A Maldição da Pedra - Cornelia Funke

Sinopse: John Reckless, pai de Jacob e Will, sumiu sem deixar vestígios. Inconformado, Jacob gasta o dia procurando pistas que lhe deem alguma ideia do seu paradeiro. O garoto vasculha cada cantos do escritório do pai, até que um dia descobre um espelho que servia como um portal para um mundo mágico - um mundo que lhe oferece a perspectiva de liberdade e aventura.
Mantendo segredo do seu achado, Jacob passa cada vez mais tempo do outro lado do espelho. Após doze anos, o mundo sombrio se torna seu verdadeiro lar, onde tem amigos e inimigos e é reconhecido como um dos melhores caçadores de tesouros que já existiram por ali.
Will, o caçula, sente falta do irmão e estranha aqueles sumiços prolongados. Um dia, consegue burlar sua constante vigilância e o segue através do espelho, ato que tem uma consequência terrível. Ferido pelos goyls - homens frios e violentos, que têm pele de pedra e olhos de ouro -, ele acaba vítima de uma maldição: vai se transformando lenta e dolorosamente em uma dessas sinistras criaturas.
Numa corrida contra o tempo, Jacob precisa encontrar o antídoto para o feitiço. Para empreender essa jornada, ele conta com a ajuda da raposa Fox, sua companheira de muito tempo, e Clara, a namorada de Will, que atravessa o espelho para encontrá-lo. Juntos, eles vão enfrentar os perigos e as armadilhas do Mundo do Espelho - antes que seja tarde demais e Jacob perca o irmão para sempre.
Povoado por fadas, bruxas, unicórnios e tritões, e tendo cenários como o castelo da Bela Adormecida e a casa de doces da bruxa de “João e Maria”, o mundo criado por Cornelia Funke remete o leitor aos mais conhecidos contos de fadas de todos os tempos. Na narrativa, contudo, a ênfase da autora recai nos aspectos mais sombrios e brutais das histórias, criando-se uma atmosfera ao mesmo tempo familiar e soturna. É nesse mundo que se desenrolam as aventuras dos irmãos Reckless, uma história de maldição, traições e vingança, mas também de coragem, lealdade e amor. (Skoob)
FUNKE, Cornelia. A Maldição da Pedra. Reckless #1. Editora Seguinte, 2011. 248 p.


Há bastante tempo ouço falar sobre Cornelia Funke, e sempre tive curiosidade de ler algo dela. A Maldição da Pedra surgiu como uma boa oportunidade de conhecer uma obra da autora e, mesmo que eu não soubesse exatamente o que esperar dessa história, fui facilmente fisgada para o mundo novo que existia atrás do espelho.

O livro tem um quê de juvenil, mas pode ser lido sem problemas por leitores de todas as idades, já que uma característica que ninguém pode negar em Funke é a criatividade. Magia, seres diferentes, objetos com funções específicas, entre outras coisas novas e surpreendentes são coisas que não faltam na obra da autora. Fadas, bruxas, anões e outros seres mágicos também estão por toda a parte. O mundo do espelho para o qual Jacob e Will foram levados muito me lembrou o País das Maravilhas, com todas as maluquices e encantamentos que por lá existem.

O grande mote do livro, aliás, são os goyls, homens como pele de pedra que podem transformar humanos em seus semelhantes. Will está passando pela transformação; Jacob, seu irmão, precisa fazer de tudo para evitar que isso aconteça e juntos eles atravessam o mundo do espelho em busca de uma cura, antes que seja tarde.

Meu grande problema com a leitura foi Jacob. O personagem tinha diversas características que me agradaram, como coragem e determinação, mas o fato de ser tão individualista me irritava, pois era isso que causava grande parte dos problemas pelos quais eles passaram. Mesmo quando ele estava fazendo algo pelos outros, queria fazer sozinho, e seu silêncio, que tinha a intenção de proteger a todos, em geral atrapalhava.

Ainda assim, a grande dose de aventura da trama compensou minha antipatia com o protagonista. Os capítulos curtinhos do livro, com não mais de quatro ou cinco páginas, e os elementos surpresa criados pela autora, deram velocidade à leitura e a tornaram intensa. Era difícil largar o livro por saber que cada capítulo traria novos obstáculos, e o fato de a leitura ser tão rápida levava a mais um capítulo, e mais um, e mais um...

