Além das Páginas #8: Adaptações de Livros da Editora Intrínseca

Vocês já repararam na quantidade de livros da Editora Intrínseca cujas adaptações chegaram aos cinemas nos últimos meses ou estão para chegar? Fiquei surpresa quando comecei a contar, tem muito filme!

Pensando nisso, decidi montar um post para mostrar para vocês alguns deles, com trailers e outros detalhes que encontrei, para que vocês fiquem tão curiosos quanto eu.

Extraordinário

O livro foi lançado em 2013 pela Editora Intrínseca e chegou aos cinemas em dezembro de 2017.

Sinopse: August Pullman, o Auggie, nasceu com uma síndrome genética cuja sequela é uma severa deformidade facial, que lhe impôs diversas cirurgias e complicações médicas. Por isso ele nunca frequentou uma escola de verdade... até agora. Todo mundo sabe que é difícil ser um aluno novo, mais ainda quando se tem um rosto tão diferente. Prestes a começar o quinto ano em um colégio particular de Nova York, Auggie tem uma missão nada fácil pela frente: convencer os colegas de que, apesar da aparência incomum, ele é um menino igual a todos os outros.
Narrado da perspectiva de Auggie e também de seus familiares e amigos, com momentos comoventes e outros descontraídos, Extraordinário consegue captar o impacto que um menino pode causar na vida e no comportamento de todos, família, amigos e comunidade - um impacto forte, comovente e, sem dúvida nenhuma, extraordinariamente positivo, que vai tocar todo tipo de leitor.


A forma da água

A forma da água é um dos lançamentos da Editora previstos para fevereiro e o filme deve chegar aos cinemas no mesmo mês.

Sinopse: Richard Strickland é um oficial do governo dos Estados Unidos enviado à Amazônia para capturar um ser mítico e misterioso cujos poderes inimagináveis seriam utilizados para aumentar a potência militar do país, em plena Guerra Fria. Dezessete meses depois, o homem enfim retorna à pátria, levando consigo o deus Brânquia, o deus de guelras, um homem-peixe que representa para Strickland a selvageria, a insipidez, o calor - o homem que ele próprio se tornou, e quem detesta ser.
Para Elisa Esposito, uma das faxineiras do centro de pesquisas para o qual o deus Brânquia é levado, a criatura representa a esperança, a salvação para sua vida sem graça cercada de silêncio e invisibilidade.
Richard e Elisa travam uma batalha tácita e perigosa. Enquanto para um o homem-peixe é só um objeto a ser dissecado, subjugado e exterminado, para a outra ele é um amigo, um companheiro que a escuta quando ninguém mais o faz, alguém cuja existência deve ser preservada.
Mistura bem dosada de conto de fadas, terror e suspense, A forma da água traz o estilo inconfundível e marcante de Guillermo del Toro, numa narrativa que se expande nas brilhantes ilustrações de James Jean e no filme homônimo, vencedor do Leão de Ouro em 2017. Uma história cinematográfica e atemporal sobre um homem e seus traumas, uma mulher e sua solidão, e o deus que muda para sempre essas duas vidas.


Simon vs a agenda homo sapiens

Simon vs a agenda homo sapiens foi publicado pela Editora Intrínseca em 2016. O filme Love, Simon, inspirado no livro, chega aos cinemas americanos em março.

Sinopse: Simon tem dezesseis anos e é gay, mas ninguém sabe. Sair ou não do armário é um drama que ele prefere deixar para depois. Ele só não contava que Martin, o bobão da escola, iria chantageá-lo ao descobrir sua troca de e-mails com Blue, pseudônimo de um garoto misterioso que a cada dia faz o coração de Simon bater mais forte.
Uma história que trata com naturalidade e bom humor de questões delicadas, explorando a difícil tarefa que é amadurecer e as mudanças e os dilemas pelos quais todos nós, adolescentes ou não, precisamos enfrentar para nos encontrarmos.
O livro encabeça todas as listas de melhores livros de 2015, tendo sido indicado a diversos prêmios, como o National Book Award For Young People's Literature, o Best Fiction for Young Adults Award, da Young Adult Library Services, e o Goodreads Choice Awards.


Me chame pelo seu nome

A versão cinematográfica de Me chame pelo seu nome chegou aos cinemas há poucos dias, assim como o livro, que chegou às livrarias no início de janeiro.

