecer das araras algumas das roupas mais estilosas dos ensaios para a revista. E quando acha que sua grande oportunidade chegou, fica sem chão ao descobrir que foi, na verdade, escalada para uma revista na Irlanda, a Collen, sem mais opções.

Ashling vive uma vida mais ou menos. Terminou seu namoro há algum tempo, mas sempre que Phelim volta ao país tem uma recaída. Desempregada, nem acredita quando consegue uma vaga como editora assitente da Collen, mas se sente totalmente alheia ao mundo quando conhece sua chefe Lisa. Já próxima dos trinta, tudo o que Ashling desejava era uma família como a de Clodagh: casada com Dylan, um marido lindo e atencioso, que dava tudo que ela precisava, dois filhos ainda mais lindos, uma casa, um cartão de crédito, e nem precisava trabalhar. E as coisas estão prestes a mudar para Ashling. Quando ela conhece o comediante Marcus Valentine, vê nele, além de um namorado, um amigo e companheiro.

Clodagh tinha tudo o que planejara para sua vida. Mas se sentia como se precisasse de mais, como se não fosse completa. Vivia louca e entediada com a criação dos filhos, e já não conseguia mais olhar seu marido com toda a paixão que uma vez sentira por ele. Resolvida a mudar, começa a correr atrás de sua felicidade.

"Sabem como é. As vezes, você conhece uma pessoa maravilhosa, mas apenas por um rápido instante. Talvez em férias, num trem ou até numa fila de ônibus. E essa pessoa toca sua vida por um momento, mas de uma maneira especial. E, em vez de lamentar o fato de ela não poder ficar com você por mais tempo ou por você não ter a oportunidade de conhecê-la melhor, não é mais sensato ficar satisfeito por ter chegado a conhecê-la um dia?"

Apesar de alguns sentimentos adversos durante a leitura de Sushi,  em sua maioria o livro foi divertidíssimo. Me peguei gargalhando alto tantas vezes, que era impossível que não me olhassem meio atravessado. Fazia tanto tempo que eu não lia algo assim, que a história conseguiu até me deixar mais leve. Da mesma forma como em Melancia, o único outro livro que li da Marian Keyes, as situações são exageradas - característico dos chick-lits -, mas são tão bem encaixadas na história que é impossível não imaginar como seria se acontecesse conosco. Diferente desse, porém, Sushi tem muito menos lenga-lenga e muito mais fatos, o que dá mais agilidade à história.

Todo o livro, narrado em terceira pessoa, alterna a visão entre as três personagens principais, o que é muito bom, já que, com mentalidades e atitudes tão diferentes, não deixam a história esfriar. Tratando basicamente da busca pela felicidade, mostra como uma coisa que vale para uma pessoa, pode não valer para outra, ou ainda, como aquela coisa pela qual lutamos tanto, nem sempre é de verdade aquilo que nós queríamos.

Gostei muito de quase todos os personagens, inclusive dos secundários. Apesar de metida, egoísta e meio enjoada, pode-se entender o porquê das atitudes de Lisa, e é impossível deixar de dar crédito à sua auto-estima, segurança e determinação. Ashling, quase o inverso de Lisa, é um pouco medrosa, baixa auto-estima, e é sensível e um pouco doce. Clodagh foi a única das três que não gostei; até senti um pouco de pena no começo, mas depois vi que ela era, antes de mais nada, invejosa, e parecia querer a vida de Ashling para si.

Dos demais personagens, achei a equipe da Collen hilária. O Boo, tão inteligente e com uma ingenuidade tão branda, me deixou meio chorosa. A Joy e o Ted eram cômicos e, fora o fato dela querer empurrar para a Ashling os "piores homens famosos da Terra", eram os amigos que qualquer um gostaria de ter. Me apaixonei pelo Oliver, com seu jeito "paixão" de chamar Lisa. Imaginei o Dylan tão lindo, que era impossível entender todo aquele sentimento de indiferença da Clodagh. E o Jack, bom, eu gosto de homens sérios às vezes, dá um ar charmoso. Marcus Valentine, em compensação, era um cara bem mais ou menos, que durante o desenvolvimento da trama provou ser isso mesmo. Acredito, porém que, se qualquer um desses fosse tirado da trama, ela perderia bastante da sua graça.

