Mistério no Centro Histórico - Tailor Diniz

Sinopse: Mistério no Centro Histórico traz de volta Walter Jacquet, personagem de Crime na feira do livro. Agora, Jacquet, acompanhado do aspirante a escritor Joãozinho Macedônio, investiga a explosão de uma bomba no Centro Histórico de Porto Alegre. Para lidar com perigosos terroristas e autoridades confusas, a dupla adota o simples uso de raciocínios lógicos, chegando a uma reviravolta digna das melhores tramas do gênero. (Skoob)

Livro recebido em parceria com a Editora
DINIZ, Tailor. Mistério no Centro Histórico. Dublinense, 2016. 160 p.

Havia muito, muito tempo que eu não lia um romance policial. Acredito que tenha sido esse o fator decisivo que me fez solicitar Mistério no Centro Histórico para resenha pela Editora Dublinense. Apesar de minhas decisões completamente aleatórias quando se referem às escolhas de leitura, gostei do que encontrei na obra de Tailor Diniz e fiquei feliz de ter me aventurado em um romance investigativo completamente brasileiro.

A trama se passa na capital gaúcha, Porto Alegre. Após um telefonema anônimo para a polícia local com a data, endereço e hora da explosão de uma bomba, eis que o temor se concretiza: a bomba explode, um prédio cai e as autoridades precisam mostrar que são capazes de deter uma provável ameaça terrorista em território nacional.

Mistério no Centro Histórico conta com personagens bem abrasileirados e expansivos, o que dá um tom cômico à narrativa. Essa comicidade é discreta, destacada pelo exagero disfarçado no texto do autor. Achei engraçada, por exemplo, a tipicidade gaúcha tão bem desenvolvida no texto, a forma como o autor conseguiu explicitar aquela paixão que têm por seu Estado, que beira mesmo o drama, tão nitidamente na história.

"Dizendo isso, levantou-se o secretário. Em passos rápidos foi até a saída, em meio aos gritos dos jornalistas que faziam várias perguntas ao mesmo tempo. Antes de atravessar a porta, como se estivesse se lembrando de algo que pretendia ter dito durante a entrevista, virou-se outra vez para os jornalistas e fez uma breve observação: 'Tenham em conta que o dia em que ocorreu o atentado foi 11 de setembro. Perceberam? Primeiro aniversário da bomba nos Estados Unidos da América. Pode haver um recado ao mundo aí. E a capital dos gaúchos, por sua importância política, estratégica e cultural, foi a escolhida. Mais uma vez, obrigado pela preciosa atenção de vocês'".

Gostei ainda do perfil crítico dado ao texto. A narrativa mostra como políticos e autoridades muitas vezes querem se mostrar eficientes e resolver o assunto logo e nem sempre dão a devida atenção ou buscam a verdade. Solucionar o mistério foi "fácil", mas não importava se a resposta estava correta. Adicionado a isso, a trama traz uma reflexão sobre estereótipos e preconceito, sobre a facilidade de julgar alguém que se "enquadra" no perfil.

Acompanhar a investigação também foi interessante. Apesar de ter compreendido o final logo que as dúvidas foram listadas e não ter tido um fechamento tão inesperado assim, a construção do mistério foi bastante instigante e o fim foi, no mínimo, inusitado. Gostei da ironia por trás da situação, e ri bastante com a conclusão, aliás. Não tenho certeza se era para ser divertido, mas eu me diverti mesmo assim.

Mistério no Centro Histórico é um livro curto, de leitura rápida, gostoso de acompanhar. Não é aquele tipo de livro que vai marcar ou ser surpreendente e os personagens não possuem grande empatia, mas o toque de humor com certeza faz valer a leitura.


