Incendeia-me - Tahereh Mafi

Sinopse: UM DIA EU POSSO ROMPER UM DIA EU POSSO R O M P E R E ME LIBERTAR NADA MAIS VAI SER IGUAL O destino do Ponto Ômega é desconhecido. Todas as pessoas com quem Juliette se importa podem estar mortas. Talvez a guerra tenha chegado ao fim antes mesmo de ter começado. Juliette foi a única que restou no caminho d O Restabelecimento. E sabe que, se ela sobreviver, O Restabelecimento não sobreviverá. Entretanto, para destruir O Restabelecimento e o homem que quase a matou, Juliette vai precisar da ajuda de alguém em quem nunca pensou que pudesse confiar: Warner. Enquanto eles lutam juntos para combater o inimigo, Juliette descobre que tudo que ela pensava saber sobre seu poder, sobre Warner e até mesmo Adam era uma mentira. (Skoob)
MAFI, Tahereh. Incendeia-me. Ribeirão Preto, SP: Novo Conceito Editora, 2014. 


A trilogia Estilhaça-me me pegou de surpresa. Li o primeiro livro esperando algo, mas logo me vi envolvida em um enredo completamente diferente – e muito melhor do que eu imaginava. O segundo volume pareceu um aquecimento, um meio termo entre a introdução e aquilo que ainda estava por vir e, apesar de não entregar o jogo, deu um gostinho do Tahereh Mafi preparava. Agora, Incendeia-me veio para abalar estruturas, enfeitiçar os que ainda resistiam e derreter de vez todo o gelo de nossos corações.

"Palavras, eu penso, são criaturas muito imprevisíveis. Nenhuma arma, nenhuma espada, nenhum exército nem rei um dia será mais poderoso que uma frase. As espadas podem cortar e matar, mas as palavras vão golpear e ficar..." (p. 116)

Juliette mudou, intensamente agora. O leitor percebe logo essa mudança, e a personagem também, e isso reflete inclusive nos pequenos detalhes, bem como na própria narrativa, feita em primeira pessoa pela protagonista: não há um único tachado em todo o livro, o que mostra que a insegurança é algo que está fora do vocabulário de Juliette; bem resolvida, suas palavras têm uma nova força e, além das belas frases que sempre se fizeram presentes na escrita de Mafi, há agora uma intensidade que deixa o leitor inebriado. É fácil se perder na leitura e esquecer de todo o resto. 

Se existia dúvidas em relação ao triângulo amoroso, toda e qualquer barreira existente é derrubada neste livro, e os sentimentos desaguam com tanta força que nenhum argumento contra conseguiria resistir. É o certo e o perfeito se concretizando de uma só vez. E é tanto, mas tanto amor neste livro, que é quase como se nossos corações pudessem explodir ou, pelo menos, saltitar de felicidade.

"E nós somos aspas, invertidas e de ponta-cabeça, agarradas uma à outra no final desta sentença de vida. Presos por vidas que não escolhemos". (p. 282) 

Porém, como nos livros anteriores, a obra não trata apenas de romance. O “poderes especiais” são trabalhados com maior clareza e existe uma guerra a travar. Essa mistura dá o toque de adrenalina na medida para as cenas de ação, que sempre estão bem colocadas no contexto, sem destoar de todo o resto. 

E os personagens... são simplesmente fantásticos. Às vezes me questiono como a autora conseguiu passar para o papel características tão bem delimitadas sem se perder e ainda nos conquistar tão profundamente. Warner e Adam, com suas qualidades e imperfeições, já tinham seu espaço cativo, mas James, todo o Ponto Ômega e – principalmente – Kenji, conseguiram mostrar facetas lindas e inesperadas. 

Sentirei falta de todos eles, mas sinto que não poderia ter sido melhor. Talvez, apenas, a história merecesse um capítulo mais para contar o depois, sem deixar reticências tão grandes. Ainda assim, terminei a leitura com a sensação de “dever cumprido”, um calorzinho no coração, e intensamente apaixonada pela saga criada por Tahereh Mafi.