Eu amei o livro, e já estou louca para ler mais alguns escritos por Marian. Minha experiência com Melancia tinha sido boa, mas não passou disso, então esse livro para mim foi uma surpresa bastante agradável. Recomendo para qualquer um que queira rir um pouquinho ;)
Ju - Conjunto da Obra
Ju - Conjunto da Obra

Apaixonada pela leitura desde a infância, tantos livros lidos que é impossível quantificar. Alguém que vê os livros como uma forma de viajar o mundo e lugares mais incríveis que possam ser criados pela imaginação, sem precisar sair do lugar. Tem o blog como uma forma de dividir experiências e, principalmente, as emoções que as leituras despertaram, para compartilhar idéias e aproveitar sugestões de leitura, envolvendo mais e mais pessoas em um mundo onde a imaginação não tem limites.

23 comentários:

  1. Ei Julia!

    Doses de Marian Keyes fazem bem a saúde!
    Eu também adoro Sushi. Melancia tem mais lenga, lenga mesmo, mas eu gosto tanto.

    Recomendo mesmo os outros livros da autora.
    Meu preferido é Férias, da família Walsh também.

    Bjins

    ResponderExcluir
  2. Hey, Julia \o
    Enquanto eu lia sua resenha eu pensei um pouco no filme O Diabo Veste Prada, ou eu só estava brisando? rsrs
    Sei lá, não é muito o tipo de livro que me interesse mas um dia quem sabe eu dê uma chance...
    Beijos

    --
    Gabriel M. Souza
    World of Carol Espilotro

    ResponderExcluir
  3. Eu só li um livro da Marian, o único problema que eu vejo neles é que ela enrola muito na história, o bom é que ela compensa um pouco com as risadas! :D O que eu li foi "Tem Alguém aí?" e eu super aconselho!
    Beijos,K.
    Girl Spoiled

    ResponderExcluir
  4. Esse livro é realmente muito bom
    Faz um tempinho que eu o li
    Mas gostei bastante e gosto quando a Marian divide os personagens
    E eu odiei Clodagh... Nem preciso dizer o porque ne...

    Beijos
    @pocketlibro
    http://pocketlibro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Olha, vou ser bem sincera Julia: eu quase pulei essa resenha por que simplesmente odiei Melancia. Achei completamente fútil e a autora denegriu tanto a mulher com aquela personagem principal (cujo nome nem me lembro mais). Eu fiquei muito puta com a Marian pelo livro que ela escreveu e, pelo o que as pessoas falam, todos os livros dela se mantém no mesmo padrão, então desisti de todos.
    Mas, confesso, você me fez repensar um pouco nessa minha decisão de abolir todos os livros da Marian da minha lista. Esse parece ser mais uma Comédia Romantica do que um Chick-Lit-tentando-ser-drama e talvez valha a pena ler.
    Então, vou ver se ele consegue despertar um pouco mais minha curiosidade.
    Óotima resenha :)

    Beijoos

    ResponderExcluir
  6. Oi Julia!

    Eu tb quero ler Sushi!! A sua resenha me deixou com mais vontade ainda!
    Um livro que estou lendo e achando super divertido é "Qual seu número?". Eu também dou risada sozinha aqui... hauauahu

    Até hoje só li Melancia, da Marian Keyes, e não gostei. :s
    Mas, todo mundo me disse que é o livro mais fraco dela coisa e tal... Então, preciso dar jeito de ler outros!!

    Bjss!

    ResponderExcluir
  7. OI Julia!
    Eu li o livro há bastante tempo, lembro de ter gostado muito, mas ainda assim preferi Melancia e Férias! Não sei como seria se eu lesse hoje!
    De qualquer forma, adoro a Marian, a escrita dela é divertidíssima e gosto das histórias que ela cria!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Oi Julia!!
    Adorei sua resenha!! Já li Melancia e Férias e queria ler mais da Marian Keyes. Vou anotar a dica!
    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  9. Hey (:
    Adorei a resenha. Eu ainda não li esse, da Marian eu li Melancia e Férias e gostei bastante. Espero poder ler esse em breve.

