Agora e para sempre, Lara Jean - Jenny Han

Sinopse: Em Para todos os garotos que já amei, as cartas mais secretas de Lara Jean — aquelas em que se declara às suas paixonites platônicas para conseguir superá-las — foram enviadas aos destinatários sem explicação, e em P.S.: Ainda amo você Lara Jean descobriu os altos e baixos de estar em um relacionamento que não é de faz de conta. Na surpreendente e emocionante conclusão da série, o último ano de Lara Jean no colégio não podia estar melhor: ela está apaixonadíssima pelo namorado, Peter; seu pai vai se casar em breve com a vizinha, a sra. Rothschild; e sua irmã mais velha, Margot, vai passar o verão em casa. Mas, por mais que esteja se divertindo muito — organizando o casamento do pai e fazendo planos para os passeios de turma e para o baile de formatura —, Lara Jean não pode ignorar as grandes decisões que precisa tomar, e a principal delas envolve a universidade na qual vai estudar. A menina viu Margot passar pelos mesmos questionamentos, e agora é ela quem precisa decidir se vai deixar sua família — e, quem sabe, o amor de sua vida — para trás. Quando o coração e a razão apontam para direções diferentes, qual deles se deve ouvir? (Skoob)

Livro recebido em parceria com a Editora.
HAN, Jenny. Agora e para sempre, Lara Jean. Editora Intrínseca, 2017. 304p.


O primeiro livro sobre Lara Jean, Para todos os garotos que já amei, foi um dos romances mais fofos que li em 2015 (resenha, aqui). Todos os personagens tinham sua importância na trama, e a principal, Lara, trilhava um caminho de aprendizado, de amadurecimento, quanto a seus sentimentos amorosos, como quanto a suas relações dentro da família, em particular com a irmã mais velha. 

Assim, comecei a ler Agora e para sempre, Lara Jean, com um misto de esperança de que a autora mantivesse a qualidade do primeiro livro, mas com medo de que ocorresse o contrário. Bem, para não criar expectativa desnecessária, digo já que ela conseguiu, felizmente.

A narrativa é intimista, em primeira pessoa, e conseguimos perceber que Lara ainda tem inseguranças, mas não quanto às coisas que já viveu, apenas sobre aquilo que ainda vai viver e não conhece, como sua faculdade. Ela está tão mais madura, que consegue tomar decisões de forma melhor que a irmã mais velha, especificamente em reação ao casamento do pai com a vizinha, e em relação à irmã mais nova, que está mais crescida, começa a ter mudanças físicas e de comportamento, e Lara sente que indo para a faculdade, poderá perder isso.

O que Lara sente por Peter também se firmou, não existem mais as dúvidas infantis quanto ao que cada um sente pelo outro, apenas ajustes que se tornam necessários em qualquer relacionamento amoroso que precisa passar por decisões sobre o futuro, no caso, sobre a distância que os irá separar por frequentarem faculdades diferentes. O legal é que Lara não tem dúvidas de que se manterá fiel ao que sente, independente da distância, e isso, novamente, comprova o quanto a personagem aprendeu.

Existem diversos outros pontos no livro, como o relacionamento do pai, seu casamento, a nova mãe, o novo namorado de Margot, o problemas de Peter com seu pai ausente e com sua mãe manipuladora, além de outras tramas que dão vontade de acompanhar, não pelo suspense, porque todas são triviais, mas pela forma emocional que a personagem usa na narrativa para descrevê-las, e o quanto cada uma delas é importante dentro de sua vida.

Um ponto curioso nesta edição, é que a autora traz uma pequena visão de como a vida dos americanos é paranóica no seu dia-a-dia. Em um trecho, quando Laura e Peter estão visitando Nova York e no edifício Empire State, ele deixa uma mochila no terraço, perto de Laura, para que ela encontre e se surpreenda com o que tem no interior. Acontece que, para os americanos, uma mochila abandonada, significa a possibilidade de uma bomba, um atentado terrorista, e o jovem casal quase se complica com essa atitude inocente.

Agora e para sempre, Lara Jean encerrou a trilogia com qualidade, com emoção, com ternura e com uma mensagem de sabedoria para a maioria de nós. Ficarei com saudades de Lara e Peter.


