Voz do Coração - Michelle Willingham

Sinopse: A força de seu silêncio a tocou…
Finalmente, depois de anos de torturas brutais, Callum MacKinloch está livre de seus raptores – mas sua voz ainda está aprisionada. Seu grito não seria ouvido por ninguém, nunca. 
Apesar de invisíveis, as correntes de lady Marguerite de Montpierre podem prendê-la a um casamento cruel e sem amor. (Skoob)
WILLINGHAM, Michelle. Voz do Coração. Editora: Harlequin Books, 2013. 256 p.

Voz do Coração, é o terceiro livro da série O clã MacKinloch e esse também acabou sendo uma das  minhas melhores leitura de romances medievais de todos os tempos.

Aqui temos uma quebra de estereótipo o mocinho deixou de ser aquela perfeição toda e passou a ter suas próprias limitações, não que ele seja feio, longe disso, mas ele também não é perfeito da maneira que estamos acostumada a ler nesse tipo de livro. Callum é mudo, ele não nasceu assim, isso foi uma consequência de anos de torturas. Ambos os personagens são bem novinhos, isso meio que justiça a ingenuidade deles em determinados momentos.

Marguerite está noiva, a primeira vez que ela conheceu Callum foi quando ele ainda era prisioneiro de seu noivo. Bastou um pequeno gesto de bondade da parte dela para que um amor surgisse e com ele a vontade de Callum de viver novamente.

Nosso mocinho é extremamente forte, atencioso, apaixonado, os anos de torturas custaram muito para ele a constante humilhação dos seus captores o fato que ele viu muitos de seus amigos morrer, tudo isso foi criando um grande sentimento de impotência e destruindo sua confiança em si mesmo, mas então ele conhece Marguerite e encontra nela um novo motivo para viver.

Michelle Willingham não poderia ser mais perfeita escrevendo sobre um personagem mudo, a riqueza em detalhes foi extremamente cativante, quase me senti na guerra (ok, um pouco exagerada). O destino se encaminha de unir Callum e Marguerite novamente, esse amor impossível tem que encontrar uma forma de florescer. 

Nossos personagens estão presos por correntes invisíveis, Marguerite que é filha de Duque com um casamento arranjado e sem amor, e Callum com tudo o que já passou e que o impede de falar mesmo depois de ser liberto.

Essa é uma história muito comovente, os personagens foram muito bem escritos, as emoções e sentimentos muito bem detalhadas, mas a pergunta que fica é... O amor é realmente capaz de quebrar qualquer barreira, inclusive a social?

Enfim, amei reler esse livro, essa é uma leitura mais que recomendada, mas estejam preparados para uma montanha russa de emoções.
Marlene Conceição
Marlene Conceição

Apaixonada por livros, amante de séries, sonha em fazer um intercâmbio para estudar, ama ler livros ouvindo músicas de diferentes estilos, seu primeiro contato com a literatura foi através da saga Crepúsculo e desde então esse amor por livros só aumentou.

10 comentários:

  1. Como não li nenhum livro da série, fiquei curiosa com alguns detalhes, principalmente a prisão de Callum e como vai terminar esse romance. Deve ser uma historia que faz com que o leitor tenha muitos sentimentos e fique na torcida por Callum e Marguerite.

    ResponderExcluir
  2. Apesar de não ser fã de romances eu achei interessante esse livro, gosto de histórias passadas em outras épocas e curti o enredo da história.
    Mas apesar de ter gostado acho que não lerei por se tratar de uma serie.

    ResponderExcluir
  3. Que incrível quando os livros acabam causando uma quebra de estereótipo, porque da uma sensação nova ao ler. Vou confessar que o livro não me agradou muito, mas leria caso eu tivesse oportunidade.
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Marlene, que historia linda. Claro, bem típica dos romances medievais e históricos, mas não deixa de ser apaixonante. Eu mesma, se pudesse, só lia nesse estilo.
    É bem diferente o moço ser surdo mesmo. Já li um que era cego e foi muito emocionante também !
    Ótima dica de livro, beijos.

    ResponderExcluir
  5. Oi, Marlene!
    Eu não tenho costume de ler livros medievais, e nem conhecia a série, mas achei bem diferente a inserção do personagem mudo, nunca li nada do tipo. Acho que por causa disso seria uma boa experiência, independente do romance ser bom ou não.

    ResponderExcluir
  6. Esse livro já está na minha lista de leitura, curto muito um romance medieval e essa resenha me deixou ainda curiosa em conferi essa história que parece super emocionante.

    ResponderExcluir
  7. Olá Marlene, tudo bem?

    Não conhecia esse livro e não sou fãs dos livros da editora mas esse paRECE BEM LEGAL, DICA ANOTADA....BJS.


    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Oi, Marlene. EU amo romances de época e nunca li nada medieval, então já gostei da dica e já anotei. Sem contar que os romances de banda da editora Harlequin são ótimos, dá para mergulhar de cabeça na leitura e ainda amar os personagens.
    Beijo! Leitora Encantada

    ResponderExcluir
  9. Marlene!
    So bem fã dos romances medievais, principalmente as séries da Harlequin, são um sonho.
    Não li ainda nenhum dessa série, mas me encantei com o enredo onde a filha do Duque se apaixona pelo 'bárbaro'.
    “Capacidade de saber cada vez mais sobre cada vez menos, até saber tudo sobre nada.” (Millôr Fernandes)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de NOVEMBRO com 3 livros + BRINDES e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  10. Uaal Marlene! Que linda essa capa! Parece bem legal o enredo, eu qro ler!!
    Parabéns pela resenha!
    Bjs!

    ResponderExcluir

Agradeço muito sua visita e peço que participe do blog, deixando um recadinho. Opiniões, idéias, sugestões, são muito importantes para fazer o blog cada vez melhor!
Assim que possível, retribuirei a visita.

Beijos, Julia G.