A vida que enterramos - Allen Eskens

Sinopse: A única coisa que Joe Talbert deseja é terminar o trabalho da faculdade: entrevistar um estranho e escrever uma breve biografia. Com os prazos se aproximando, o garoto decide ir a um asilo para encontrar o tão desejado objeto de trabalho. Lá ele conhece Carl Iverson e logo a vida de Joe vai ter mudado para sempre.
Veterano da Guerra do Vietnã, desenganado com apenas alguns meses de vida, Carl foi internado na casa de repouso em liberdade condicional devido ao estágio avançado de câncer depois de trinta anos preso pelos crimes de estupro e assassinato. À medida que escreve sobre a vida de Carl, principalmente sobre o período que o homem passou na guerra, Joe começa a ter dificuldade de conciliar o heroísmo do soldado com os desprezíveis atos do criminoso.
Acompanhado de Lila, sua vizinha cética, Joe se lança em uma busca pela verdade, mas lidar com a mãe perigosamente disfuncional, a culpa de deixar o irmão autista sozinho em casa e uma lembrança assustadora vão malograr seus esforços.
Fio por fio, Joe começa a desfazer a intricada tapeçaria do crime de Carl, mas, quanto mais se aproxima das reais circunstâncias do crime, mais nós aparecem. Joe vai conseguir descobrir a verdade ou já é muito tarde para escapar? (Skoob)

Livro recebido em parceria com a Editora
ESKENS, Allen. A vida que enterramos. Intrínseca, 2017. 272 p.


Quando decidi que queria ler A vida que enterramos, de Allen Eskens, estava preparada para uma leitura pesada e sombria, que foi o que imaginei a partir da sinopse do livro. Não foi isso, porém, que encontrei na obra, mas uma leitura quase leve e muito envolvente, ainda que tratasse de um assassinato e da história de um criminoso condenado à beira da morte.

Na trama, Joe precisa escrever uma biografia como trabalho para a faculdade e, ao buscar um desconhecido em um asilo, acaba se deparando com Carl Iverson, condenado pelo estupro e assassinato de uma garota de 14 anos há mais de três décadas. Carl aceita contar sua história para o jovem, e ele nem imagina o quanto a verdade sobre esse crime pode mudar sua própria vida.

"[...] - Não importa quanto você tente, há certas coisas das quais você simplesmente não consegue fugir."

A obra de Eskens se constrói em capítulos curtos, pela perspectiva de Joe em primeira pessoa, caracterizada mais por narração do que por descrição, o que dá agilidade ao texto. Ainda quando conta as pequenas passagens do dia a dia do protagonista, o autor não se estende em aspectos desimportantes e torna a leitura bastante dinâmica. É interessante perceber como Eskens se utiliza dos momentos alheios à investigação para dar forma a seus personagens, todos bem construídos e abarcados em sua trama.

Nessa configuração, não apenas Joe e Carl merecem atenção durante o livro. Os personagens secundários ganham também espaço e complementam a narrativa. Jeremy, irmão autista de Joe, por exemplo, tem seu modo único e influencia bastante no desfecho da história, ainda que involuntariamente. Da mesma forma, a mãe de Joe, bipolar e alcóolatra, assim como seu avô falecido, impactam na trajetória do personagem. Por fim, Lila, a vizinha que construiu um muro de proteção para não se aproximar de Joe por um bom tempo, vê suas defesas sendo derrubadas pouco a pouco e se envolve ativamente na busca por respostas. Essas diversas perspectivas e trajetórias de vida eclodem, de algum modo, e impulsionam para refazer os passos daquele crime ocorrido tantos anos antes.

"[...] Naquele dia, decidi viver a vida em vez de apenas existir. Se eu morresse e descobrisse o paraíso do outro lado, isso seria muito bom, muito legal. Mas se eu não vivesse a minha vida como se já estivesse no paraíso, morresse e encontrasse apenas o nada, bem... eu teria desperdiçado a chance. Eu teria desperdiçado a minha única oportunidade de estar vivo."

A vida que enterramos é uma boa mistura de suspense e investigação, permeado por uma ou outra cena de perigo que insere alguma adrenalina durante a leitura. Não é um daqueles livros cheios de reviravoltas, mas a graça dele está exatamente na sua objetividade e na razoabilidade das descobertas feitas por Joe e Lila. Trata-se de acompanhar descobertas aceitáveis e verossímeis, sem insights discrepantes da realidade.

Allen Eskens conseguiu construir um livro "pé no chão" e gostoso de acompanhar, perfeito para quem gosta de livros investigativos e policiais.
Ju - Conjunto da Obra
Ju - Conjunto da Obra

Apaixonada pela leitura desde a infância, tantos livros lidos que é impossível quantificar. Alguém que vê os livros como uma forma de viajar o mundo e lugares mais incríveis que possam ser criados pela imaginação, sem precisar sair do lugar. Tem o blog como uma forma de dividir experiências e, principalmente, as emoções que as leituras despertaram, para compartilhar idéias e aproveitar sugestões de leitura, envolvendo mais e mais pessoas em um mundo onde a imaginação não tem limites.

