A Viajante do Tempo - Diana Gabaldon

Sinopse: Em 1945, no final da Segunda Guerra Mundial, a enfermeira Claire Randall volta para os braços do marido, com quem desfruta uma segunda lua de mel em Inverness, nas Ilhas Britânicas. Durante a viagem, ela é atraída para um antigo círculo de pedras, no qual testemunha rituais misteriosos. Dias depois, quando resolve retornar ao local, algo inexplicável acontece: de repente se vê no ano de 1743, numa Escócia violenta e dominada por clãs guerreiros.
Tão logo percebe que foi arrastada para o passado por forças que não compreende, Claire precisa enfrentar intrigas e perigos que podem ameaçar a sua vida e partir o seu coração. Ao conhecer Jamie, um jovem guerreiro das Terras Altas, sente-se cada vez mais dividida entre a fidelidade ao marido e o desejo pelo escocês. Será ela capaz de resistir a uma paixão arrebatadora e regressar ao presente? (Skoob)

Livro recebido em parceria com a editora
GABALDON, Diana. A Viajante do Tempo. Outlander #1. Arqueiro: 2016. 800 p.


Havia um bom tempo que eu queria ler A Viajante do Tempo, de Diana Galbadon. Teve época de o livro estar sumido do mercado e, depois que foi relançado pela Editora Arqueiro, os diversos compromissos que eu tinha me impediram de adquirir um livro que, convenhamos, assusta por seu tamanho. Quando a editora lançou, recentemente, uma nova edição da obra, não tive dúvidas e solicitei para leitura. E por que, meu Deus, por que eu não fiz essa leitura antes? O livro se tornou um dos meus favoritos e até agora, alguns dias depois de ter terminado a última página, ainda revivo com uma frequência absurda todos os sentimentos que essa leitura me trouxe.

As primeiras duzentas páginas do livro são um pouco cansativas. Pensei, algumas vezes, que eu seria algum tipo de aberração que não iria gostar de um livro tão bem cotado, no fim das contas. Esses primeiros capítulos do livro mostram a vida de Claire antes da viagem no tempo, seu casamento e a paixão de Frank, seu marido, por história e árvores genealógicas. Depois da viagem no tempo, ainda há uma boa quantidade de páginas falando sobre a nova rotina de Claire, o dia a dia em Leoch, plantas e especiarias.


"Esta época ainda era, de muitas maneiras, irreal para mim; algo saído de uma peça teatral ou de um desfile de fantasias. Comparadas às visões de guerra mecanizada em massa, de onde eu vinha, as pequenas batalhas que vira - alguns poucos homens armados de espadas e mosquetes - pareciam-me pitorescas em vez de assustadoras."


Quando a trama, porém, parecia se encaminhar para o marasmo, tem-se uma reviravolta capaz de abalar as estruturas, as de Claire e as minhas. É nesse momento que Jamie Fraser realmente passa a ser importante, que começa a se mostrar como o homem que é e a ganhar, pouco a pouco, os nossos corações.

A Viajante do Tempo não é construído à maneira tradicional dos romances. Diana Galbadon tem uma escrita descritiva, lenta e minuciosa e, em uma única cena, apega-se aos detalhes da paisagem, a cada movimento dos personagens e os aspectos psicológicos que perpassam cada um deles. A narração em primeira pessoa não tira do leitor a percepção sobre os demais personagens e é feita de uma forma calculadamente serena.

Essa escrita detalhista, no entanto, não é chata. Fora os primeiros capítulos que, como comentei, não envolvem tanto o leitor, toda a descrição torna a leitura mais rica e nos faz sentir como se estivéssemos juntos de Claire e Jamie. Também, os acontecimentos passam a ser tão intensos e definitivos que o descompasso cardíaco é constante e a leitura, por isso, torna-se uma necessidade.

Ademais, é impossível não querer saber mais sobre toda a beleza das Terras Altas e a história da Escócia depois de conhecer um pouco pelo livro. Por diversas vezes, pesquisei detalhes históricos citados na obra para ver se conferiam com a realidade e, até onde pude constar, conferem.

Os personagens criados por Diana Galbadon, da mesma forma que sua ambientação, são também consistentes. E isso não se restringe aos protagonistas, mas a todos, construídos com uma riqueza de detalhes que os tornam quase sólidos ao leitor. Claro que Claire e Jamie têm um espaço muito maior na trama e são também aqueles que geram maior empatia.

Claire, nascida no século XX, é definitivamente uma mulher de seu tempo, mesmo quando passa a viver no século XVIII. Destemida, linguaruda e audaciosa, ela logo aprende a se guiar naquela época não tão amistosa. Jamie, por sua vez, é quase indescritível. Ele é uma mistura de futuro e de passado, uma réplica da forma como foi criado jungido a uma mente mais racional que as pessoas de seu século. Por vezes, eu odiei o rapaz e suas atitudes ultrapassadas e não entendi como Claire podia se apaixonar por ele. Por outro lado, eu mesma fiquei com meu coração completamente tomado por Jamie e por seus modos carinhosos, seu jeito de chamar Claire de Sassenach, seus cuidados e seu amor incondicional.


"- Você realmente acredita em mim, Jamie?
Ele suspirou e sorriu melancolicamente.
- Sim, acredito em você, Sassenach. Mas teria sido muito mais fácil se você fosse apenas uma bruxa."


A história de Jamie e Claire, aliás, é tão apaixonante quanto perturbadora. É aquele tipo de trama que você não consegue tirar da cabeça, precisa saber o que acontece, mesmo depois que o livro acaba. E, enquanto a trama não terminava, os dois passaram por tantos percalços e sacrifícios que chegaram a me tirar noites de sono.

