Quem é Você, Alasca? - John Green


Sinopse: Miles Halter é um adolescente fissurado por célebres últimas palavras que, cansado de sua vidinha pacata e sem graça em casa, vai estudar num colégio interno à procura daquilo que o poeta François Rabelais, quando estava à beira da morte, chamou de o "Grande Talvez". Muita coisa o aguarda em Culver Creek, inclusive Alasca Young, uma garota inteligente, espirituosa, problemática e extremamente sensual, que o levará para o seu labirinto e o catapultará em direção ao "Grande Talvez". Quem é Você, Alasca? narra de forma brilhante o impacto indelével que uma vida pode ter sobre outra. Um livro incrível que marca a chegada de Jonh Green como uma voz importante na ficção contemporânea. (Skoob)

GREEN, John. Quem é Você, Alasca? WMF Martins Fontes: 2010. 229 p. 


Acho que muita gente não sabe, mas Quem é Você, Alasca? é o primeiro romance do John Green e, além disso, é de longe o meu favorito. Inclusive, se você nunca leu nada dele, recomendo que comece por esse aqui, mesmo sendo A Culpa é das Estrelas o seu romance mais famoso. Na minha opinião, é aqui que você conhece a essência do autor. 

Nessa história, que é narrada por Miles Halter, conhecemos a típica história de um adolescente que sai de casa para estudar. O garoto vai para um internato no Alabama e um dos seus grandes desejos é encontrar a resposta para o seu "Grande Talvez". Miles é aquele tipo de garoto magrinho, solitário e que não tem nenhum amigo. Além disso, tem uma incrível peculiaridade: coleciona últimas palavras. 

Miles divide quarto com um garoto que rapidamente se torna seu amigo, Chip Martin, mais conhecido como Coronel. Coronel, é claro, é o responsável direto por apresentar Miles à queridinha da história, Alasca. A garota é totalmente apaixonante, geniosa e muito, mas muito instável mesmo. Além dessa personalidade forte, Alasca AMA ler, é viciada em sexo e, assim como Miles, tem um propósito na vida: como sairá do grande labirinto que é sua vida. 

"Por que você fuma tão depressa?", perguntei.
Ela me olhou e abriu um sorriso largo, e um sorriso assim 
tão largo em seu rosto estreito talvez lhe desse um ar meio tolo 
não fosse a inquestionável elegância de seus olhos verdes. Ela sorriu 
com todo o encantamento de uma criança na noite de Natal e disse:
 "Vocês fumam para saborear. Eu fumo para morrer".

Muito provavelmente, a coisa que me fez gostar tanto desse livro é o fato de a história girar em torno da Alasca, apesar do Miles ser o personagem principal. Gostei muito disso porque, além da minha personalidade ser exatamente igual a da garota, também nos parecemos bastante fisicamente. E cá pra nós, é fantástico encontrarmos personagens fictícios parecidos com a gente, não é? 

Mas o melhor de tudo é que o livro é totalmente imprevisível. Você simplesmente não imagina o que vai acontecer nas páginas seguintes e pasme: você não vai acreditar de jeito nenhum no que realmente acontece. Assim como todo livro do John Green, Quem é Você, Alasca? é apaixonante desde as primeiras páginas. 

Durante a leitura, pensei bastante no quanto as nossas escolhas afetam nossas vidas e a das pessoas que são próximas a nós. O autor também nos mostra, através dos personagens incríveis, que ninguém é perfeito. Somos simplesmente humanos, como todos os defeitos e qualidades. 

O livro é bastante curto, mas tem uma moral imensa. Green deixou totalmente claro que qualquer atitude relativamente drástica que tomamos vai afetar nosso futuro e, além de tudo, me mostrou o quanto o amor, apesar de lindo, pode ser destrutivo.

Ana Clara
Ana Clara

Amante de livros sonha em ter uma biblioteca gigantesca em casa. Lê qualquer coisa que colocarem na frente, desde biografias a rótulos de shampoo. Detesta cachorros e, para ela, os gatos são as criaturas mais fantásticas do mundo. Quando o assunto é música, não cansa de mostrar seu amor pelos Beatles, além de ser fã de fé dos Engenheiros do Hawaii. Também é apaixonada por MPD e louca por O Teatro Mágico do último fio de cabelo até a planta dos pés. Se quiserem saber mais, acompanhem também o blog Roendo Livros.

6 comentários:

  1. Eu gostei bastante desse livro, porém já tinha lido Cidades de Papel antes e tem quase a mesma premissa que Quem é você, Alasca? o que me fez não gostar tanto quando Cidades.rs Mas é sim um bom livro e gostei muito da moral e das reflexões que ele traz nos personagens <3

    Beijos
    http://mon-autre.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jeniffer!

      Sério? Não achei tantas semelhanças assim. Vai ver que é porque de todos os livros do Green, o que eu menos gosto é "Cidades de Papel". Mas que bom que mesmo assim você gostou!

      Beijo!

      Excluir
  2. Oi, Ana! Já estive para ler esse livro várias vezes, mas sempre deixo pra lá, principalmente porque não gostei de A Culpa é das Estrelas (ixi, calma, não briga comigo!), mas acho que é bobagem... sua resenha me deu curiosidade... um dia destes pego ele e leio. Asb

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Carlos!

      Calma que eu não te bato não! "A Culpa é das Estrelas" é bom, mas acho que as pessoas o adoram demais, sem motivos. Chorei, achei lindo, mas já li muitos livros melhores. Talvez você goste de "Quem é Você, Alasca?". *-*

      Excluir
  3. Oi Ana

    Apesar de ter lido apenas esse livro e ACEDE do John, esse também é de longe meu favorito.
    Faz um longo tempo que eu li e lembro de poucos detalhes, ainda assim ele me marcou o suficiente pra que eu sempre lembre dele com carinho e recomende como leitura.
    Tenho vontade de reler e viver todas as emoções de novo.

    Beijos
    mundo-de-papel1.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Eu queria muito ler esse livro, já que li o "A culpa é das estrelas" e achei incrível!

    ResponderExcluir

Agradeço muito sua visita e peço que participe do blog, deixando um recadinho. Opiniões, idéias, sugestões, são muito importantes para fazer o blog cada vez melhor!
Assim que possível, retribuirei a visita.

Beijos, Julia G.