26 comentários:

  1. Olá Ju!
    Apenas pela capa eu leria,, sem ler resenhas tbm,, é uma linda história, adoro essas misturas que os autores trazem, vou anotar na listinha e espero ler loguinho...
    Bjs!!

    ResponderExcluir
  2. Oi Ju!
    Quando li a sinopse também esperei uma leitura bem sombria, mas percebi que mesmo não sendo o livro consegue envolver o leitor. Não sei se teria estômago para ler as partes que contam o crime de Carl, mas por ele ser veterano da guerra deve ter passagens interessantes. Essa mistura toda de suspense, investigação, e acho que talvez até um pouco de romance deixou toda a história maravilhosa. Com certeza irei ler.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Oi Ju
    Primeira vez que vejo este livro e sua resenha me despertou interesse. Apesar do tema forte, parece ser uma leitura gostosa, gostei do enredo e seus comentários me deixaram curiosa pela obra. Fiquei com vontade de ler.

    Beijinhos
    https://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Olá Ju!
    Fiquei imensamente interessada em ler o livro, gosto muito de livros de Suspense e Investigação, pela sinopse do livro parecia ser bem sombrio, que bom que é uma leitura quase leve e envolvente, gostaria muito de ler se tiver oportunidade. Adorei a Dica, vai para a lista de Desejados!!

    ResponderExcluir
  6. oiii ! fiquei bastante interessada em ler o livro, tem um suspense muito grande e fiquei curiosa p saber mais sobre a vida de Carl, o livro parece ser ótimo e adorei saber que a leitura é dinamica e os personagens são bem construidos, isso é essencial p um livro ser bom.

    ResponderExcluir
  7. Oi, Ju. Ler a biografia de um assassino e estuprador sendo contada dentro de uma história, é algo forte, mas que ao mesmo tempo nos dá a oportunidade de saber um pouco sobre a vida do criminoso, o que o levou a cometer tal atrocidade (mesmo que não seja algo justificável), e tentar entender sua mente. Fiquei com uma pulga atrás da orelha... Será que ele é mesmo o verdadeiro assassino?

    ResponderExcluir
  8. Gostei, quando li a sinopse também que seria um livro mais pesado e sombrio, a capa também me mostrou isso, não sou muito fã de ler livros "pesados", sempre acabo enrolando na leitura e ficando impaciente, então a resenha foi além de uma surpresa foi um incentivo, gosto de livros com essa temática de investigação, e juntar isso a um livro mais pé no chão, é um prato cheio pra mim ler.

    ResponderExcluir
  9. Ju!
    Uau!
    Faz tempo que não vejo um livro policial tão bem escrito, estruturado e verossímil que dá mesmo vontade de acompanhar a jornada de Joe e Lila até o final cheio de adrenalina e ação, mesmo que não seja tão surpreendente.
    Já anotei aqui para poder ir em busca.
    Desejo Um domingo fabuloso e Novo Ano repleto de realizações!!
    “Chega de velhas desculpas e velhas atitudes! Que o ano novo traga vida nova, como o rio que sai lavando e levando tudo por onde passa.” (Desconhecido)
    cheirinhos
    Rudy
    1º TOP COMENTARISTA do ano 3 livros + Kit de papelaria, 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  10. Quando vi a capa já liguei ao livro Criança 44, achei as capas parecidas e já imaginei que fosse algo sobre assassinato e é claro que quando eu li eu me apaixonei. Adoro esse gênero de livro que te prende tentando descobrir as reviravoltas, mesmo não tendo muita ação creio que é um livro bem interessante e ainda mais diferente pois é uma entrevista com o próprio criminoso, muito legal mesmo, já foi para a lista de desejados.

    ResponderExcluir
  11. Intrigante esse livro, adoro esse clima investigativo e o mistério que o envolve, deixa o leitor ansioso para descobrir sobre o que aconteceu. Parece que foi bem trabalhado tanto a trama quanto os personagens deve ser uma leitura bem envolvente.

    ResponderExcluir
  12. Quando vi essa capa e Comecei a ler a sinopse eu achei que fosse ser algum livro de suspense ou terror O que me chamou atenção mas quando eu vi que não era E terminei de ler a sinopse Achei bem chatinho o livro Então eu acho que eu não vou ler ele

    ResponderExcluir
  13. Oi Ju, pela sinopse parece mesmo que a leitura é sombria e pesada, pela sua resenha o livro parece prender o leitor e que bom que o escritor soube da forma aos personagens. A vida de Joe não parece ser fácil, fiquei super curiosa em relação a historia, principalmente pelo historia de Carl Iverson, com certeza vou ler e obrigada pela dica bjs.

