Ajin - Gamon Sakurai

Sinopse: Kei Nagai está focado nos seus estudos para entrar em uma Faculdade de Medicina e vive uma vida mediana com falsos amigos, enquanto pensa apenas em como vencer na vida... até o dia em que descobre ser um Ajin, uma entidade imortal! Encurralado pela polícia e pela sociedade, que sai à sua caça para submetê-lo a experiências científicas, seu único aliado é Kai, um antigo amigo de infância com quem havia cortado relações! (Skoob)

SAKURAI, Gamon Ajin. Editora Panini, 2016. 232 p.

Não se sabe ao certo o que é um Ajin. Sabe-se que são imortais, que podem paralisar as pessoas com o uso da voz, que possuem a forma humana e que, inicialmente, quem é, não sabe que é. Para a pessoa descobrir que é um Ajin, precisa morrer. Então, ela simplesmente renasce. Se perder qualquer parte do corpo, ele é reconstruído. Além disso, possui uma criatura que só ele pode ver, que flutua e que pode matar com apenas um golpe.


Kei descobre que é um Ajin quando é estraçalhado por um caminhão. Segundos depois, seu corpo está como se nada tivesse acontecido, e as visões da tal criatura, que ele tinha na infância, tornam-se permanentes, além de que ele passa a poder controlá-la.


Só que os Ajins são caçados pelas autoridades para estudo e outras finalidades escusas. Quando os colegas de Kei assistem ao seu atropelamento e à sua ressurreição, chamam a polícia, e começa uma caçada pela captura do garoto, que conta apenas com a ajuda de Kaito, seu melhor amigo, para escapar.


Os dois, Kei e Kaito, combinam e cativam. Kei não sabe o que fazer, não sabe o que está acontecendo com ele e nem o que significa a presença daquela criatura flutuante ao seu lado. Já Kaito escondeu algo. Ele sabe mais do que mostra. Mas não de forma perigosa ou negativa. Ele é corajoso e faz de tudo para ajudar e proteger o amigo.


Os desenhos de Ajin são lindos. O preto e branco, com tonalidades, combina de forma perfeita com a figura ameaçadora e assustadora do avatar de um Ajin. Os traços são arredondados e cheios de riscos, padrão da cultura japonesa, para dar a sensação de rapidez. A ação é ininterrupta e de tirar o fôlego.

No primeiro volume, que foi lançado este mês e que pode ser encontrado na maioria das bancas e comic shops, são apresentados os principais mistérios, que são muitos. Não conhecia o mangá quando comprei, mas fiquei apaixonado assim que terminei a leitura.


Todos os episódios da primeira temporada do anime, que está bastante fiel ao mangá, estão disponíveis na Netflix. A qualidade da animação surpreende e a movimentação dos Ajins, bem como as lutas, são excelentes.
Carlos H. Barros
Carlos H. Barros

Carlos tem várias paixões: livros, gibis (muitos gibis), filmes, séries e jogos (muitos jogos de PC e consoles), fotografia, natação, praia e qualquer chance de viajar para conhecer novos lugares e pessoas. Lamenta o dia ter apenas 24 horas - é muito pouco -, e não saber desenhar. Autor também do blog Gettub

15 comentários:

  1. As primeiras linhas da sinopse tavam até normais kkk depois chegou uma coisa louca de Ajin. Percebi que é meio infantil, ne ?! Não gostei muito, não tem muito a ver com minhas leituras.
    Mas não vou negar que achei as imagens bem bonitas.
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Bruna!
      Infantil? Não! Pelo contrário. É de terror, violento e cheio de ação. Existem muitos mangás que dão surra nos livros em termos de história. Esse é um deles. Pena que muitos não leem por acharem exatamente isso: que são voltados para crianças. Espero que mude de ideia. Posso recomendar outros que são, inclusive, baseados em fatos reais.
      Bjs

      Excluir
  2. Que história bizarra, hein? Não sei se faz muito sentido, mas geralmente essas histórias de mangá/anime nunca fazem muito. Gostei da ideia e parece super divertido, mas prefiro muito mais assistir do que ler, para ser sincera. Quem sabe um dia?
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oii Carlos!
    Aah que legal!!! Gostei mto das ilustrações, a capa eh super diferente, uma história mto bacana tbm, já qroooo!

    ResponderExcluir
  4. Oi, Carlos!
    Gostei muito da dica, apesar de não estar acostumada a ler mangás. Mas a premissa desse me chamou a atenção e a capa está muito legal. E as ilustrações estão super bacanas, parece uma história que prende a atenção. Vou tentar assistir o anime também. Obrigada pela dica. Abraços.

    ResponderExcluir
  5. Carlos!
    Nessa semana fiz uma busca incansável por mangás em minha cidade e só encontrei livros da Marvel,mangás que é bom, nada...
    Vou ter de comprar pela net mesmo.
    Adorei esse, principalmente porque as gravuras são em preto e branco e trazem mais realidade a história.
    “Demore na dúvida...E descubra a sabedoria que insiste em se esconder na ausência de palavras.”(Padre Fábio de Melo)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de SETEMBRO com 3 livros + BRINDES e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Todos os mangás são em preto-e-branco rsssssss ;)

      Excluir
  6. Nunca fui fã de mangás, durante toda minha vida só li os da Sakura hahaha. Não sei pq mas não consigo gostar das histórias e com esse não foi diferente, talvez seja um pouco de preconceito mas acho bem dificil eu ler algum mangá.

    ResponderExcluir
  7. eu ainda não li os mangás. tava assistindo o anime no netflix e tava gostando (nem sei pq eu parei - ah, lembrei o kei é um personagem muito estranho!!) e acabei achando outro anime que me chamou mais atenção e acabei deixando de lado.
    enfim... eu achei a história bem instigante, a ideia dos ajins é bem diferente. agora o problema é arranjar tempo para assistir
    quanto a ler, não sei... o que eu mais gostei foram as cenas de luta então acho que vou ficar só no anime mesmo.

    p.s. tem um dos comentários que diz:"ah parece ser infantil " essa mania de associar desenhos com crianças é bem complicado
    p.s 2 devia ter colocado o trailer

    ResponderExcluir
  8. Curto muito mangá, a história parece ser ótima, essa resenha me deixou bastante interessada em conferi isso tudo.

    ResponderExcluir
  9. Não costumo ler mangás, mas acho muito legal sempre que leio. Fiquei curiosíssima com essa história, já quero saber o que acontece com o Kei. Vou procurar também o anime do Netflix pra assistir depois.

    Abraços :)

    ResponderExcluir
  10. Não tenho o habito de ler mangá mas me interessei pela historia, achei os Ajiin bem interessantes e o que podem fazer e as ilustrações são bem legais, não conhecia o desenho vou ver na Netflix para assistir.

    ResponderExcluir
  11. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  12. Que história louca,de estudante de medicina para um Ajin,nunca li mangás,mas esse me deu vontade ler agora.Quero saber mais sobre essa história e como vai ficar a vida de Kei Nagai.Gostei muito da capa do mangá.

    ResponderExcluir

Agradeço muito sua visita e peço que participe do blog, deixando um recadinho. Opiniões, idéias, sugestões, são muito importantes para fazer o blog cada vez melhor!
Assim que possível, retribuirei a visita.

Beijos, Julia G.