Novembro, 9 - Colleen Hoover

Fonte da imagem: Gettub
Sinopse: Fallon conhece Ben, um aspirante a escritor, bem no dia da sua mudança de Los Angels para Nova York. A química instantânea entre os dois faz com que passem o dia inteiro juntos - a vida atribulada de Fallon se torna uma grande inspiração para o romance que Ben pretende escrever. A mudança de Fallon é inevitável, mas eles prometem se encontrar todo ano, sempre no mesmo dia. Até que Fallon começa a suspeitar que o conto de fadas do qual faz parte pode ser uma fabricação de Bem em nome do enredo perfeito. Será que o relacionamento de Ben com Fallon, e o livro que nasce dele, pode ser considerado uma história de amor mesmo se terminar em corações partidos? (Skoob)
Hoover Colleen. Novembro, 9. Editora Galera, 2016. 352P


Sabe aquele (a) autor (a) de quem você leria até a lista de supermercado e diria que foi a melhor coisa que leu em muito tempo? Clichê essa frase, eu sei, mas simplesmente não consigo evitar a Colleen Hoover. Ela conquistou meu coração desde o livro Ugly Love e, de lá para cá, eu me apaixono por todas as suas obras. Ela tem um diferencial na sua escrita mesmo quando se trata de um livro com uma temática para lá de clichê.

Em Novembro, 9 não temos um cenário tão original, já que a obra Um Dia traz uma temática um tanto quanto parecida, com encontros anuais, mas como já havia comentado, a Colleen tem um diferencial que é característico das suas obras, que é pegar um enredo clichê e transformar em algo surpreendente. Mesmo assim, esta não é, nem de longe, sua melhor obra, mas ela me conquistou como todas as outras.

Fallon é uma atriz que, depois de um acidente, teve sua carreira interrompida e sua vida virada de ponta-cabeça. Esse acidente deixou sequelas em seu corpo e quebrou totalmente sua confiança em si mesma. Dois anos depois, ela está de mudança para Nova York, para seguir seus sonhos. Coincidentemente é 9 de Novembro, dia do aniversário de 2 anos do acidente que mudou sua vida, e também será o dia em que o jovem Ben entrará em sua vida para abalar suas estruturas.

Ben tem 18 anos e sonha em ser um escritor. Ele entra na vida de Fallon de uma forma inusitada, já que a mesma estava tendo uma discussão com o pai, que tentava convencê-la a desistir de seguir a carreira que sempre sonhou, ser atriz. O pai dela também é o "responsável" pelo acidente, um incêndio, e carrega essa culpa, mas acaba descontando nela e colocando Fallon para baixo em relação às cicatrizes das queimaduras que o acidente causou em parte de seu rosto. Ben ouve toda a conversa e vai ao resgate da Fallon, fingindo ser seu namorado. Ninguém podia prever o que aconteceria a seguir.

O que você faz quando encontra o amor da sua vida, mas está preste a se mudar para muito, muito longe?

Você vai é obvio.

Apesar da intensa ligação entre Fallon e Ben, ambos sabem que ela precisa viajar e resolvem aproveitar o pouco tempo que ainda lhes resta juntos. A ligação é instantânea, mas Fallon não pode desistir da sua viajem por um garoto que ela mal conhece. Perto do embarque, e não querendo simplesmente dar adeus, ambos resolvem que seria uma boa ideia se encontrarem durante os próximos cinco anos no mesmo dia. Isso dará o enredo do livro que Ben vai escrever sobre eles.

Novembro, 9 tem uma boa carga emocional. Ben e seus segredos, Fallon e seus traumas. Juntos, eles têm um tsunami de emoções. Em alguns momentos, a narração dá uma impressão de que estamos lendo um livro dentro de outro livro, e eu adorei essas partes. É confuso? Absolutamente, não.

