O adulto - Gillian Flynn

Sinopse: Uma jovem ganha a vida praticando pequenas fraudes. Seu principal talento é a capacidade de dizer às pessoas exatamente o que elas querem ouvir, e sua mais recente ocupação consiste em se passar por vidente, oferecendo o serviço de leitura de aura para donas de casa ricas e tristes.
Certo dia, ela atende Susan Burkes, que se mudou há pouco tempo para a cidade com o marido, o filho pequeno e o enteado adolescente. Experiente observadora do comportamento humano, a falsa sensitiva logo enxerga em Susan uma mulher desesperada por injetar um pouco de emoção em sua vida monótona e planeja tirar vantagem da situação.
No entanto, quando visita a impressionante mansão dos Burke, que Susan acredita ser a causa de seus problemas, e se depara com acontecimentos aterrorizantes, a jovem se convence de que há algo tenebroso à espreita. Agora, ela precisa descobrir onde o mal se esconde, e como escapar dele. Se é que há alguma chance.
Em seu estilo inconfundível que arrebatou milhares de fãs, Gillian Flynn traça surpreendentes e intrigantes perfis psicológicos dos personagens e tece uma narrativa repleta de suspense ao mesmo tempo em que brinca com elementos clássicos do sobrenatural. (Skoob)
FLYNN, Gillian. O adulto. Editora Intrínseca, 2016. 64 p.


Que Gillian Flynn não é uma autora padrão, todo mundo já deve ter ouvido falar. Mas é inegável que alguma genialidade é necessária para inserir em um conto de cinquenta páginas todas as características de sua escrita e ainda conseguir enredo o suficiente para deixar o leitor impressionado diante de suas reviravoltas. Isso definitivamente me surpreendeu em O adulto.

O conto, publicado originalmente na antologia Rogues, editada por George R. R. Martin, foi lançado no Brasil ela Editora Intrínseca na forma de livro. Apesar de narrar uma história curta, a trama não deixa a desejar, pois consegue deixar o leitor de queixo caído mesmo diante de tão poucas páginas.

Sua protagonista, como todas as da autora, é inescrupulosa, egoísta e bem longe do politicamente correto. Ela é uma trapaceira cretina que quer se dar bem, mesmo que isso signifique se meter em uma casa "mal assombrada" para lucrar às custas da proprietária. Só que, quanto mais tempo passa lá dentro, mais ela percebe que as coisas estão fora de seu controle.

"[...] Estacionei, saltei do carro e respirei fundo aquele ar otimista da primavera.
Mas então vi a casa de Susan. Realmente parei e encarei. Depois estremeci."

Chega a ser engraçado como Flynn consegue ser imprevisível. Por mais que os leitores conheçam suas outras obras e tenham um breve vislumbre de que pode acontecer qualquer coisa, tenho certeza que mesmo a ideia mais mirabolante não chega perto do que a autora preparou. Eu, particularmente, podia imaginar várias respostas para o mistério da trama, mas não o que foi de fato.

O adulto mistura uma narrativa dinâmica e uma boa dose de suspense. Nada muito assustador, mais o suficiente para arrepiar os cabelos de vez em quando e aumentar o entrosamento com a história. O único problema, na minha opinião, foi que a história parou em um ponto de divergência e deixou ao leitor a escolha sobre seu final, sem expressá-lo de fato. Quando virei a página e percebi que tinha sido a última, fiquei com inúmeras perguntas sem respostas, com as quais tive de me contentar. Talvez o livro precisasse de mais páginas. Ou talvez pudesse ter finalizado um pouquinho antes.

Ainda assim, O Adulto é uma leitura surpreendente e arrasadora, bem ao estilo de Gillian Flynn.
Ju - Conjunto da Obra
Ju - Conjunto da Obra

Apaixonada pela leitura desde a infância, tantos livros lidos que é impossível quantificar. Alguém que vê os livros como uma forma de viajar o mundo e lugares mais incríveis que possam ser criados pela imaginação, sem precisar sair do lugar. Tem o blog como uma forma de dividir experiências e, principalmente, as emoções que as leituras despertaram, para compartilhar idéias e aproveitar sugestões de leitura, envolvendo mais e mais pessoas em um mundo onde a imaginação não tem limites.