    Beijos, Vanessa.
    This Adorable Thing

    ResponderExcluir
  10. Oiii Ju, caramba, eu to sumida daqui né? :O rs
    Caramba, morri de rir aqui já só com a resenha, to louca pra ler um livro da Keyes a teeempos *-* esse Sushi parece engraçado demais, ainda mais tendo uma editora-chefe como uma das personagens principais HDAOISHDA; Quero muito ler mesmo :D

    Beijos, Nanda
    www.julguepelacapa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Oi Julia,
    Esses livros da Marian Keyes divergem tantas opiniões que só lendo mesmo pra saber se vou gostar ou não. Pelo menos um indício positivo é que eu adoro chick-lits, mas já ouvi falar que os dela também pendem para o lado do drama, que é uma mistura que pode vir tanto para o bem quanto para o mal rs
    Gostei da resenha, e achei interessante o fato de você ter gostado mais desse do que de Melancia, pois sempre escuto de todo mundo o contrário. Nunca li nada da Keys, e por vezes me pergunto se estou perdendo muita coisa ao não fazê-lo. Pretendo mudar isso futuramente!

    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  12. Eu já queria comprar a coleção toda da Marian a um tempão, mas vi tanta resenha negativa no skoob desse livro que desisti, mas a sua resenha fez o livro entrar pra listinha denovo...rs
    bjos

    Jack
    www.mybooklit.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. ei Ju,
    acredita que nunca li nada da Marian?
    comprei 3 livros dela esses dias e pretendo ler eles nas férias.
    Esse SUSHI parece ser bem legal e quero ler também. ^^
    beijos.

    ResponderExcluir
  14. Olá!
    Sabe que eu comecei a ler melancia e parei! Vi comentário negativos sobre estes livros e nunk me interessei!
    Mas sua resenha me despertou uma curiosidade imensa e irei colocar este livro na minha lista de leitura!!
    Bjinhs
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. Eu só li um livro da Marian, e ela não me cativou tanto assim. Casório é divertido e digno de gargalhadas, mas os esteriotipos as vezes são muito exagerados. Não gosto de personagems extremamente inseguros e protagonista de Casório era assim, não acreditava em sua beleza e ficava com o primeiro que aparecia. Não é ruim, é bom, mas não valeu tanto as quase 700 paginas. :/

    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Ainda n li nada da Marian, mas tenho muita vontade, adoro livros d me fazem rir...

    Bjs

    Amanda

    ResponderExcluir
  17. Ainda não li nada dessa autora, mas um monte de gente já veio me recomendar, falando que a série é ótima... Quem sabe 8--*

    Beijos
    aritmeticadasletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  18. Marian Fodona Keyes <3
    Ainda n li esse livro, mas tenho ele aqui. Amo os livros dela!
    Como vc cita "Melancia" na resenha, já ouvi dizer que ele é o livro mais morno da autora.
    Leia Férias, vc vai amar!

    ResponderExcluir
  19. Oi Julia!

    Excelente sua resenha!
    Mas eu sou bem suspeita para falar porque amoooo Marian Keys, para mim ela é a melhor!
    Se gostou de Sushi, deveria ler Férias!, é hilário!

    B-jussss! ♥

    ResponderExcluir
  20. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  21. Ah que bom saber que você gostou desse livro, Julia!
    Já li muitas resenhas negativas sobre os livros dessa escritora e por isso, não comprei nenhum.
    Vou me aventurar um pouco e arriscar em Melancia.
    Beijão -glowofthemoonlight-

    ResponderExcluir
  22. Oi Júlia só li um livro da Marian: Férias, e te recomendo completamente.

    Você vai enlouquecer com Luke, ele é o cara tosco mais tudo de bom que eu conheço. não tem como não amar.

    Comprei um outro da Marian e já estou anciosa pelo lamçamento dela de final de ano.

    Beijos, Caline
    Mundo de Papel

    ResponderExcluir
  23. Sushi vai ser minha próxima leitura, confesso que pelo tamanho me desestimulou um pouco mas depois dessa resenha vou dar uma chance. Vai ser o primeiro livro da Marian Keyes que vou ler.

    ResponderExcluir

Agradeço muito sua visita e peço que participe do blog, deixando um recadinho. Opiniões, idéias, sugestões, são muito importantes para fazer o blog cada vez melhor!
Assim que possível, retribuirei a visita.

Beijos, Julia G.