Twittando o Amor - Teresa Medeiros

Sinopse: O Twitter é uma festa que nunca termina onde todo mundo fala ao mesmo tempo e ninguém diz nada...
Abigail Donovan é uma escritora de sucesso. Ela quase ganhou o prêmio Pulitzer e até foi elogiada no programa da Oprah. Então, por que ela passa os dias e noites escondida no chiquérrimo condomínio onde mora, na companhia de seus dois gatos, sem conseguir escrever?
Quando o seu editor a obriga a entrar no mundo das redes sociais para expandir seus horizontes, Abby imagina que vai ser obrigada a conversar com adolescentes que teclam escondido do porão de casa. Mas ela acaba conhecendo Mark Baynard, um professor britânico sexy, bem-humorado e inteligente que está viajando pelo mundo em busca de aventura. Abby tenta resistir ao seu charme, enquanto Mark começa a quebrar a resistência dela aos pouquinhos... Inclusive a resistência a se comunicar por meio de mensagens curtas.
Agora que Abby voltou a escrever e a viver , ela descobre que Mark guarda um segredo que poderá mudar para sempre a vida dos dois. (Skoob)
MEDEIROS, Teresa. Twittando o Amor. São Paulo: Editora Novo Conceito, 2014. 202 p.

Estou em dívida com este livro. Primeiro porque ele foi retirado da estante em razão das cores na capa e pelas poucas páginas. Também porque, apesar de isso ter acontecido há meses atrás, apenas agora consegui resenhá-lo. Mas eu tenho bons motivos: o livro foi lido nas férias de janeiro, época do ano em que leio muitos livros, e as muitas leituras me deixam um pouco de ressaca para escrever resenhas. Eu fico em um estado estranho, como se todos os personagens falassem comigo ao mesmo tempo e eu não pudesse parar de dar atenção para eles para escrever as resenhas. E é por isso que eu faço anotações sobre o que achei do livro e recorro a elas quando preciso. Não que qualquer coisa do que eu escrevi neste parágrafo tenha alguma relevância para vocês, whatever. Mas está mais do que na hora de vocês saberem o que eu achei da obra.

Twittando o Amor, de Teresa Medeiros, é um livro extremamente curto e muito dinâmico, o que permite que ele seja lido em poucas horas. Essa dinamicidade se dá por existirem, na obra, duas construções diferentes que alternam a narrativa. Em algumas partes, acompanhamos a vida de Abby narrada em terceira pessoa. Em outros momentos, não há narrativa, apenas trocas de mensagens entre Abby e Mark pelo twitter. E é nessa troca de mensagens que realmente se desenvolve a história.

"[...] Ter 'seguidores' a fez sentir-se como a líder de algum culto religioso maluco. Em vez de usar uma foto para ser perfil, Hillary havia deixado um espaço em branco. O que resumia à perfeição o modo como ela se sentia no momento."

Mark e Abby têm um humor que fica nítido logo nas primeiras trocas de mensagens, e cada tweet é recheado de referências cotidianas, sobre séries, atores, músicas, filmes, lugares. Ao mesmo tempo que isso é incrível, por demonstrar que eles estão no mundo, algumas coisas que eu não conhecia se tornaram uma dificuldade. Quando eu não passava direto, sem entender a graça de algumas tiradas durante a leitura, em alguns casos era preciso parar o que estava lendo para procurar sobre algo que comentavam. O problema não estava em parar e pesquisar exatamente, mas em ter que fazer isso com certa frequência.

Se desconsiderada essa barreira, o livro é divertido, com diálogos e sacadas inteligentes e, num determinado momento, é também dramático. A princípio achei meio forçado o drama inserido naquele contexto, e acho até que foi por causa disso que não gostei mais do livro. Desde o início sabemos que Mark esconde um segredo, já que a própria sinopse diz isso, mas achei que seria algo mais surpreendente. Com o desenrolar da trama, porém, fiquei mais conformada, e achei válida a tentativa da autora em mostrar que podemos ser quem quisermos na internet, ainda que não condiga com a realidade.