A narração é em primeira pessoa, intercalada entre ambos os personagens. Não há um aprofundamento na vida dos personagens nos intervalos entre os anos. O foco é realmente os encontros deles, e é emociante. Com o passar dos anos, algumas coisas dão errado, mas isso é a vida, isso é simplesmente viver.

O que mais me conquistou nessa história foi o fato de que a Fallon não é perfeita. Ela tem suas cicatrizes corporais e também emocionais. Amei acompanhar a evolução dela como personagem, da forma como ela foi ganhando de volta sua confiança e sua auto-estima. Seu crescimento, em alguns momentos, emocionou-me, porque não é fácil aprender a lidar com seu novo corpo e com o fato de que nem seu próprio pai consegue olhar nos seus olhos. Ben foi como um raio de sol em um dia de tempestade, ele chegou iluminando tudo.

Eu me apaixonei pelo Ben na sua primeira interação com nossa mocinha. Ele não ligava para as cicatrizes de Fallon e nem para o fato de que ela não era perfeita, pelo contrário. Para ele, Fallon não poderia ser mais bonita. Por isso, se existir um Ben por aí, por favor, me apresentem, estou precisando de um desses na minha vida :).

Seu crescimento também foi ótimo de acompanhar. Ele deu alguns vacilos no decorrer do livro, mas nada que mudasse minha maneira de pensar em relação a ele. Acho que de todos os livros que já li da Colleen, esse é meu segundo mocinho preferido, depois do Ridge, de Talvez Um Dia

Em um determinado momento, o segredo do Ben é um pouco que previsível, mas isso não diminuiu a carga emocional do mesmo, pelo contrario, aumentou o desespero do leitor.

Portanto, não deixem de ler esse livro, tenho certeza de que vocês irão amar. Estejam prontos para uma bela montanha russa de emoções.
Marlene Conceição
Marlene Conceição

Apaixonada por livros, amante de séries, sonha em fazer um intercâmbio para estudar, ama ler livros ouvindo músicas de diferentes estilos, seu primeiro contato com a literatura foi através da saga Crepúsculo e desde então esse amor por livros só aumentou.

22 comentários:

  1. Lendo a sinopse logo me veio Um Dia na cabeça hahaha mas vi muitas resenhas positivas de Novembro, 9, acho que a história deve ser bem interessante :)

    ResponderExcluir
  2. Super concordo,o enredo descrito na sinopse lembra na hora "Um Dia" ,e só por isso tinha me desanimado de ler,pq tinha ficado com a impressão de pouco romance,tipo,vão se ver só uma vez por ano,então a maioria das cenas não serão deles juntos.. Mas pelo visto não é assim,e a história é muito bem trabalhada. Ainda bem que li sua resenha pq só pela sinopse teria desistido da história.

    Eu adoro livros com protagonistas com cicatrizes,ainda mais a mocinha,que deve pegar mais pela questão de vaidade e auto estima,além de ter estragado sua carreira. O mocinho pelo que vc cita é adorável,doida para conhece-lo! No geral me chamou muito a atenção,e como eu amei a escrita da autora depois que li O Lado Feio do Amor,creio q esse será um bom livro tb 😁
    Só uma coisa: Me parece que todos os livros dessa autora publicados no Br eles mantêm as capas originais,com exceção de Talvez um Dia,mas do mesmo jeito é meca semelhante! Enfim,ponto para a editora nesse quesito!
    Abraços 😘

    ResponderExcluir
  3. Apesar de não ser muito fã da autora já li varias resenhas positivas a respeito, como eu adoro um bom romance esse eu gostaria de ler.
    Até mais!!!!

