De coração para coração - Lurlene McDaniel

Sinopse: Da autora best-seller Lurlene McDaniel, De coração para coração fala de perdas, amor e renovação. Fala também da maneira como esses sentimentos tão complexos se entrelaçam, nos momentos mais difíceis, nas relações familiares e de amizade.
Elowyn e Kassey são grandes amigas, que dividem tudo. Mas uma coisa Elowyn não contou para Kassey: ao tirar a carteira de motorista, ela marcou a opção “doadora de órgãos”. Kassey descobre esse detalhe da vida da amiga da maneira mais trágica – quando o desejo de Elowyn está prestes a ser atendido.
Arabeth nunca teve a sorte de ter uma melhor amiga. Com o coração doente, ela leva uma vida protegida de tudo e de todos. Até que, aos 16 anos, recebe o telefonema que tanto esperava — mas inicialmente ela e sua mãe não sabem a quem devem agradecer. Quando os mundos dessas três meninas e de suas famílias se cruzam, suas vidas se transformam de maneira nunca imaginada. Kassey, especialmente, encara os fatos como uma forma de manter viva a memória de sua querida amiga. Ela passa a compartilhar da nova vida de Arabeth, ao mesmo tempo em que ajuda a aliviar o sofrimento da família de Elowyn e a compreender a sua própria dor. (Skoob)
MCDANIEL, Lurlene. De coração para coração. Ribeirão Preto, SP: Novo Conceito Editora, 2013. 208 p.


Ainda crianças, Kassey e Elowyn se tornaram inseparáveis. Mesmo quando o namoro de Elowyn impedia que elas tivessem tanto tempo quanto antes juntas, nada poderia abalar aquele sentimento que as unia, quase como irmãs. Nada as separaria, salvo o acidente que tirou a vida de Elowyn.

Doadora de órgãos, opção que fez ao marcar na carteira de motorista, Elowyn devolveu a vida de outra garota: Arabeth. Esta, que tinha o coração fraco desde pequena, finalmente podia sentir o sangue fluir com força por suas veias, pelas quais passaram a fluir também sensações e emoções que ela antes desconhecia, porque provavelmente não eram dela.

“Este era o melhor presente do mundo. Eu tinha liberdade. Alguns trabalhos como o de babá manteriam o tanque cheio até que o verão chegasse. Cheguei ao semáforo, virei à direita. Liberdade! Então, o que eu faria com ela? Reduzi a velocidade. A única pessoa no mundo com quem eu queria sair não estava mais aqui. Meu coração desmoronou. Eu dirigi sem destino. Minutos depois, sem ao menos perceber como eu tinha chegado lá, me dei conta de que estava na rua de Elowyn, em frente à sua casa. Parei o carro na rua, deixei o motor ligado e encarei a casa de tijolos aparentes onde ela tinha morado. Talvez devesse entrar e falar oi. [...] Mas eu não conseguia chegar à porta da frente.” (p. 71)

De coração para coração, escrito por Lurlene McDaniel, não poderia ter um título mais adequado. Além do sentido literal dele, em razão do transplante, também a subjetividade dos sentimentos são consideradas. Lurlene optou por trabalhar com um conceito novo, da memória celular, que ainda é incompreendido pela ciência mas que já não pode ser negado. A autora, inclusive, faz uma nota bastante interessante sobre suas intenções quanto à obra e ao tema, que ajudou a não entrar na história às cegas.

Com pouquíssimas páginas e letras relativamente grandes, a história se torna extremamente rápida. A simplicidade da escrita contribui também para conclusão do livro em poucas horas, mas essa velocidade não pode ser confundida com superficialidade. Apesar de não se aprofundar muito na explicação do tema – principalmente pelo fato de que ainda não há explicação -, a autora conseguiu criar toda uma trama em torno disso e, mesmo que usasse poucas palavras para narrar as cenas, ela conseguiu transmitir nas entrelinhas todos os sentimentos necessários para envolvimento com a trama, inclusive fazer transbordar algumas lágrimas.

McDaniel conseguiu explorar os conflitos sentimentais que se desenvolveram depois do transplante e do contato entre Arabeth e os pais e amigos de Elowyn. Arabeth tinha “lembranças sentimentais” sobre todas aquelas pessoas e queria conhecê-las; a recíproca era verdadeira, mas nada alterava o fato de que Elowyn havia partido. No entanto, não dá para dizer que houve uma conclusão para esses conflitos, apenas uma meia solução. Senti que o final ficou em aberto, e isso impediu que o livro gravasse em mim uma impressão mais forte.

Gostei da história e das diversas ramificações que ela trouxe, até para quem se interessar pelo assunto e ir além dela. Não foi um livro surpreendente, mas se fez uma leitura agradável e satisfatória.



Ju - Conjunto da Obra
Ju - Conjunto da Obra

Apaixonada pela leitura desde a infância, tantos livros lidos que é impossível quantificar. Alguém que vê os livros como uma forma de viajar o mundo e lugares mais incríveis que possam ser criados pela imaginação, sem precisar sair do lugar. Tem o blog como uma forma de dividir experiências e, principalmente, as emoções que as leituras despertaram, para compartilhar idéias e aproveitar sugestões de leitura, envolvendo mais e mais pessoas em um mundo onde a imaginação não tem limites.

9 comentários:

  1. Parece um daqueles livros que lemos sem esperar muita coisa...
    Ainda estou pensando se irei ler!
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  2. EI Julia

    Eu não peguei este, não tive muito interesse em ler. Que bom que você gostou, acho a premissa interessante, mas não teve nada que me chamasse muito a atenção.
    bjs

    ResponderExcluir
  3. Olá Julia,
    Eu acabei não solicitando esse livro, mais agora com a sua resenha acho que gostaria de lê-lo....abraços.

    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. quando vi o título pensei que fosse algum livro de auto ajuda. muito bom saber que não é, pelo contrário, me pareceu uma história bonita, emocionante, e bem humana. os personagens tem um aprendizado difícil, acredito que o livro apesar de curtinho, passe uma mensagem linda. vou marcar como desejado com certeza =)

    ResponderExcluir
  5. Oi Ju*
    Achei a temática do livro bem diferente e parece ser emocionante, gostei.
    Essa capa é linda.

    Beijos*

    ResponderExcluir
  6. Deve ser uma leitura meio dolorida, mas creio que proporcione bons momentos de reflexão.

    Um abraço, Julia!

    Sacudindo Palavras

    ResponderExcluir
  7. Oii!!!
    Parece um livro com uma história muito boa, fiquei curiosa para conhecer os personagens!
    Beijos

    Elidiane
    Leitura Entre Amigas

    ResponderExcluir
  8. Oie Julia =)

    O livro parece conter uma história linda e emocionante. A principio pensei que fosse um livro de auto-ajuda, mas agora depois de ler sua resenha percebi que é algo diferente do tipo que eu de ler.

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary


    ResponderExcluir
  9. Oi Júlia, não solicitei esse livro a NC por causa da cotação baixa no Goodreads e eu tinha pouco espaço na minha estante da Página de Vantagens. Não é um livro que me empolga muito, mas acho que pela trama trazer um assunto tão delicado e diferente, eu me arriscaria a ler.

    Beijos
    Caline - Mundo de Papel

    ResponderExcluir

Agradeço muito sua visita e peço que participe do blog, deixando um recadinho. Opiniões, idéias, sugestões, são muito importantes para fazer o blog cada vez melhor!
Assim que possível, retribuirei a visita.

Beijos, Julia G.