"MarkBaynard: É exatamente por isso que ainda estão casados. O ódio é uma forma de paixão. É a apatia que mata um relacionamento.
Abby_Donovan: Acha que vai se casar novamente?
Mark Baynard: Não.
Abby_Donovan: Uau... deve ter doído mesmo quando você descobriu que o Meu Querido Pônei não era real, não foi?"
Em síntese, Twittando o Amor é uma leitura fácil, que não tem nada que possa ser citado como marcante e surpreendente, mas que diverte e pode agradar mais aos leitores mais antenados nas referências feitas no livro.

Ju - Conjunto da Obra
Ju - Conjunto da Obra

Apaixonada pela leitura desde a infância, tantos livros lidos que é impossível quantificar. Alguém que vê os livros como uma forma de viajar o mundo e lugares mais incríveis que possam ser criados pela imaginação, sem precisar sair do lugar. Tem o blog como uma forma de dividir experiências e, principalmente, as emoções que as leituras despertaram, para compartilhar idéias e aproveitar sugestões de leitura, envolvendo mais e mais pessoas em um mundo onde a imaginação não tem limites.

9 comentários:

  1. Oi Ju!

    Eu sou o contrário! Enquanto mais leio, mais animada fico para escrever as resenhas! Eu sou totalmente viciada em Twitter, desde 2010 mais ou menos (mas acho que isso cê sabe, né? kkkkkkkkkkk) e não largo de jeito nenhum. Mesmo assim, não sei se teria interesse nesse livro. Aparentemente o romance é construído pelo Twitter, né? Talvez essa seja a parte mais interessante... Mas enfim.

    Beijo!
    http://www.roendolivros.com/

    ResponderExcluir
  2. Essa capa é muito fofa <3
    Eu entendo sua ressaca... Tem vezes que passo horas pra resenhar UM LIVRO.
    Odeio dramas desnecessários e forçados. Só lembro quando li Entre o Agora e o Nunca que, do nada, me senti jogada num livro do Sparks porque surgiu um drama muito parecido com os livros que ele escreve.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  3. Oi Ju
    Sabe que não são todos os livros que eu resenho, e sou mais ou menos como vc! Sabe que eu fiz uma maratona de leitura em julho, li bastante e não resenhei nem a metade. Eu resenho somente livros que me chamaram atenção de certa forma, aqueles que eu realmente indico para leitura sabe?
    Esse livro te confesso que ele nunca chamou minha atenção, e o tema dele não me desperta curiosidade, sei lá... este eu passo ehehehe

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Já tinha visto esse livro, mais ainda não tinha lido nem uma resenha sobre ele, confesso que fiquei bem curiosa em relação a história e por ser um livro pequeno pretendo ler, sua resenha esta muito boa.

    ResponderExcluir
  5. Oi Ju,
    Eu adorei esse livro, acho que foi mais pelas referências sobre os filmes e séries ♥
    Até criei uma listinha para assistir os que não vi ainda haha

    bjs e tenha um ótimo final de semana.
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
  6. Oi Julia!
    Acho que não conseguiria resenhar um livro que li há tantos meses assim, minha memória é péssima!
    Como adoro o Twitter, tenho vontade de ler esse livro.

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  7. Oi Ju! Gostei muito desse livro, história ótima e super divertida, quem é bem antenado vai curti essa leitura.
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Heey!
    Esse não é o meu gênero literário predileto, mas a obra parece ser bem interessante.
    Seu blog é fantástico, já estou seguindo =)
    Abraços!!
    Blog - Desbravando o Infinito

    ResponderExcluir
  9. Oi, Ju.
    Ah, eu não conseguiria. Tenho livros de Julho ainda para resenhar e simplesmente não tenho nem ideia de como fazer isso. Não resenho tudo que leio, mas mesmo assim é difícil com tanto tempo.
    Sobre a obra, de fato ela não me chama muita atenção, mas creio que a leria se houvesse oportunidade.

    Beijão

    ResponderExcluir

Agradeço muito sua visita e peço que participe do blog, deixando um recadinho. Opiniões, idéias, sugestões, são muito importantes para fazer o blog cada vez melhor!
Assim que possível, retribuirei a visita.

Beijos, Julia G.