Conjuntando #18: Leitura que Resgata


Imagino que algumas pessoas que acompanham o blog mais de perto saibam que sou estudante de Direito, e tenho que dar graças que o curso não se faz apenas de Direito Penal. Mas ele existe e é necessário.

Nesta área, já fui de ter opiniões bastante radicais. Mas estou, aos poucos, mudando. Não porque estou querendo defender quem comete atrocidades, nem por causa do tão falado grupo que apoia os direitos humanos. Simplesmente porque não é bom para nenhum de nós. Eu ainda tenho uns pensamentos bem cruéis quando ouço falar de alguns casos, mas, como comentei antes, estou mudando.

E eis que, dia desses, lendo algumas matérias com relação ao curso, encontrei algo que considerei bem interessante trazer aqui para o blog. Intitulada Leitura que Resgata, a matéria foi escrita por Tuane Roldão, veiculada no Jornal A Notícia, de Joinville, e que pode ser lida na íntegra AQUI. Resumidamente, trata da possibilidade de redução de pena por meio da leitura.

Semanalmente, os presidiários recebem nas celas uma lista com os títulos disponíveis para empréstimo, escolhem a obra e assinalam se desejam fazer a resenha ou apenas ler. Têm 30 dias até a entrega do texto. A resenha será produzida em sala de aula, com acompanhamento e instrução de uma equipe de pedagogos. Dessa forma, além de dar a oportunidade para o detento tirar dúvidas, a escrita supervisionada garante que não haja qualquer tipo de fraude. As redações são enviadas ao juiz, que concede ou não a remissão de até quatro dias de pena por mês de leitura. Assim, a cada ano, o preso poderá ter um desconto de, no máximo, 48 dias da sua pena total, com a leitura de 12 livros. A análise levará em conta a forma e o conteúdo do texto, além do nível de escolaridade do autor.

Para nós, leitores, que sabemos a importância que o livro tem, dá para "sentir" o quanto esse projeto pode ser útil, não? Além de permitir e abrir a cabeça aos presos, dá oportunidades de aprender, de se reintegrar.

“Por meio dos livros, os indivíduos ampliam seus horizontes e objetivos de vida. Os apenados, ao terem contato com livros, ganham a chance de voltar para a sociedade com intenção de produzir para o coletivo.”

 Para quem gosta de assuntos assim, de aspecto social, vale a pena ler a matéria completa.

Beijos



Ju - Conjunto da Obra
Ju - Conjunto da Obra

Apaixonada pela leitura desde a infância, tantos livros lidos que é impossível quantificar. Alguém que vê os livros como uma forma de viajar o mundo e lugares mais incríveis que possam ser criados pela imaginação, sem precisar sair do lugar. Tem o blog como uma forma de dividir experiências e, principalmente, as emoções que as leituras despertaram, para compartilhar idéias e aproveitar sugestões de leitura, envolvendo mais e mais pessoas em um mundo onde a imaginação não tem limites.

19 comentários:

  1. Bom dia Julia,

    Gostei do post...minha esposa é advogada e odeia penal, mas acho interessante o incentivo...temos sempre que acreditar na melhora das pessoas...abraços.


    devoradordeletras.blogspot.com.br


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade Marco, mas em algumas pessoas tenho pouca fé, viu?

      Excluir
  2. Oi Ju*

    Menina, faz tempos que eu visito o seu blog e acho que ainda não sabia que você estudava direito :O
    Eu ja havia lido esta matéria e achei bem interessante.

    Beijos*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Legal, né Nessa? Acho interessante esse tipo de trabalho com a leitura.

      Excluir
  3. hum... eu tenho uma opinião bem dura quanto a questão penal no país,a idéia é válida? sim, é,mas dependendo do que o preso em questão tenha feito,a leitura deveria ser parte da recuperação,junto com trabalho.a leitura,deveria vir como um complemento. bj Lu!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Claro que sim, tudo tem que vir junto. Uma coisa nem funciona sem a outra.

      Excluir
  4. Bem interessante! Eles tem algum lugar na qual divulgam as tais "resenhas" ou só o juiz mesmo tem acesso? Quem sabe alguns nao entram pra blogosfera quando sairem da prisao?

    Beijokas
    escolhasliterarias.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oi Julia!
    Não concordo muito com essa iniciativa... Mas vou ler a matéria completa para poder formar minha opinião.

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sora, há algum tempo também seria contra. Mas a gente repensa algumas coisas.

      Excluir
  6. Oi Julia.
    Bem interessante o post. É um bom incentivo que pode ajudar alguns detentos. Vou ver se leio a matéria completa.
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Alinne, se se interessa por essa área, vale a pena ler.

      Excluir
  7. gente que legal.
    é um bom incentivo olha :) gostei

    ResponderExcluir
  8. Não sou muito dessa área
    Mas gostei da dica

    Beijos
    @pocketlibro
    http://pocketlibro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Oie Ju =)

    Acredito que sempre que estamos de fora de uma situação tendemos a ter opiniões mais radicais, é do proprio ser humano mesmo... infelizmente.

    Bem interessante a matéria, não deixa de ser uma forma de incentivar os detentos.

    Ótimo post!


    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É exatamente isso que quis dizer Ane. E acho que radical nunca é bom.

      Excluir
  10. Oi Julia! Acho que o incentivo à leitura é sempre bem vindo, a educação no todo é muito bem vinda, e acho bem legal atingir tida a população, não só os presos, como fala nesta matéria, mas todos que não têm acesso à livros e orientações.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também acho Cida, a educação é válida para todos ;)

      Excluir
  11. O post é super interessante, não sabia sobre o projeto.
    Sendo bem sincera, eu sou muito radical em relação ao assunto e por mais que seja ótimo esse acesso à literatura, não consigo concordar com o esquema de diminuição da pena. Mas, já alcancei o nível máximo de incredulidade em nosso país, nada mais me afeta.

    Bjs,
    Kel
    www.itcultura.com.br

    ResponderExcluir

Agradeço muito sua visita e peço que participe do blog, deixando um recadinho. Opiniões, idéias, sugestões, são muito importantes para fazer o blog cada vez melhor!
Assim que possível, retribuirei a visita.

Beijos, Julia G.