Sinopse: A casa onde Elio passa os verões é um verdadeiro paraíso na costa italiana, parada certa de amigos, vizinhos, artistas e intelectuais de todos os lugares. Filho de um importante professor universitário, o jovem está bastante acostumado à rotina de, a cada verão, hospedar por seis semanas na villa da família um novo escritor que, em troca da boa acolhida, ajuda seu pai com correspondências e papeladas. Uma cobiçada residência literária que já atraiu muitos nomes, mas nenhum deles como Oliver.
Elio imediatamente, e sem perceber, se encanta pelo americano de vinte e quatro anos, espontâneo e atraente, que aproveita a temporada para trabalhar em seu manuscrito sobre Heráclito e, sobretudo, desfrutar do verão mediterrâneo. Da antipatia impaciente que parece atravessar o convívio inicial dos dois surge uma paixão que só aumenta à medida que o instável e desconhecido terreno que os separa vai sendo vencido. Uma experiência inesquecível, que os marcará para o resto da vida.
Com rara sensibilidade, André Aciman constrói uma viva e sincera elegia à paixão, em um romance no qual se reconhecem as mais delicadas e brutais emoções da juventude. Uma narrativa magnética, inquieta e profundamente tocante.


Baseado em fatos reais

Lançado em agosto de 2016, o livro ganhou versão cinematográfica que chegou aos cinemas no início de 2018.

Sinopse: Em uma obra em que o leitor é levado constantemente a questionar o que lhe é apresentado, Delphine de Vigan constrói um clima confessional, sombrio e opressivo para expor a obsessão do mercado editorial e do cinema pelas narrativas baseadas em fatos reais. A linha tênue entre verdade e mentira oscila para enriquecer uma poderosa reflexão sobre o fazer literário e questionar as fronteiras entre aparentes dicotomias, como real e ficção, razão e loucura, público e privado. Um livro brilhante, que joga com os códigos da autoficção e do thriller psicológico.
Após o grande sucesso de seu último livro, em que revelava perturbadores segredos familiares, Delphine se vê diante da temível pergunta: o que vem depois de um texto tão pessoal, que comove tantos leitores? A inércia. O sucesso a fragiliza a tal ponto que a deixa completamente vulnerável. Ela não consegue mais escrever nem uma linha, nem sequer se sentar diante do computador ou segurar uma caneta. Está esgotada, e vive assombrada pela pressão da próxima obra.
Tomada pelo bloqueio criativo, o sentimento de impotência e isolamento permeiam constantemente sua vida: os filhos gêmeos, Louise e Paul, estão prestes a sair de casa para seguir o próprio caminho e ingressar na universidade. Além disso, seu namorado, François, é um famoso jornalista e apresentador de um programa de crítica literária e está sempre viajando para o exterior. A instabilidade emocional de Delphine ainda é agravada pelas cartas de teor bastante violento que recebe de um remetente anônimo, ameaçando-a por ter exposto publicamente sua família.
Nesse cenário de fragilidade, Delphine conhece L., uma mulher sofisticada, confiante, feminina, carismática e atraente. Tudo o que ela sempre desejou ser. L. parece ter um passado misterioso, trabalha como ghost-writer, e entra de modo insidioso na vida da escritora, que vê na amizade uma forma de superar seu bloqueio criativo. L. é a amiga perfeita, sempre disponível, e logo passa a interferir nos aspectos mais íntimos da vida de Delphine. O domínio de uma sobre a outra é inesperado. A conexão entre elas parece... inacreditável.
Baseado em fatos reais


Cinquenta tons de liberdade

O último livro da trilogia Cinquenta tons chegou às livrarias em 2012, e agora a última adaptação chega aos cinemas.

Sinopse: O que para Anastasia Steele e Christian Grey começou como uma paixão avassaladora e carregada de erotismo evoluiu, em um curto espaço de tempo, para um sentimento mais profundo que transformou a vida do casal. Ana sempre soube que amar um homem com tantas nuances seria complicado, mas nem ela nem Christian tinham noção das dificuldades que enfrentariam para ficar juntos.
Mesmo assim, os dois estão se acertando: Ana torna-se mais segura a cada dia, e Christian lentamente permite-se relaxar e confiar nela. Tudo leva a crer que eles estejam caminhando para um desfecho digno de conto de fadas. Mas ainda há contas a acertar com o passado.