Ju - Conjunto da Obra
Ju - Conjunto da Obra

Apaixonada pela leitura desde a infância, tantos livros lidos que é impossível quantificar. Alguém que vê os livros como uma forma de viajar o mundo e lugares mais incríveis que possam ser criados pela imaginação, sem precisar sair do lugar. Tem o blog como uma forma de dividir experiências e, principalmente, as emoções que as leituras despertaram, para compartilhar idéias e aproveitar sugestões de leitura, envolvendo mais e mais pessoas em um mundo onde a imaginação não tem limites.

21 comentários:

  1. Eu não conhecia essa editora e nem esse livro, mas achei a premissa dele interessante. Esse ano pretendo ler mais livros nacionais e esse parece ser uma boa escolha.

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Gostei mto, eu nunca tinha lido resenhas do livro, parece realmente bom, o enredo é bom e bem escrito, capa linda!
    Anotado!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  3. Ju, eu sempre fui uma apaixonada por romances policiais e sendo assim, logo fiquei curiosa quando conclui a sua resenha, pois o livro tem um toque especial por se passar no Brasil, trazendo os costumes de uma capital tão adorável.
    A trama mostra ter sido muito bem produzida, assim como seus personagens e desfecho para todo o mistério.
    Adorei a dica de leitura!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Oláaa!!!
    Eu sempre fui ambiciosa com romances policiais não sei porque mais eu amo de paixão, acredito que o livro revela muita verdade em relação a sociedade, sempre apoio historias que os próprios autores conseguem realizar para acordar a todos, amei por se passar no Brasil fico muito honrada deixa um toque bem especial que brasileiro tem.
    Até mais!!!!

    ResponderExcluir
  5. Oi, Ju!!
    Gostei muita da resenha, não conhecia esse livro mas como gosto muito de livros de romance policial, mistério e suspense fiquei muito curiosa para ler o livro é conhecer um pouco mais sobre essa obra maravilhosa!
    Beijoss

    ResponderExcluir
  6. Não conhecia obra, nem autor.
    Confesso que não curto muito livros do gênero e por isso não leria a obra no momento.
    Curti que o livro é de leitura fácil e rápida... quem sabe mais frente?
    Beijos,
    Caroline Garcia

    ResponderExcluir
  7. Gosto de romance policial, adoro o mistério que envolve os acontecimentos e essa trama que parece um quebra cabeça e as peças vão sendo montadas aos poucos. Esse é o problema das autoridades não dar atenção aos ocorridos, o livro nos mostra muito a nossa realidade.

    ResponderExcluir
  8. Ju!
    Faz tempo que não leio um bom livro policial, os últimos que li foram total decepção.
    Gostei muito de ver que o autor tratou nossa brasilidade de forma um tanto cômica, por trás de todo suspense que o mistério a ser revelado se faz presente.
    “Volta teu rosto sempre na direção do sol, e então, as sombras ficarão para trás.” (Sabedoria oriental)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de JANEIRO dos nacionais, livros + BRINDES e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  9. Não conhecia esse livro, nem essa editora, curto policial, a história parece ser interessante, fiquei com vontade de conferi essa história.

    ResponderExcluir
  10. Não tinha ouvido falar desse livro nem do autor, mas gostei muito da sua resenha e adoro romance policial, achei muito interessante ele se passar no Brasil, ainda não li algo assim, nesse gênero, talvez esteja na hora de dar uma chance.

    ResponderExcluir
  11. Ju, não tinha tido interesse em ler esse livro não. Mas depois da resenha acho q vou dar uma chance. Primeiro, pq sou a favor d dar sempre chance aos nacionais. Segundo pq amo romance policial e aí pra completar,a resenha me deixou bem curiosa pra saber esse desfecho no mínimo, inusitado. Rsrs bjs

    ResponderExcluir
  12. Olha esse tipo de livro não faz meu estilo, quem tem gosto pra esse tipo de leitura é o meu pai que por sinal acho que ele vai gostar dessa resenha. Eu não leio muitos livros de triller porque sempre gostei mais de romance mas vou dar mais umas olhadas na crítica desse.