12 comentários:

  1. Oi Ju
    Eu gosto muito da escrita desta autora, porque ela nos envolve de um jeito que é impossível parar de ler. Lendo sua resenha eu reconheci este conto, tenho impressão de ja o ter lido, talvez em e-book, eu não lembro, mas o contexto me é familiar.

    Beijinhos
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Ola,
    Nao tinha ouvido fala dessa autora, mas o livro é bem interessante com uma pitada de suspense e mistério. Gostei bastante da trama, só a personagem me pareceu bem diferente.

    ResponderExcluir
  3. Ainda não li nada da autora, mas fiquei curiosa com esse conto, pois tem mistério que adoro e é imprevisível gosto de ser surpreendida, esta cada vez mais difícil achar algo assim. Essa personagem é bem diferente nada daquelas mocinhas do bem rs. Só não gostei desse final em aberto, gosto mais quando é fechado e tudo é explicado.

    ResponderExcluir
  4. Ju!
    Ficou um conto em aberto, né?
    Não li esse livro dela ainda, mas bem quero, diante de toda sua forma inédita de escrita e inusitada dos fatos, com reviravoltas inesperadas, é no mínimo intrigante.
    Por coincidência hoje a tarde assisti Garota Exemplar.
    Bom final de semana!
    “A solidão é a mãe da sabedoria.” (Laurence Sterne)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE MAIO 3 livros, 3 ganhadores, participem.
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Júlia!!
    Ainda não li nada da autora mas esse conto me pareceu perfeito para conhecer a escrita da autora já li a respeito de alguns livros dela e foram só comentários positivos então gostaria de ler.
    Abraços!!!

    ResponderExcluir
  6. O único livro que eu li da Flynn foi A Garota Exemplar e pude perceber como a escrita dela é fora do padrão mesmo. Ela tem essa coisa de criar personagens complexos e te deixar de queixo caído com a história. Eu ia comprando esse livro na bienal, porém devido o livro ser tão curtinho eu não levei :/ mas eu vou ler com certeza.
    bjus

    ResponderExcluir
  7. Oi Ju!
    Não li nenhum livro da autora ainda, desde q comecei acompanhar resenhas da antologia tenho me interessado mto em conhecer a escrita e o enredo que parecem bacanas...
    Bjs!

    ResponderExcluir
  8. Um livro de poucas paginas mas que deixa o leitor de queijo caído com a história. Gostei da resenha, quero muito ler o livro.

    ResponderExcluir
  9. Oi Ju! Estou doida pra ler esse livro, curto muito a escrita da Gillian Flynn, gostei muito de Garota Exemplar, essa resenha me deixou ainda mais curiosa em conferi esse conto.
    Bjs

    ResponderExcluir
  10. Gillian Flynn é maravilhosa. Sempre tenho vontade de mata-la no final dos livros e isso é uma coisa totalmente boa :)
    O fato da história ser um conto me deixa receosa quanto ao conteúdo da história e o final. Tenho certeza que vou adorar o conto, pois não tem como, sempre amo odiar as personagens de Gillian Flynn.

    ResponderExcluir
  11. Sempre vejo falar sobre o quanto é maravilhosa a escrita dela, e quero muito conhecer mas ainda não tive a oportunidade. O que mais me chamou a atenção foi saber que é tudo imprevisivel, isso faz a leitura ficar ainda melhor.

    ResponderExcluir
  12. Impressionante como um conto curtinho estão impressos todas as características da escrita da autora e ainda deixar boquiaberta com uma trama bem elaborada.
    Não gosto de finais abertos então esse seria um ponto negativo para mim.

    ResponderExcluir

Agradeço muito sua visita e peço que participe do blog, deixando um recadinho. Opiniões, idéias, sugestões, são muito importantes para fazer o blog cada vez melhor!
Assim que possível, retribuirei a visita.

Beijos, Julia G.