Carlos H. Barros
Carlos H. Barros

Carlos tem várias paixões: livros, gibis (muitos gibis), filmes, séries e jogos (muitos jogos de PC e consoles), fotografia, natação, praia e qualquer chance de viajar para conhecer novos lugares e pessoas. Lamenta o dia ter apenas 24 horas - é muito pouco -, e não saber desenhar. Autor também do blog Gettub

10 comentários:

  1. Oi Carl!
    Achei linda sua resenha, ainda não li os livros da autora, sinto que cada vez mais me apaixono pela forma que ela desenvolve suas obras, espero em breve ler e tornar ainda mais admiradora dela.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  2. Oi, Carl. Li sua resenha mais que emocionada porque com certeza, Lara Jean e seus amigos deixarão saudades. O que eu amei na autora é justamente essa simplicidade de nos convencer que a Lara poderia ser qualquer um de nós. Amo ver "gente como a gente" nos livros, e meu ship favorito sempre vai ser ela e Peter (que eu também quero pra mim).

    ResponderExcluir
  3. Oi Carl.
    Essa é a próxima série que eu pretendo ler e de tanto falar sobre a Lara, sei que vou gostar muito da personagem. Prefiro narrativas em primeira pessoa porque aproxima o personagem do leitor e torna tudo mais real.
    Amei a evolução que a autora fez para a Lara. Ela foi crescendo conforme as coisas aconteciam na vida dela e lidou com isso de forma madura.
    Enfim, ansiosa para ler!

    ResponderExcluir
  4. Gostei da resenha mostrando que a protagonista sempre vai ficando mais madura ao longo dos acontecimentos que marcam a sua vida.
    Ainda não li a nenhum livro mas agora que já lançou o ultimo eu já animo a ler.
    Até mais!!!

    ResponderExcluir
  5. Olá! Ainda não li os dois primeiros livros dessa série, parece mesmo ser uma história super fofa, cada resenha que vejo dos livros me deixa ainda mais curiosa em conferi isso tudo que dizem.

    ResponderExcluir
  6. Oi carl!
    Não é meu tipi de livro, mas gostei da resenha é bem explicado

    ResponderExcluir
  7. Carl!
    Não li nenhum ainda, mas como gosto do estilo, até poderia ler e acompanhar todo amadurecimento de Lara e suas novas decisões a serem tomadas.
    Acredito que esse lance de colocar uma trilogia, onde alguns livros são desnecessários, é apenas jogada de marketing para poder vender mais livros. O primeiro bom, o segundo ruim e o final em grande estilo, jogada, né?
    Bom feriado!
    “Saber envelhecer é a grande sabedoria da vida.” (Henri Amiel)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE JUNHO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

    ResponderExcluir
  8. Parece ser uma historia muito linda e que mexe com a gente, pois a personagem passa por coisas que nos também passamos, passa parece que mostra mais uma lado da família, do seu crescimento, que vai entendendo melhor as coisas e sabendo lidar com elas. É tão bom quando os livros nos passam mensagens e ficamos pensando sobre elas.

    ResponderExcluir
  9. Tenho o primeiro livro, estou aguardando comprar a continuação para começar a ler e assim conhecer Lara e suas decisões.
    ronida_sindi@hotmail.com

    ResponderExcluir
  10. Olá Carlos!!!
    Sabe aquele momento que você mega ultra deseja os outros livros que faltam dessa trilogia??
    Sim, eu estou nessa porque desejo o segundo e esse terceiro livro maravilhoso.
    Eu acho interessante ver o quanto a personagem amadureceu do primeiro livro pra cá e como sua história se tornou algo mais interessante, apesar da trivialidade acho que temos que pensar que como nós também temos uma vida ás vezes trivial e aí podemos nos sentir mais próximos dos personagens.
    Gostei muito da sua resenha!!!

    lereliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir

Agradeço muito sua visita e peço que participe do blog, deixando um recadinho. Opiniões, idéias, sugestões, são muito importantes para fazer o blog cada vez melhor!
Assim que possível, retribuirei a visita.

Beijos, Julia G.