A Viajante do Tempo foi, definitivamente, um dos melhores livros que já li. A história foi muito além do lugar comum, misturou fatos reais e fantasia, conseguiu derrubar todas as minhas barreiras como leitora e me deu muito mais do que eu poderia esperar. E, ainda, me deixou quase doente de não ter a sequência em mãos.


"Porque onde todo o amor existe, não há necessidade de palavras. É tudo. É imortal. E se basta."



Ju - Conjunto da Obra
Ju - Conjunto da Obra

Apaixonada pela leitura desde a infância, tantos livros lidos que é impossível quantificar. Alguém que vê os livros como uma forma de viajar o mundo e lugares mais incríveis que possam ser criados pela imaginação, sem precisar sair do lugar. Tem o blog como uma forma de dividir experiências e, principalmente, as emoções que as leituras despertaram, para compartilhar idéias e aproveitar sugestões de leitura, envolvendo mais e mais pessoas em um mundo onde a imaginação não tem limites.

16 comentários:

  1. Uaaal que resenha, adorei!
    Tenho mta vontade ler essa série, tdos flam mto bem dela, e sua resenha só aumentou minha curiosidade em conferir esse enredo q parece mto bom!
    Bjs!!

    ResponderExcluir
  2. Oi, Ju. Eu confesso que não me interessei por esse livro desde o dia que vi a primeira vez. Simplesmente não sei porque ele não me chamou atenção, mas vendo tantas resenhas positivas sobre ele, fico dividida entre dar uma chance ou não ao livro. Será que devo?
    Abraço, Visite o Leitora Encantada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Miriã, leia sim, o livro é incrível! É longo e tem mais livros da mesma série, mas vale a pena conferir, é apaixonante ;)

      Excluir
  3. Oi Ju! Sou doida pra ler esse livro, adora a série pra TV, curto muito isso de viagem no tempo, porem ainda não tenho nenhum dos livros e a série é enorme, estou tentando só começar a ler uma série quando tenho todos os livros em mão pois fico ansiosa demais pra a continuação.
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Eu sempre quis ler essa serie mas admito que estou fugindo pq além de serem livros grandes é uma serie longa (que eu nem sei se está terminada).
    Mas sua resenha me deixou com vontade de correr pra livraria e comprar todos, parece ser um livro maravilhoso e tem todos os elementos que eu gosto numa leitura. Acho que vou vencer minha preguiça e ler.

    ResponderExcluir
  5. Esse livro é mesmo muito bem falado. Também tenho vontade de ler, mas nunca encontro oportunidade pra isso.
    A sinopse é maravilhosa, imagino o tanto de aventura que a personagem passa. Gostei que você tenha falado sobre as " primeiras 200 paginas" que é um pouco maçante. Em nenhuma resenha li algo sobre, então é mais uma informação a respeito ne.
    Fico um pouco triste pelo marido dela, espero que ele seja de algum modo ruim kkkkk só assim pra não sentir um pouquinho de pena não é?
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Fiquei um pouco em dúvida ao ver que as primeiras páginas eram mais lentas, além de ter descrição demais. Confesso que depois de ler os livros do Martin, tomei certo trauma com descrições detalhadas demais. No entanto, é bom que não seja tão cansativo assim. Fiquei bem curiosa pelo enredo, se tarta de viajantes do tempo mesmo ou é apenas título?
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Tenho muita vontade de ler essa série. Por mais difícil que seja, eu adoro ler séries longas com livros de muitas páginas. E a premissa desse livro é interessantíssima, já estou super curiosa com os acontecimentos.

    Abraços :)

    ResponderExcluir
  8. Ju!
    desde que essa série foi lançada tenho a maior curiosidade em ler, primeiro porque é um romance e depois porque amo livros com temática Viagem no tempo.
    Quero demais poder ler.
    “A sabedoria só nos chega quando não precisamos mais dela.” (Che Guevara)
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  9. tem mais 8 livros para aproveitar !!! essa serie é maravilhosaaaaaaaaaaaaaaa

    ResponderExcluir
  10. Oi Ju
    Este livro é encantador, eu ameiii. Li até o segundo, agora me faltam os outros. Estou bem curiosa para assistir a série.

    Beijinhos
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Olá Ju, tudo bem?

    Realmente é um livro e uma ótima série, quem inicia a leitura não quer parar, super recomendo....ótima resenha...bjs.


    http://devoradordeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Oi!
    Gostei muito da sua resenha. Nunca li esse livro, mas já li muitas resenhas positivas sobre esse livro e tenho muita curiosidade para lê-lo. Principalmente porque romances históricos é o meu gênero favorito. A historia parece ser fascinante e os personagens incríveis.
    Mais uma vez parabéns pela resenha e beijos!!!

    ResponderExcluir
  13. Faz um tempo que essa série esta na minha lista de compras esperando uma boa oferta ela é muito elogiada. É bom saber que o começo é cansativo assim não me desanimo e continuo a leitura, geralmente quando fica narrando a rotina da pessoa fica chato. Vou gostar da Claire pois é uma mulher de fibra.

    ResponderExcluir
  14. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  15. Nunca li um livro com viagem no tempo. É interessante o livro, o amor de uma mulher por dois homens de tempos diferentes,achei muito legal,quero saber se ela vai voltar para o presente e ficar o seu marido ou vai ficar com o guerreiro Jamie no passado.Também gostei que envolve um fato histórico a segunda guerra mundial.

    ResponderExcluir

Agradeço muito sua visita e peço que participe do blog, deixando um recadinho. Opiniões, idéias, sugestões, são muito importantes para fazer o blog cada vez melhor!
Assim que possível, retribuirei a visita.

Beijos, Julia G.