Alguns outros filmes adaptados dos livros da Editora são citados também nesta publicação.

Quais vocês querem assistir?
Ju - Conjunto da Obra
Ju - Conjunto da Obra

Apaixonada pela leitura desde a infância, tantos livros lidos que é impossível quantificar. Alguém que vê os livros como uma forma de viajar o mundo e lugares mais incríveis que possam ser criados pela imaginação, sem precisar sair do lugar. Tem o blog como uma forma de dividir experiências e, principalmente, as emoções que as leituras despertaram, para compartilhar idéias e aproveitar sugestões de leitura, envolvendo mais e mais pessoas em um mundo onde a imaginação não tem limites.

25 comentários:

  1. Oiie!!
    Eu apenas vi e li Extraordinário, que perfeição de filme meu Deus, chorei horrores, tanto lendo tanto assistindo...Amei!
    Vou esperar os outros filmes, bem que não li os livros, creio que não erei oportunidade tão cedo, então....
    Bjs!

    ResponderExcluir
  2. Oi!
    Assisti Extraordinário logo que lançou, já havia lido a algum tempo mas a emoção foi a mesma, quero até reler o livro.
    A forma da água e Baseado em fatos reais também quero assistir, principalmente ao primeiro que vem fazendo bastante sucesso.
    A intrínseca tem ótimos livros, espero que mais sejam adaptados para o cinema.
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. geente é muito livro mesmooo, eu li a sinopse de me chame pelo seu nome e não sabia que iria virarf= filme, estou muito ansiosa para a chegada de Love, Simon no cinema, eu ameeei Extraordinário, um filme que valeu muito a pena!! A forma da água parece ser muuito interessante !! A intrinseca arrasa mesmo hahaha

    ResponderExcluir
  4. Olá! Muito livro virando filme, adooooro! Desses o que eu mais gostei foi Extraordinário, assisti encantada com cada cena, fui lembrando do livro, gostei bastante. Quanto a Cinquenta tons, o filme deixou muito a desejar em comparação ao livro que já não é tudo isso. Agora me resta esperar mais adaptações.

    ResponderExcluir
  5. Olá!!
    São muitos livros com adaptação para filmes, só assisti Extraordinário, que amei, fui com minha filha assistir e não sei quem chorou mais, ainda não li o livro, mas vou ler!!

    ResponderExcluir
  6. Olá Ju! Já reparei sim, Extraordinário ainda não assisti, quero muito, amo o livro, doida pra assisti também A forma da água, Me chame pelo seu nome e Cinquenta tons de liberdade, o dois primeiros todo mundo falando super bem deles e até estão concorrendo ao Oscar.
    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    São muitos livros sendo adaptado e isso é incrível. Gosto muito de ver filmes que foram adaptado, pelo menos temos uma forma de como e o livro.

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
  8. Oiee!
    E não é que os livros da intrínseca chegaram com tudo na telona?
    Desses queria muito ter ido ver Extraordinário, mas infelizmente não foi possível ir, porém não quero perder por nada Cinquenta tons, tem muita gente na expectativa e eu sou uma delas.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  9. Oie
    Os únicos que eu conhecia é Extraordinário, que já assisti e amei esse filme <3
    E 50 Tons de Liberdade, que quero ver no cinema assim que estrear. Já fiquei bem interessada nesses outros filmes, e nos livros =)
    Bjss ^^

    ResponderExcluir
  10. Olá, ainda não vi nenhuma dessas adaptações, mas deixo uma dica de livro que virou filme que é "A hora da estrela" muito bom.

    ResponderExcluir
  11. Oi Ju, também fiquei surpresa com as varias adaptações dos livros lançados pela editora Intrínseca, os que eu mais quero ver são Extraordinário esperando sair o DVD, Me chame pelo seu nome e Cinquenta tons de liberdade amei o post bjs.

    ResponderExcluir
  12. Eu nem tinha reparado na quantidade de adaptações que vai ter dos livros da Intrínseca. Eu estou doida pra ver A forma da Água, Cinquenta tons de Liberdade e Simon vs a agenda homo sapiens. E já assisti Extraordinário, mas gostei tanto que já quero ver de novo hahaha

    Beijos!