Cornelia Funke também não entrega tudo sobre os personagens de cara. O enredo inicia depois que Will já começou a se transformar, e há anos de histórias antes disso. Somente depois, intercalados aos pensamentos dos personagens, é que as lembranças retornam como flashbacks. Isso pode ser um pouco frustrante no início, especialmente para os mais curiosos, mas tudo é respondido com o passar das páginas.

O livro é todo uma obra de arte. A capa conta muito mais da história do que o que se imagina inicialmente, com o desenho do espelho, do castelo e da pedra jade. Além disso, cada capítulo inicia com uma ilustração relacionada à história, ricamente detalhada. Depois de encerrado o capítulo, eu gostava de voltar a cada imagem para ver, com outros olhos, os detalhes que deixei passar.

A Maldição da Pedra nos mostra um mundo todo próprio, com regras que só pertencem a ele. Adorei a dinâmica criada pelos capítulos curtos e a mistura entre aventura e fantasia. Para quem gosta desses elementos e não se importa em ler uma obra com personagens mais jovens, o livro está mais do que indicado.
Ju - Conjunto da Obra
Ju - Conjunto da Obra

Apaixonada pela leitura desde a infância, tantos livros lidos que é impossível quantificar. Alguém que vê os livros como uma forma de viajar o mundo e lugares mais incríveis que possam ser criados pela imaginação, sem precisar sair do lugar. Tem o blog como uma forma de dividir experiências e, principalmente, as emoções que as leituras despertaram, para compartilhar idéias e aproveitar sugestões de leitura, envolvendo mais e mais pessoas em um mundo onde a imaginação não tem limites.

19 comentários:

  1. Oi, Ju!!
    Fiquei bem interessada nessa história a premissa dele é bem instigante e como sou fã de livros que tenha o tema de fantasia o livro já chamou minha atenção!! A edição do livro é muito bonita e sem dúvida bateu aquela vontade de conhecer mais sobre esse mundo em que o Will e Jacob descobrem através do espelho!!
    Beijoss

    ResponderExcluir
  2. Já vi muita coisa legal dessa autora, gente falando super bem, e me deu vontade de ler algo dela algum dia. Ainda não peguei nenhuma história.
    Mas uma coisa que sempre vejo é o pessoal falando sobre a criatividade da autora mesmo. Esse parece um bom exemplo disso, a história parece ser bem interessante e gostosa de ler, com um mundo original e um clima cheio de aventura. Além de ter um trabalho gráfico lindo pelo visto. Uma boa dica com certeza ^^

    ResponderExcluir
  3. Ju, confesso que eu não conhecia esse livro, mas fiquei interessada pela história. Gosto de livros que criam seu próprio universo, trazendo novos personagens e um enredo intrigante e aventureiro. Pela capa, já percebemos que é um livro bem juvenil, e como eu não nego nada, já quero ler também.
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  4. Ju!
    Gostei de muitas coisas nesse livro: primeiro os capítulos serem curtos, porque facilita mesmo o andamento da leitura; seres fantásticos de todos os gêneros; muita aventura e ação; magia e objetos com funcionalidade específica, enfim tantos bons elementos que já anotei na listinha dos desejados.
    “Eu não procuro saber as respostas, procuro compreender as perguntas.” (Confúcio)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de JANEIRO dos nacionais, livros + BRINDES e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  5. Não conhecia esse livro ainda, mas logo quando bati o olho na sua capa bateu um mega interesse em ler. Lendo a sinopse e em conjunto a resenha, fiquei com mais vontade ainda para ler. É exatamente o que gosto ~tudo bem que gosto de muitas coisas, mas né~ sou apaixonada por seres que "não existem", unicórnios, fadas, bruxas e afins, e pelo jeito esse livro tem tudo isso e muito mais do que eu gosto ~acredito muito nesses seres~
    Tenho certeza que ao ler ele se transformara em um dos meus livros favoritos. Já esta na lista de desejados de 2017.

    ResponderExcluir
  6. Sou doida pra ler esse livro, curto muito a mistura entre aventura e fantasia, parece ser bem emocionante e essa resenha me deixou ainda mais curiosa em conferi essa história.

