O retorno - Victoria Hislop


“Em sua terceira ou quarta dança, cada uma com um novo estranho, Sonia começou a sentir-se menos inibida. Não precisou mais dizer aos seus pés para que lado ir e parou de contar os compassos. Tivera certa vez uma noção fugidia de como seria aquilo ao ver os professores cubanos em Londres, observando a impressão nos rostos deles revelar que estavam dançando com a alma e não com a mente. [...] Agora sabia qual era a sensação. O encantamento da dança repercutia fundo dentro dela.” (p. 67)

HISLOP, Victoria. O retorno. Dor e paixão na Espanha devastada pela guerra. Rio de Janeiro: Intrínseca, 2010. 403 p.


Sonia estava soterrada pelo tédio do dia a dia em Londres e o peso de um casamento fracassado, e encontrou nas aulas de salsa uma paixão pela qual se alegrar. Para comemorar o aniversário de sua melhor amiga, as duas viajaram de férias para Granada, na Espanha, com aulas de dança marcadas e planos para noites de dança e diversão.

Quase no fim de sua viagem, Sonia encontrou um confortável Café, repleto de fotos de outra época, que remetiam à história espanhola e às consequências da Guerra Civil que marcou o país. E foi Miguel, proprietário do Café El Barril, quem contou para Sonia a história da família Ramírez durante os anos de tragédias.

Dificilmente alguém se pode dizer totalmente desconhecedor do que foi a Guerra Civil Espanhola, pois provavelmente ouviu falar ao menos de Guernica ou de Francisco Franco em algum momento. E é nesse contexto, a partir da década de 1930, que se desenvolve o enredo de O retorno, de Victoria Hislop.

Demorei um tempo para consegui escrever essa resenha, depois de ler o livro, principalmente pelo choque que a leitura me causou. Talvez, nesse meio tempo, tenha perdido detalhes em minha mente, mas outros foram tatuados nela. Se todos sabem que qualquer guerra jamais é boa e que sempre vem impregnada de horrores, pior ainda é ler detalhes do que aconteceu ou poderia ter acontecido e saber que o que está escrito é apenas um molde de toda a realidade, das atrocidades cometidas e das diversas vidas que se perderam.

Victoria Hislop conseguiu compor os momentos horríveis com delicadeza, o que facilita a leitura; mas isso não a torna menos dolorosa. A autora mostrou como o sentimento de desconfiança se alastra e, a partir disso, os seres humanos se digladiam, atacam-se sem qualquer compaixão, até mesmo aqueles que cresceram juntos matando-se uns aos outros; e mostrou o que a guerra faz com os homens, retirando-lhes qualquer humanidade. Toda a história do livro é inconcebível, chocante, entristecedora, mas é real, ou pelo menos foi. Trouxe consigo o sentimento de completa impotência, principalmente porque, naquele momento de guerra, o que se sobressaía era o pior lado de cada pessoa.

“Alguns desses incidentes começaram como simples brigas de rua, 
com xingamentos, empurrões e trancos.
Em segundos, podiam se transformar em lutas de verdade entre rapazes qye,
em muitos casos, tinham crescido juntos jogando bolas nas ruas.
O mesmo labirinto de ruas apertadas, com seus nomes doces,
Silencio, Escuelas, Duquesa,
antes lugares onde se realizavam intermináveis brincadeiras infantis de pique-esconde,
transformaram-se em cenários de perseguições aterradoras.” (p. 208)

Acompanhamos apenas o que aconteceu com a família Ramírez, e isso já traz sofrimento o bastante, visto que o que aconteceu naquela casa espelhava o que acontecia por toda a Espanha. A guerra era como uma vírgula na vida de grupos de pessoas, que não viviam realmente, esperando-a terminar; para outros, era um ponto final.

Mas o livro não é apenas isso. O livro é a Espanha, sua dança, vibrante na alma, sua tradição, as touradas, as emoções que isso traz, narradas belamente pela autora, mesmo para aqueles que não concordam, e a cultura como um todo. E é romance: lindo e extremamente improvável, rodeado de concessões, de amor. O retorno é daqueles livros que mexem com quem o lê e é, em suma, imprevisível, triste e encantador.




Ju - Conjunto da Obra
Ju - Conjunto da Obra

Apaixonada pela leitura desde a infância, tantos livros lidos que é impossível quantificar. Alguém que vê os livros como uma forma de viajar o mundo e lugares mais incríveis que possam ser criados pela imaginação, sem precisar sair do lugar. Tem o blog como uma forma de dividir experiências e, principalmente, as emoções que as leituras despertaram, para compartilhar idéias e aproveitar sugestões de leitura, envolvendo mais e mais pessoas em um mundo onde a imaginação não tem limites.

6 comentários:

  1. Oie Ju =)

    Não conhecia o livro, mas depois de ler essa sua resenha linda necessito ler ele ontem!!!
    Gosto de livros que tenham esse toque de drama e de realidade. Eles sempre são tão verdadeiros e emocionantes que mesmo após termos terminado a leitura, continuam sendo marcantes.

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
  2. Oi,
    Não conhecia o livro e nem a autora, mas gostei bastante da indicação. Nunca li nada que falasse da Guerra Civil na Espanha (a não ser no colégio, claro). Eu gosto sempre de livros que retratam a realidade da guerra, mas a maioria dos que já li falam da segunda guerra mundial. Esses livros sempre costumam ser pesados (independente da escrita por conta da temática) e tristes, mas muitos são encantadores ao mesmo tempo, como vc disse que esse é. Achei mto boa msm a indicação.
    Tem postagem nova no meu blog
    posso contar com a sua visita?
    bjinhus

    -TÍTULOS DE LIVROS

    ResponderExcluir
  3. Não conhecia esse livro
    Mas depois dessa resenha, fiquei bem curiosa a respeito
    Ótima dica
    Já estou seguindo ;)

    Beijos
    @pocketlibro
    http://pocketlibro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Oii!
    Não conhecia o livro =O parece ser bem interessante, mas não sei se é uma leitura que teria agora :/ acho que não é o momento pra mim.
    Adorei a sua resenha =)

    Abraços,
    Marinah | Blog Marinah Gattuso
    Não deixe de acompanhar a nossa FanPage
    Conheça a loja O Céu de Laura

    ResponderExcluir
  5. Oi Ju*
    Você me deixou bem curiosa para ler, parece ser emocionante o livro. beijos

    ResponderExcluir
  6. Olá, bom a sua resenha é ótima me deixou curiosa para ler o livro! Que parece ser uma história bem interessante!! Beijos e parabéns pelo blog!! ^^

    ResponderExcluir

Agradeço muito sua visita e peço que participe do blog, deixando um recadinho. Opiniões, idéias, sugestões, são muito importantes para fazer o blog cada vez melhor!
Assim que possível, retribuirei a visita.

Beijos, Julia G.