Leah fora de sintonia - Becky Albertalli

Créditos da Imagem: Blog Entre Linhas
Sinopse: Leah odeia demonstrações públicas de afeto. Odeia clichês adolescentes. Odeia quem odeia Harry Potter. Odeia o novo namorado da mãe. Odeia pessoas fofas e felizes. Ela odeia muitas coisas e não tem o menor problema em expor suas opiniões. Mas, ultimamente, ela tem se sentido estranha, como se algo em sua vida estivesse fora de sintonia. No último ano do colégio, em poucas semanas vai ter que se despedir dos amigos, da mãe, da banda em que toca bateria, de tudo que conhece. E, para completar, seus amigos não fazem ideia de que ela pode estar apaixonada por alguém que até então odiava, uma garota que não sai de sua cabeça.
Nesta sequência do sucesso Com Amor, Simon, vamos mergulhar na vida e nas dúvidas da melhor amiga de Simon Spier. Em um livro só dela, mas com participações mais do que especiais dos personagens do primeiro livro, vamos acompanhar Leah em sua luta para se encontrar e saber com quem dividir suas verdades e seus sentimentos mais profundos.
Em Leah fora de sintonia, Becky Albertalli mostra por que é uma das vozes mais importantes e necessárias de sua geração. Sem nunca soar didática, a escritora lança mão dos mesmos ingredientes que tornaram Com Amor, Simon um sucesso mundial: a leveza, o senso de humor, a representatividade e a certeza de que vale a pena contar histórias sobre jovens que podem até estar perdidos, mas estão determinados a encontrar seu caminho. (Skoob)

Livro recebido em parceria com a Editora
ALBERTALLI, Becky. Leah fora de sintonia. Editora Intrínseca, 2018. 320 p.


Muito embora eu não tenha lido o livro mais famoso de Becky Albertalli - Simon vs a agenda homo sapiens - pude conferir a forma como a autora constrói seu texto em Os 27 crushes de Molly e adorei a naturalidade com que ela trata questões que a sociedade insiste em complicar, como os padrões de beleza e a sexualidade, tudo isso sem deixar de lado o turbilhão que é a adolescência. A autora tem aquele tipo de escrita que serve para todos os leitores, pois é difícil não se identificar com pelo menos um dos pontos trazidos na história.

Leah fora de sintonia traz a perspectiva de Leah, melhor amiga de Simon, uma garota que se sabe bissexual e que está "acima do peso". O interessante é que ela se reconhece assim e pronto, isso não é uma questão - mesmo que ela nunca tenha contado para os seus amigos que é bi. Nesse ponto, a história não se restringe a discutir esses detalhes, Leah é uma pessoa e, sendo assim, tem aspectos que vão muito além de seu corpo e sua sexualidade.

Um dos pontos principais foi o conflito que a protagonista passava ao saber que o fim do ensino médio estava se aproximando. Ela relutava em reconhecer o quanto isso a afetava e tentava não demonstrar seus sentimentos, mas todo mundo sabe que é impossível esconder seus receios, pois eles se mostram das mais diferentes formas - seja pela tristeza, seja pela raiva. Afinal, as mudanças são assustadoras. E ainda tinha um agravante, é claro: Leah estava apaixonada.

O romance do livro é uma coisa fofa de doer. Sério. É bonito ver como a autora trata esse sentimento, ao mostrar aquela fase das borboletas no estômago, aquele frio na barriga e a sensação do primeiro beijo. Adorei como Becky conseguiu transformar em palavras a inconstância do primeiro amor, a aflição que ele causa, mas, principalmente, as coisas boas que vêm com ele.

Como personagem, acho que Leah podia ser um pouco menos chata. Além de ser mal-humorada e mal agradecida, principalmente com sua mãe, ela fazia dramas gigantes com coisas que poderiam ser esclarecidas com um pouco de conversa. Mesmo assim, a autora consegue expor as razões da personagem para cada atitude e, ainda que eu não concorde com algumas delas, é possível compreendê-la.

Senti falta do aprofundamento de alguns personagens, pois tive a impressão de que não os conhecia de verdade, como Abby, Nick e Simon. Talvez pelo fato de que eles já foram apresentados no primeiro livro, que eu não li, mas eu não consegui construir uma personalidade completa para eles.