    ResponderExcluir
  13. Faz tempo que não leio nada nesse estilo também e achei interessante por se passar aqui. Não li muitos assim...
    Parece bom e ainda apresenta umas críticas interessantes sobre como as figuras de autoridade podem acabar agindo com pressa para resolver os casos e nem sempre se esforçam tanto quanto deveriam.
    Me deixou curiosa com esse final também.
    É uma boa dica, ainda mais pra quem está buscando umas leituras rápidas para essas férias ou coisas do tipo.

    ResponderExcluir
  14. acho muito bacana quando autores nacionais fazem seus livros ambientados aqui no país, e quando conseguem equilibrar humor, regionalidade e o desenrolar da história é melhor ainda. Mistério no Centro Histórico parece ser assim. uma leitura rápida e legal.

    ResponderExcluir
  15. Oiie,gostei da sua resenha clara e objetiva. Confesso que esse livro não me chamou a atenção pela sinopse e também pela trama que você descorre um pouco na resenha,não faz o meu estilo,acho que não iria gostar :/ainda mais pela parte da política inserida no livro,melhor dizendo,eu achei interessante a reflexão que traz,mais dos demais aspectos não me atrai livros assim :/
    Mas boa sacada que o autor conseguiu inserir uma pegada mais irônica e divertida,mesmo que de forma sutil, em uma trama dessas!
    Não curto livros curtos,e por ser de mistério,acho que não dá p/ desenvolver bem o enredo e deixar amarrada a trama.

    ResponderExcluir
  16. Acho que nunca li um romance policial rsrs Gostei de saber que é divertido e gostei bastante de ler que o autor trabalhou com o preconceito e a falta de vontade para achar a verdade. Por ser curto, acho um bom livro para ingressar no gênero

    ResponderExcluir
  17. Adoro romance policial, mas com esse fiquei meio com o "pé atrás". Acho estranho ter situações cômicas em um livro policial e pelo que você falou não é difícil adivinhar o desfecho, portanto seria uma leitura meio "meh".

    Beijos,
    Kemmy - Duas Leitoras

    ResponderExcluir
  18. Não conhecia a editora.
    Eu gosto muito do gênero policial, mas, como disse anteriormente, não tenho esse timing perfeito pra juntar pistar e assim descobrir o assassino/culpado ou o que quer que seja. Tampouco me lembro de já ter lido alguma história que se passasse no Brasil, então isso me deixou bem curiosa. Ataques a bomba, terrorismo, não é algo comum aqui, graças a Deus, menos uma desgraça na fila de muitas, e isso me deixou bem curiosa pra saber como o autor levaria a história adiante e sua consistência com fatos aos quais não temos certo conhecimento.

    ResponderExcluir
  19. Eu não conhecia este livro, mas lendo um pouco mais sobre a história dele em sua resenha, percebi que a história não faz muito meu estilo de leituras, e não despertou me interesse em ler, então por este motivo não pretendo ler este livro.

    ResponderExcluir
  20. Confesso que não me interessei muito pelo livro, a capa não me agradou e a história também não. Acho que deve ser porque estou num momento de leituras mais românticas e de terror estilo O Exorcista.

    ResponderExcluir
  21. Acredito que as ficções policiais brasileiras que eu li se limitam a Pedro Bandeira e Vinícius Caldevilla, ainda na época do colégio. Fiquei curiosa, mesmo estando um pouco "enjoada" do gênero, eu li demais auheuaheuaheuha As críticas à sociedade foi o que mais me chamou atenção, talvez por se tratar de uma realidade bem mais próxima da nossa.

    http://notasmentaisparaumdiaqualquer.blogspot.com

    ResponderExcluir

Agradeço muito sua visita e peço que participe do blog, deixando um recadinho. Opiniões, idéias, sugestões, são muito importantes para fazer o blog cada vez melhor!
Assim que possível, retribuirei a visita.

Beijos, Julia G.