Seis Anos Depois - Harlan Coben

Sinopse: Jake e Natalie se conheceram no verão. Eles estavam em retiros diferentes, porém próximos um do outro. O dele era para escritores; o dela, para artistas. Eles se apaixonaram e, juntos, viveram os melhores meses de suas vidas. E foi por isso que Jake não entendeu quando Natalie decidiu romper com ele e se casar com Todd, um ex-namorado. No dia do casamento, ela pediu a Jake que os deixasse em paz e nunca mais voltasse a procurá-la. Jake tentou esconder seu coração partido dedicando-se integralmente à carreira de professor universitário e assim manteve sua promessa...durante seis anos. Ao ver o obituário de Todd, Jake não resiste e resolve se aproximar de Natalie. No enterro, em vez de sua amada, encontra uma viúva diferente e logo descobre que o casamento de Natalie e Todd não passou de uma farsa. Agora ele está decidido a ir atrás dela, mas não imagina os perigos que envolvem procurar uma pessoa que não quer ser encontrada. (Skoob)
COBEN, Harlan. Seis Anos Depois. Arqueiro: 2014. 272 p.

Antes de começar, queria explicar que não costumo comprar um livro pela capa. No entanto, a arte de Seis Anos Depois me chamou a atenção. Aquele homem sentado sozinho em um banco, com um lago e uma floresta oculta pela neblina, transmitia uma solidão e um abandono que me comoveu. Corri a ler a sinopse e, além de encantado pela capa, também ganhei uma grande curiosidade pelo enredo romântico e sufocante. Quem nunca sofreu de amor que levante a mão. Pois é, ninguém levantou, não é? Enfim, vou ser honesto e, sem qualquer vergonha, admitir que não conhecia nenhuma obra de Harlan Coben, bem como não sabia nada sobre ele. Assim mesmo, comprei o livro. Minha expectativa era grande.

Me enganei completamente! O.O

Calma! O livro é bom. Não é isso que está pensando. Minha surpresa se deve ao fato de que o livro é mais um suspense policial do que um romance. Corri até a Wikipédia e confirmei. É o estilo de Coben criar esse tipo de históras. Tudo bem. Sem problema. Devidamente avisado, continuei minha leitura. ;>)

Jake é obstinado. Persistente. Incansável. E quanto descobre que a mulher de sua vida não se casou com Todd por amor, ele parte em busca dela e de respostas. Sua motivação é a esperança de que ela ainda o ame, afinal o casamento com Todd foi uma farsa.

É fácil gostar de Jake. Os dilemas que ele sofre à medida que os eventos acontecem, e ele vai descobrindo que a insistência em encontrar Natalie pode colocá-la em perigo, e que, talvez, a única forma de a deixar em segurança é dar meia-volta e desistir, me deixou angustiado. Eu também queria encontrar Natalie.

“Meu coração parou.
Na tela, havia apenas quatro palavras. Mas rasgaram meu peito como uma foice, tornando quase impossível respirar. Recostei-me na cadeira, perdido, enquanto as quatro palavras na tela pareciam me encarar:
Você fez uma promessa.”

Mas o livro não é apenas sobre Jake e Natalie. Tem Benedict, o melhor amigo de Jake e também professor da universidade. Ele é o típico cara que fica ao seu lado o tempo todo. Que gosta de você e faz tudo para ajudar. E que sempre esconde um segredo. Sinceramente? Gostei de Benedict tanto quanto de Jake. Mais na frente explico o motivo.

Existem outros personagens, mais ou menos importantes, que ajudam a compor a história e a desvendar o mistério. Nenhum deles chega a ser tão interessante e nem a despertar alguma emoção maior, mas é por isso mesmo que são secundários. ;>P

O estilo de escrita de Coben é o padrão do mercado hoje em dia. Linguagem fácil, pouquíssimo descritivo, o que deixou o livro fino, permitindo ser lido durante a novela que você não quer ver, ou no ônibus preso no trânsito.

Embora tenha gostado de Seis Anos Depois, mesmo não sendo o que esperava quando o comprei, preciso citar alguns deslizes. O primeiro, que mais me incomodou, é que é muito fácil descobrir o motivo da farsa e do desaparecimento de Natalie. Para quem assiste filmes policiais com regularidade, até na sinopse dá para sacar o que houve. Se não conseguir, tem a chance quando descobre a forma como Todd morreu. Aí, meu amigo leitor(a), fica muito evidente.

O segundo problema, é que depois que descobre o motivo, você se pergunta se uma conversa não teria resolvido todo o problema e evitado tanta confusão, sem falar em separar duas pessoas que se amam por tanto tempo. O próprio Jake faz essa pergunta a um outro personagem no meio do livro. A resposta do personagem é: por que não! O.O !!!!!! Beleza. Tudo bem. Vai ver Coben só se deu conta disso no meio do livro e, para não perder o trabalho, deixou por isso mesmo.

“– Por que não? – perguntou Jake. 
– Por duas razões – respondeu ele. – A primeira, porque isso não se faz. É parte das regras, de como compartimentamos as coisas.”

Por fim, a terceira coisa que me incomodou, mas nem tanto, porque foi de forma positiva, é a história de Benedict. Sério, quando li, fiquei mais emocionado do que com a de Jake. Coben podia ter invertido. Fiquei muito, mas muito comovido pelo personagem. Ele se sacrifica em prol de uma pessoa de uma forma muito mais forte e emocionante do que Jake. Ele me conquistou. O livro valeria a pena só por ele.

Leiam e depois me digam se não é verdade! ;>)


Carlos H. Barros
Carlos H. Barros

Carlos tem várias paixões: livros, gibis (muitos gibis), filmes, séries e jogos (muitos jogos de PC e consoles), fotografia, natação, praia e qualquer chance de viajar para conhecer novos lugares e pessoas. Lamenta o dia ter apenas 24 horas - é muito pouco -, e não saber desenhar. Autor também do blog Gettub

5 comentários:

  1. O livro parece ser muito interessante, estou bastante curiosa pra conferi essa história.

    ResponderExcluir
  2. Oie
    Esse foi o primeiro livro do autor que eu li e eu adorei. Bem do estilo policial que eu gosto.

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Oi Carlos!
    Eu adoro os livros do Harlan Coben, então esse com certeza vai para a lista de desejados!
    Gostei da resenha!

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Sora! :D
      Espero q leia sim, é um bom livro.

      Excluir
  4. sou suspeita pra falar pq amo os livros do Harlan Coben, sou super fã! Seis Anos Depois tem todos os ingredientes que os livros do Harlan nos propõe, sei que vou amar! personagens interessantes, situações idem. tá na minha lista com certeza.

    ResponderExcluir

Agradeço muito sua visita e peço que participe do blog, deixando um recadinho. Opiniões, idéias, sugestões, são muito importantes para fazer o blog cada vez melhor!
Assim que possível, retribuirei a visita.

Beijos, Julia G.