De qualquer forma, Leah fora de sintonia é um retrato da adolescência e dos conflitos por que todos passam, um livro leve e cheio de representatividade.
Ju
Ju

Apaixonada pela leitura desde a infância, tantos livros lidos que é impossível quantificar. Alguém que vê os livros como uma forma de viajar o mundo e lugares mais incríveis que possam ser criados pela imaginação, sem precisar sair do lugar. Tem o blog como uma forma de dividir experiências e, principalmente, as emoções que as leituras despertaram, para compartilhar idéias e aproveitar sugestões de leitura, envolvendo mais e mais pessoas em um mundo onde a imaginação não tem limites.

11 comentários:

  1. Já li os outros dela e tô com esse pra ler. Gosto também do jeito natural que ela trata uns assuntos pesados e parece legal a forma como não deixou peso e sexualidade definir a garota nesse. Um romance fofo, aqueles medos do fim da escola e mudanças...tem coisas que qualquer um se identifica fácil e a personagem parece tão fácil de gostar. Mias um dela que acho que vou gostar bastante de ler ^^

    ResponderExcluir
  2. Também não li Simon, mas morro de vontade conhecer o trabalho da autora, tanto nele, quanto em os 27 Crushs, sucesso na época!
    Leah não foi tão bem aceito, talvez por este não aprofundamento dos personagens. Pois lendo acima, a gente entende que o cenário foi muito bem construído e os enredos leves sempre deixam a gente mais feliz.
    Com certeza, quero muito conferir!!!
    Beijo

    ResponderExcluir
  3. Realmente só ouço coisas boas sobre a escrita da autora, gostei bastante dessa história e de como ela aborda temas importantes de uma forma tão legal de se ler. Acho que estamos precisando de mais autores que falem sobre esses temas e que alcancem cada vez mais pessoas. Leah fora de sintonia me parece ótimo e pros fãs de Simon deve ser ainda melhor ter um pouco mais do personagem agora no ponto de vista da melhor amiga

    ResponderExcluir
  4. Estou lendo esse livro e amando - nem li a resenha completa para não pegar alguma informação.
    Leia Simon vs. A agenda homo sapiens, é muito encantador.

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Não li nada da Becky Albertalli, histórias de adolescentes enfrentando seus problemas não costumam me interessar, ainda mais quando esses adolescentes se comportam igual a Leah - mal-humorada, mal agradecida e que faz dramas com coisas que poderiam ser resolvidas com conversa, acho esse drama algo bastante negativo... por isso não pretendo ler Leah fora de sintonia. Abraços!

    ResponderExcluir
  6. Não li nada da autora ainda, mas quero muito ler Simon vs. A agenda homo sapiens, adorei o filme. Fiquei meio com o pé atrás pela personagem ser chata, não tenho muita paciência com isso, mas parece ser um livro interessante devido aos temas abordados e os conflitos que essa fase passa, podemos ter passado por isso também, tem momento que não são nada fáceis, o romance deve ser daqueles que deixa um quentinho no coração aiai.

    ResponderExcluir
  7. Olá Ju! Estou doida pra ler esse livro, gostei muito de Simon vs a agenda homo sapiens, curto muito a ecrita da autora, cada resenha que vejo dele me deixa ainda mais curiosa em conferi essa história.
    bjs

    ResponderExcluir
  8. Oi, Ju
    Ainda não li nada da autora e Leah será minha próxima leitura.
    Pela sua resenha tenho certeza que vou gostar do livro mesmo que Leah seja mal humorada e mal agradecida, mas muitas pessoas nessa idade já foram assim.
    Enfim, espero gostar da leitura e quero ler os outros 2 livros da autora.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Apesar de já ter passado da fase da adolescência, eu amo livros que falam sobre essa fase tão inconstante da nossa vida.
    Nós acabamos lembrando de que já passamos por algum momento que é relatado na história, ou para aqueles que ainda vivem essa fase, se preparam para passar rsrs
    Gostei do enredo e da proposta do livro. É normal ficarmos com um pouco de raiva do protagonista kkkk acontece comigo sempre.
    Adorei a resenha.

    Bjos

    ResponderExcluir
  10. Não é o tipo de livro que leio, mas ja acompanhei algumas resenhas sobre os livros da autora e da forma que ela escreve, o que cativa o leitor, sendo importante para o sucesso da obra.

    ResponderExcluir

Agradeço muito sua visita e peço que participe do blog, deixando um recadinho. Opiniões, idéias, sugestões, são muito importantes para fazer o blog cada vez melhor!
Assim que possível, retribuirei a visita.

Beijos, Julia G.