    ResponderExcluir
  14. Pela sinopse eu também imaginaria que o livro é bem pesado, mas fiquei mais interessada no livro por saber que ele não é assim. Eu não conhecia esse livro, mas já achei esse enredo dele super interessante, e fiquei super curiosa pra saber mais desses personagens. Já vou colocar o livro na minha lista :D

    Beijos!

    ResponderExcluir
  15. Muito bom esse livro, percebi que ele tem uma verossímil do começo ao fim, então pesquisei um pouco e descobri que o autor é advogado criminalista, talvez por isso se torna tão real.O final não é tão surpreendente por que o desfecho se desenrola nas ultimas paginas e fica bem óbvio.

    ResponderExcluir
  16. Olá! Gostei do enredo do livro e fiquei ainda mais interessada, depois de saber que não se trata de uma leitura pesada e sombria, o que sem dúvida me faria desistir da leitura. Gosto de histórias de mistérios e investigação, acabo me envolvendo de uma maneira que é como fizesse parte da história.

    ResponderExcluir
  17. Gosto de livros com mistério que não envolvam terror ou uma leitura pesada, parece ser bem interessante e o tipo de livro que te prende, eu também julgaria pesado e sombrio, pela sinopse e pela capa...

    ResponderExcluir
  18. Eu já tinha visto esse livro e a sinopse até me chamou a atenção, mas não o suficiente para arriscar. Mas esse livro parece ser melhor do que eu imaginava. Eu achei legal esse livro ser bem real, é difícil encontrar um livro assim do começo ou fim. Parece que o autor soube criar uma boa história, com personagens muito bem construídos! Já estou arrependida de não ter comprado esse livro.
    Bjss ^^

    ResponderExcluir
  19. Olá Ju!!!
    Quando se ler a sinopse realmente dar a entender que será uma coisa completamente diferente do que você descreve na resenha, porém ainda se torna um tanto pesada a história por conter estupro e assassinato.
    Eu achei interessante que o autor não se apega tanto em detalhar as coisa, às vezes leituras muito detalhistas me irritam de verdade.
    Parabéns pela resenha!!!

    lereliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir
  20. Oi, Ju!
    Não curto história pesadas e sombrias, por isso fiquei contente em saber que A vida que enterramos não é assim pois fiquei bem interessada na trama do livro, bem curiosa para acompanhar a busca de Joe por respostas, e descobrir se Carl cometeu mesmo o crime pelo qual foi acusado...
    Gosto de livros investigativos e policiais e já adicionei A vida que enterramos na minha lista de leitura. Valeu pela dica! Abraços.

    ResponderExcluir
  21. Até onde estamos dispostos a ir pra encarar nossos erros? Apesar do tema pesado, mas muito atual, não deixa de ser interessante. E todos têm uma participação ativa. Pelo que entendi, todos ali são uma pecinha do quebra-cabeças que é essa história e precisa ser desvendada.

    ResponderExcluir
  22. Olá!
    O livro bem intrigante e forte para mim. Eu não sei se leria mas tem uma premissa bem incrível e com algo sombrio por trás de tudo da na história.

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
  23. Oiee!
    Li esse livro tem um tempinho e gostei bastante do livro.
    Fiquei bem envolvida com a estória e bastante curiosa para decifrar o mistério. Achei a trama muito bem desenvolvida, sem reviravoltas absurdas e no final o autor amarrou tudo bem direito.
    Só achei o final um tanto previsível, mas ainda assim o livro é recomendável com certeza.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  24. Parece um bom livro sobre mistérios, descobertas e até um bom suspense.
    Eu ainda não o conhecia, mas me deu muita vontade de ler, e olha que nem gosto muito do gênero.
    Assim que der, conferirei com certeza!
    bjs

    ResponderExcluir
  25. Hello, tudo bom?
    Curti a resenha, eu não o conhecia o livro e nem o autor, parece ser um bom livro. Do gênero eu li somente dois livros, mas amei eles e quero muito ler mais sobre, e saber tudo que Carl contou ao Joe, sou muito curiosa.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir
  26. Eu não conhecia este livro, que bom que o autor não se estende em aspectos desimportantes na história, sem dúvidas isto acaba tornando a leitura mais dinâmica, gosto de livros com suspense e investigação, então sem dúvidas pretendo ler A vida que enterramos.

    ResponderExcluir

Agradeço muito sua visita e peço que participe do blog, deixando um recadinho. Opiniões, idéias, sugestões, são muito importantes para fazer o blog cada vez melhor!
Assim que possível, retribuirei a visita.

Beijos, Julia G.