    ResponderExcluir
  4. Oi, Marlene!!
    Adorei a resenha do livro!! Também gosto muito dessa autora, li recentemente O lado feio do amor e simplesmente amei esse livro!! Sem dúvida também quero muito ler esse e outras obras dessa autora!!
    Beijoss

    ResponderExcluir
  5. Li dois livros da Colleen e me apaixonei perdidamente pela escrita dela.
    Mal vejo a hora de ter todos os livros dela em minhas mãos rs
    Novembro, 9, parece ser mais uma história e tanto, com personagens muito bem desenvolvidos.
    Uma obra linda, emocionante e muito apaixonante!
    Gostei demais da sua opinião e espero ler o livro em breve.
    Beijos,
    Caroline Garcia

    ResponderExcluir
  6. CoHo MARAVILHOSA, a última leitura que eu fiz dela foi Confess (TÔ MUITO ANSIOSA PRA SÉRIE), tô lendo Talvez Um Dia agora, e esse é o próximo, CERTEZA. Sua resenha me deixou mais curiosa ainda ♥
    com amor, Bru
    Mania de Bruna

    ResponderExcluir
  7. lá vem Collen Hoover acabar com meus canais lacrimais T ___ T gosto demais dos livros dela, ela sabe equilibrar o drama, nada é muito vitimizado. Novembro 9 parece ser assim. a personagem principal carrega seus dramas, Ben é aquele que todo mundo quer ter por perto. eles se completam. adorei o plot do livro, a capa super significativa.

    ResponderExcluir
  8. Marlene!
    Não sei se conseguiria passar um ano inteiro sem me encontrar ou manter contato com alguém de que gosto e isso ainda durante 5 anos.
    Acredito que o bom do livro é ficar sabendo o que acontece a cada um durante esse período em que ficam sem se encontrarem e ao mesmo tempo, acompanhar se resolvem seus problemas pessoais.
    É como disse, a autora tem uma forma própria de conquistar os leitores e os livros sempre são bons.
    Bom final de semana!
    “Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina.” (Cora Coralina)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de JANEIRO dos nacionais, livros + BRINDES e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  9. É por isso que falam que clichê bom é clichê bem escrito ahahahaha não importa se soubermos o final, mas contato que seja bem escrito, tudo bem :)
    Eu te entendo.Desde ugly love, também, estou apaixonada por essa mulher.Ela é DEMAIS.

    :)

    beeijão
    http://www.carolhermanas.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Os livros da Collne nunca deixam de me surpreender até quando tem tudo pra ser um clichê acho que a escritora dá um toque a mais a história de um jeito único, eu ainda não li esse livro mas já li alguns de seus livros e senti isso com sua escrita. Eu confesso que esse boa o livro mais recente dela que estou com mais curiosidade de ler mas não deixaria de ser uma boa leitura, então obrigada pela resenha.

    ResponderExcluir
  11. Ahhh eu há prometi a mim mesa q esse ano eu leio algo da Colleen. Meu Deus sempre vou deixando deixando e nunca leio. Assim como os livros do Neil e da Carina... Desse ano não passa!!! Kkk Quem sabe não começo com essa q parece ser uma linda história d amor? Adorei a resenha!! E acho que vou começar por conhecer a história d Fallon e Ben. Gosto d livros em q os personagens crescem....

    ResponderExcluir
  12. Oi, Marlene!
    Tive o prazer de desfrutar desta belíssima estória no ano passado e a declarei uma das melhores leituras já realizada por mim. Me deliciei com os personagens que foram simplesmente apaixonantes. A estória não poderia ter sido melhor. Amei cada momento que Fallon e Ben passaram juntos, o amor e paixão que compartilhavam e todos os momentos difíceis que eles tiveram, tanto juntos quanto separados.
    Novembro 9 foi o segundo livro da autora que li e agora posso dizer que virei uma fã dela. Quero os demais livros. Lerei até sua lista de compras!
    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Ah é mesmo, até lista de supermercado dessa autora deve ser empolgante de ler! Adoro os livros dela, sempre me emocionam e impressionam pela simplicidade e carga sentimental que tem. A mulher sabe escrever uns troços que me desestabilizam!
    E essa está parecendo outra história muito boa, com personagens apaixonantes e que sim, cometem erros e aprendem a crescer com isso e por causa disso, além de fazer a gente sair suspirando de amores com os dois. Acho que iria adorar e não vejo a hora de ler *-*

    ResponderExcluir
  14. Estou doida pra ler esse livro, curto muito a escrita de Colleen Hoover, parece ser bem emocionante e cada resenha que leio dele me deixa ainda mais ansiosa em conferi essa história.

