Nova Ordem - Chris Weitz


Sinopse: Jefferson, Donna e seus amigos descobriram que os adolescentes não são os únicos que sobreviveram ao vírus e, em meio ao caos do resgate da Marinha, eles se separam. Jefferson volta para Nova York e tenta levar a Cura para a tribo da Washington Square, enquanto Donna vai parar na Inglaterra, onde se depara com um mundo pós-Ocorrido inimaginável. Mas um desastre ainda maior que a Doença está prestes a acontecer, e Donna e Jefferson só poderão evitá-lo se acharem o caminho de volta um para o outro.(Skoob)
WEITZ, Chris. Nova Ordem. Editora Seguinte, 2015. 266 p.

Uma das melhores leituras que tive em 2015, foi de Mundo Novo. É uma distopia criativa, com personagens cativantes, ação incessante e um final que deixa o leitor apreensivo. Por isso, estava ansioso para sua continuação, Nova Ordem. Tenho ela na minha estante há bastante tempo, mas não lia por apenas um motivo: queria saborear a nova aventura e tinha receio de não ser tão boa quanto a primeira.

E realmente não é. Infelizmente.

A narrativa permanece igual, com capítulos alternados entre os dois personagens principais, Jefferson e Donna, e mais um ou outro de algum personagem secundário. Após os eventos do primeiro livro, todos são levados para um porta-aviões americano, onde algumas das perguntas sobre o que aconteceu com o mundo são respondidas. Mas quando eles pensam que as coisas podem melhorar, logo descobrem que não é bem assim.

Então, a turma é dividida: Jefferson e os outros voltam para Nova York em busca de uma forma de entregar a cura para os jovens, além da busca de um determinado artefato; e Donna é enviada para Londres.

Assim, o leitor acompanha o que ocorre nesses dois lugares, mas a parte de Jefferson é uma repetição de muita coisa do primeiro livro. Não apenas pelo reencontro com os mesmos personagens, mas de situações mesmo, inclusive a volta de alguém que não é muito bem explicado o motivo de ter voltado.

Já a parte de Donna é o que salva o livro. Ela se envolve em uma trama misteriosa, recheada de traições e malícia, e está sozinha. Assim, acompanhamos apreensivos a forma como ela poderá enfrentar cada uma das situações que aparecem, e como ela poderá se livrar delas, praticamente sem ajuda de ninguém. E mais, como ela fará para reencontra Jefferson e os outros amigos.

Mesmo assim, essa parte interessante de Donna, não é suficiente para salvar uma história que começou de forma esplêndida. A sensação que fica, é que o autor está enrolando para conseguir chegar no terceiro livro. E é um fato de que o livro do meio de uma trilogia, bem como um filme, é o mais complicado de ser feito, porque ele precisa reunir as informações necessárias para completar o primeiro e iniciar o terceiro.

Felizmente, esse terceiro já está nas minhas mãos e já comecei a leitura. Em breve, resenha do fechamento dessa trilogia!
Carlos H. Barros
Carlos H. Barros

Carlos tem várias paixões: livros, gibis (muitos gibis), filmes, séries e jogos (muitos jogos de PC e consoles), fotografia, natação, praia e qualquer chance de viajar para conhecer novos lugares e pessoas. Lamenta o dia ter apenas 24 horas - é muito pouco -, e não saber desenhar. Autor também do blog Gettub

9 comentários:

  1. Olá Carl!
    Não conhecia as obras ainda, parece bacana, eu gostei das capas tbm, me agradou, vai pra listinha.
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Olá!!
    Não conhecia esses livros e nem o autor, mas devo dizer que a premissa me interessou.
    Acho muito difícil que eu vá ler esse livro, pois tenho muitas leituras na frente, mas gostei da indicação. Bjos!

    ResponderExcluir
  3. Carl!
    Fazia tempo que não via 'a maldição do segundo livro', achei até que alguns escritores tinha descoberto a fórmula de passar por ele, sem ser repetitivo ou com poucas informações.
    Um pena que não foi o caso aqui, porque trazer situações e passagens repetitivas do primeiro livro, torna a leitura enfadonha e mesmo a paarte boa, não supre totalmente a necessidade do leitor.
    Tomara que o terceiro livro seja bom.
    Desejo uma ótima semana!
    “Demore na dúvida...E descubra a sabedoria que insiste em se esconder na ausência de palavras.” (Padre Fábio de Melo)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE JULHO 3 livros, 3 ganhadores, participem.
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Olá! Não conhecia esse livro, curto muito uma distopia e essa parece mesmo ser bem criativa, a resenha me deixou bastante curiosa em conferi essa trilogia.

    ResponderExcluir
  5. Quando encontramos um livro muito bom, da medo mesmo do segundo não superar as expectativas, é uma pena, mas quem sabe o terceiro se supero, mas pelo menos teve uma parte boa a da personagem com mistério que gosto muito.

    ResponderExcluir
  6. Oi Carlos, não conhecia essa trilogia distópica. Curiosa para ver a sua opinão sobre o terceiro livro ~ de repente me animo com a leitura dos 3 (apesar do segundo livro não ser tão bom). Um beijo!

    Não Me Mande Flores

    ResponderExcluir
  7. Nunca ouvi falar sobre este livro, mas parece ser bem legal. Gostei da sinopse, da ideia do livro quem sabe um dia eu leia. É meio chato quando o segundo livro não é tão bom quanto o primeiro, mas espero que o terceiro seja melhor.

    Visitem meu blog!
    https://garotaeraumavez.blogspot.com.br/
    Obrigada!

    ResponderExcluir
  8. Eu ouvi bastante gente falar do primeiro livro dessa série, mas ainda não tinha visto o 2°. E acho bem interessante do que a história trata. Mas acho que vou me incomodar pela história ser superficial. Ainda não decidi se quero ler essa série, acho que vou esperar o último livro ser lançado para decidir...

    ResponderExcluir
  9. Como gosto de distopias, me interesso em ler Mundo Novo e Nova Ordem. Uma pena este livro não ser tão bom quanto Mundo Novo, e de ter acontecimentos repetidos do primeiro livro, espero que o terceiro livro seja bom, pois pretendo ler esta trilogia.

    ResponderExcluir

Agradeço muito sua visita e peço que participe do blog, deixando um recadinho. Opiniões, idéias, sugestões, são muito importantes para fazer o blog cada vez melhor!
Assim que possível, retribuirei a visita.

Beijos, Julia G.