    ResponderExcluir
  7. Eu não conhecia esta autora, mas fiquei bem curiosa para ler algum livro dela, e depois de ler sua resenha sobre este livro, acho que seria um ótimo livro para ler e conhecer um pouco da escrita da autora, espero poder ler A Maldição da Pedra em breve.

    ResponderExcluir
  8. A historia me pareceu bem diferente entre outras do gênero achei linda a capa mais não posso olhar apenas esse contido adoraria ler e dizer como gostei.

    ResponderExcluir
  9. um livro bacana,rápido de ler e com um plot bem legal. adorei a capa,além de ter tudo a ver tem verde que é minha cor favorita < 3 apesar disso, não sei se eu o leria agora mas com certeza gostaria de conhecer a escrita da autora.

    ResponderExcluir
  10. O primeiro pensamento que me veio a cabeça foi coitado do irmão mais novo que além de o pai sumir o mais velho resolveu que passar mais tempo do outro lado do espelho era uma ótima decisão :| Eu já li o primeiro volume da outra trilogia super conhecida da escritora e confesso que fiquei muito curioso em relação a esse livro. Vou dar mais uma pesquisada sobre ele pra decidir se irei ler ou não. Muito obrigada pela resenha.

    ResponderExcluir
  11. A edição está um luxo. E a história parece ser muito boa também.
    Não conhecia a obra ainda e nunca tinha ouvido falar da autora.
    Fiquei bem curiosa e interessada depois do que acabei conhecendo aqui.
    Parece ser uma leitura rápida e ótima.
    Beijos,
    Caroline Garcia

    ResponderExcluir
  12. Oi Ju!
    Já conhecia o livro por nome, mas não tinha lido resenhas dle, gostei apesar de Jacob confundir com tantas características, parece ser uma leitura agradável, anotei na listinha!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  13. Não conhecia esse livro e já gostei pois adoro fantasia e fiquei curiosa com esses seres diferentes e coisas novas, novidades são bem vindas nesse gênero, fiquei tentando imaginar os homens como pele de pedra que inusitado, essa busca pela cura deve ser uma ventura e tanto com muitas implicações pelo caminho.

    ResponderExcluir
  14. Eu não conhecia esse livro,mas após ler essa resenha o coloquei na lista. Adoro livros d fantasia (e se ele é meio juvenil, td bem. Minha mãe vive dizendo q serei uma eterna adolescente kkk). Gosto tb do fato dele ter essa pegada leve e d fácil leitura! Gostei!

    ResponderExcluir
  15. Não conhecia esse livro! Pra ser sincera, achava que essa autora só tinha escrito Coração de tinta e as continuações
    Achei bem interessante a premissa, uma pena que o personagem não tenha te feito simpatizar por seus "defeitos", mas ainda bem que no fim tudo se ajeita. A capa é mesmo belíssima e deixa um ar de mistério sobre o que acontece na trama. Quero ler!

    Beijos,
    Kemmy - Duas Leitoras

    ResponderExcluir
  16. Não li nada da Cornélia mas amei a resenha. Gostei principalmente pelo livro ter um ritmo acelerado o que facilita a leitura. Só espero que a autora não se perca no meio da historia. Os Goyls me deixaram muito curiosa, parece que a autora fez um bom trabalho os criando

    ResponderExcluir
  17. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom, parece que em meio a toda essa aventura, os meninos meio que esqueceram do pai hahahaha
      Imagino o quanto os defeitos de Jacob possam ter irritado, eu mesma me irritei só lendo a resenha, mas o legal é saber que nada é em vão, que serão parte de um aprendizado... se não pensar assim, a vontade de entrar na história e matar Jacob será muito grande.

      Excluir
  18. Nunca tinha ouvido falar na autora e achei linda a edição também. A história me parece uma mistura de Alice no país das maravilhas e As crônicas de Nárnia, por causa dos irmãos e da passagem para um mundo estranho e essa coisa toda.

    ResponderExcluir

Agradeço muito sua visita e peço que participe do blog, deixando um recadinho. Opiniões, idéias, sugestões, são muito importantes para fazer o blog cada vez melhor!
Assim que possível, retribuirei a visita.

Beijos, Julia G.