    ResponderExcluir
  15. Olá!!
    Esse livro têm me perseguido mto...Já fiquei várias vezes namorando ele pra comprar e sempre coloco ouros na frente...Mas qro mto ler ele, espero conseguir em breve...
    O enredo está excelente!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  16. Colleen é pra lá de queridinha!! Li Métrica, Ugly love e It ends with us. Posso dizer que a cada livro tive um amor, quase choros e risos diferentes. Sabe quando vc termina o livro e só quer ficar abraçada com ele? É assim que me sinto com os dela rsrs Não li November 9 ainda, mas gostei demais da resenha. Quero saber como a autora trabalha os traumas da Fallon pq ela é incrível nisso

    ResponderExcluir
  17. Nunca li Um dia e nem me interesso, pois comecei a assistir o filme umas 3x e dormi em todas hahaha achei muito chato!
    No entanto, a Colleen também me ganhou com Ugly Love <3 adoro narrativas intercaladas e personagens cheios dos traumas, acho que me identifico.
    A trama não é original mas confio na autora pra fazer um ótimo trabalho, pois a forma que ela narra é maravilhosa. Pode não ser o melhor livro dela mas eu leria sem pensar duas vezes

    Beijos,
    Kemmy - Duas Leitoras

    ResponderExcluir
  18. Comprei esse livro faz pouco tempo e ainda não li, li O Lado Feio do Amor e adorei, espero gostar desse embora estão dizendo que não é um dos melhores da autora. Achei legal esse encontro dos dois todo ano, mas fiquei me perguntando se não é muito tempo para ver alguém rs. Mas deve ser emocionante ficar aguardando o dia do encontro. Ainda bem que a personagem não fica se lamentando pelo que aconteceu e parece tocar a vida pra frente.

    ResponderExcluir
  19. Sou aquela que, apesar de sempre ler boas resenhas, ainda não leu nada da autora. Tenho um certo receio com essas histórias nas quais os personagens estão entre a fase adolescente e adulta pq tudo tende a ser um dramalhão bobo.
    Mas meu ponto na leitura são personagens sofridos, com cicatrizes externas e internas, que evoluem ao longo da história, crescem diante das provações.
    Adorei a resenha e om certeza este será meu primeiro livro da Colleen.

    ResponderExcluir
  20. Agora fiquei em duvida se já tinha ouvido falar deste livro ou do outro que se parece com ele ~acredito que seja o outro. Adorei este mocinho, Ben, ele aparenta ter um grande coração e isso já me encantou desde o início quando falou da boa ação dele. A capa é maravilhosa e mais este enredo fantástico já fez eu desejar o livro.

    ResponderExcluir
  21. Ainda não li nem um livro da autora Colleen Hoover, mas leio tantos comentários positivos sobre os livros dela que tenho diversos em minha lista de leituras, inclusive Novembro 9, lendo sua resenha e seus comentários positivos, só fiquei mais ansiosa ainda para ler este livro e os outros livros da Colleen Hoover.

    ResponderExcluir
  22. Impossível não lembrar de "um dia" lendo a sinopse e depois da sua resenha, então, muito menos. Não gostei de "Um dia", ao contrário do que muitas pessoas acham do livro, eu achei chato. Isso acaba influenciando na minha maneira de ver este livro também.

    ResponderExcluir

Agradeço muito sua visita e peço que participe do blog, deixando um recadinho. Opiniões, idéias, sugestões, são muito importantes para fazer o blog cada vez melhor!
Assim que possível, retribuirei a visita.

Beijos, Julia G.