#1 - Estilhaça-me
#2 - Liberta-me
#3 - Incendeia-me

Contos:
#1,5 - Destrua-me
#2,5 - Fragmenta-me
 
Ju - Conjunto da Obra
Ju - Conjunto da Obra

Apaixonada pela leitura desde a infância, tantos livros lidos que é impossível quantificar. Alguém que vê os livros como uma forma de viajar o mundo e lugares mais incríveis que possam ser criados pela imaginação, sem precisar sair do lugar. Tem o blog como uma forma de dividir experiências e, principalmente, as emoções que as leituras despertaram, para compartilhar idéias e aproveitar sugestões de leitura, envolvendo mais e mais pessoas em um mundo onde a imaginação não tem limites.

10 comentários:

  1. Oi Ju*

    Eu acabei parando no primeiro livro, mas tenho muita vontade de ler os outros.
    Essas capas ficaram d+

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Oi Julia!
    Eu só li o primeiro livro e não curti muito. Achei muita imitação de x-men.
    Pode ser que um dia eu dê outra chance à autora e leia Liberta-me, já que tenho aqui...
    Mas, por enquanto, não tenho vontade. :s
    Beijoss!

    ResponderExcluir
  3. Oie Ju
    eu estou lendo esse livro à prestação, pois não quero que acabe. Li Liberta-me recentemente e gostei muito mais do que o Estilhaça-me. Este é o tipo de trilogia que vai ficando melhor à medida que passa.
    Bjos
    www.mybooklit.com

    ResponderExcluir
  4. Ai, ai, ai Júlia

    Não faz isso com meu coração, ele não aguenta de tanta expectativa. Meu Liberta-me está emprestado e eu preciso dele para poder seguir com a leitura da trilogia, estou quase tomando o livro da pessoa.
    Todo mundo falando tão bem e eu quero conferir também.
    Eu já até sei o que é o certo e o perfeito e estou torcendo por isso desde o primeiro livro.

    Beijos
    http://mundo-de-papel1.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi, Julia!

    Eu não gostei de Estilhaça-me, então nem dei continuidade à leitura, nem mexi nos demais livros.
    Não sou muito fã desse gênero. :)

    Beijos!

    www.oblogdasan.com

    ResponderExcluir
  6. Oi Ju! É um sentimento agridoce finalizar uma série que gostamos tanto, aquela vontade enorme de saber o destino dos personagens e ver seu final feliz, e aquela tristeza do adeus. Pelo visto esta série fechou bem, tenho visto ótimos comentários e espero conferir em breve.

    Bjos!!!

    ResponderExcluir
  7. Oi, Ju! Quero muuuuito ler essa trilogia, acho que ainda nessas férias começo a lê-la. Pelo menos é o que eu espero, HAUSHUA. Eu tenho um "negócio" com séries, sabe? Um receio terrível de terminar, então já estou é com medo de começar #ALouca. Mas mesmo assim irei ler, pelo visto finalizou muito bem.

    Beijão!

    ResponderExcluir
  8. Ei Júlia

    Engraçado que acabei de ler a resenha da Andy do Poison Books e ela odiou rs. Aí vim ver a sua e é só elogios. Já tinha até desanimado com o final depois da dela, agora vc me animou um pouco rs.
    bjs

    ResponderExcluir
  9. Oie Ju =)

    Ah!!! O que dizer desse livro? Amei, amei e amei tudo *-*
    Apesar dos dramas que ocorreram no meio do caminho durante o desenvolvimento da série, o final valeu muito a pena!
    Assim como você já sinto falta dos personagens.

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary


    ResponderExcluir
  10. largo qualquer livro que estou lendo para ler Incendeia-me. Ju, tô muito ansiosa para ver como termina a saga de Juliete! nossa sua resenha tá perfeita, enxuta sem spoiler e só me deixou mais ansiosa! tenho certeza que Tahereh não deu meios termos e fechou com chave de ouro essa trilogia =)

    ResponderExcluir

Agradeço muito sua visita e peço que participe do blog, deixando um recadinho. Opiniões, idéias, sugestões, são muito importantes para fazer o blog cada vez melhor!
Assim que possível, retribuirei a visita.

Beijos, Julia G.