    ResponderExcluir
  13. Nossa tem bastante que legal, confesso que quero e vou assistir todas essas adaptações e as que mais aparecer, só li até agora Cinquenta Tons de Liberdade, os outros ainda pretendo ler, principalmente A Forma da Água e Simon V.S a Agenda Homo Sapiens.

    ResponderExcluir
  14. Ju!
    Já tinha notado que muitos livros estavam conseguindo uma adaptação cinematográfica, mas não tinha percebido que muitos deles são da Intrínseca, eles devem ter um bom negociador lá fora para que seus livros sejam escolhidos.
    Bacana!
    Desejo uma ótima semana!
    “Que o novo ano que se inicia seja repleto de felicidades e conquistas. Feliz ano novo!” (Desconhecido)
    cheirinhos
    Rudy
    1º TOP COMENTARISTA do ano 3 livros + Kit de papelaria, 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  15. Nossa tem bastante adaptações, como não reparo muito em editoras não sabia que seria de livros dela, mas vou querer assistir todas, principalmente A Forma da Água e Simon, quanto aos livros só li Cinquenta tons de liberdade, mas quero também ler os outros.

    ResponderExcluir
  16. Dessas adaptações o único que li foi Cinquenta Tons de Liberdade, e como sei que os livros e filmes são aquele meio a meio de amor e ódio eu estou na lista das loucas que amam, porque sim, sou apaixonada pelo Christian, sem vergonha nenhuma. Mas outra adaptação que quero muito ver é Extraordinário, estou protelando porque sei que vou chorar horrores, mas também quero ler o livro antes de assistir, acho que antes de tudo é um livro de muito aprendizado.

    ResponderExcluir
  17. Eu quero muito assistir várias adaptações cujos livros eu li e amei como "Simon e a agenda homo sapiens" o filme "Me chame pelo seu nome" e até mesmo a fofura da adaptação que foi o filme "Extraordinário" Quanto ao resto na verdade não tenho muito interesse sinceramente não vi a necessidade da adaptação da trilogia 50 Tons de Cinza perda de dinheiro na verdade

    ResponderExcluir
  18. Oi, Ju!
    Confesso que eu não sou muito de ler os livros da Editora Intrínseca, são bem poucos os livros que tenho dela na minha estante...
    Em relação ao livros e filmes que você citou, não li nenhum e não assisti a nenhuma das adaptações, mas tenho curiosidade em assistir o filme Extraordinário, e quem sabe depois de assistir eu decida ler ao livro também?!..
    Bjos!

    ResponderExcluir
  19. Vários filmes baseados em livros e o único que eu li foi 50 tons, mas quero muito ver todos os filmes, gosto tanto de filmes quanto de livros e é muito bom ver filmes que se baseiam em livros.

    ResponderExcluir
  20. É mesmo! Intrínseca deve ser a campeã de livros que viram adaptações. Esses somente são adaptações recentes, mas fazendo um apanhado geral ainda tem A Culpa é das Estrelas, Como eu era Antes de Você e etc. Quero muito assistir a Extraordinário.

    ResponderExcluir
  21. Vou ver 50 Tons de Liberdade e A forma da agua nos cinemas! Sou super fã da Trilogia 50 Tons, fui ver todos os outros filmes no cinema! Livro da editora Intrinseca são minhas adaptações favoritas do cinema!

    ResponderExcluir
  22. Oi, Ju.

    Se possível, quero assistir todos... Principalmente "Extraordinário", pois é um livro que eu li recentemente e que se tornou um dos meus livros favoritos!

    ResponderExcluir
  23. Aiiii quero muito assistir Extraordinário!
    50 tons li só o primeiro livro, mas ainda não vi nenhum dos filmes.
    Acho que não assistirei mesmo.
    Os outros livros/filmes não conhecia.
    bjs

    ResponderExcluir
  24. Intrínseca não quer só arrasar na estante da galera, ela também arrasa no cinema hahahaha, amei o post, estou curiosa para ver Extraordinário, já li o livro e é maravilhoso, já li a trilogia 50 tons, não estou tão ansiosa para ver o filme, mas irei assistir para ver como ficou. E é claro que estou mega curiosa para ler e ver A Forma da Água, pois parece ser muito bom mesmo.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir
  25. Ju!!!
    Tem uma lista imensa de filmes para mim esse ano e quatro deles estão nessa lista.
    Eu primeiramente quero ver muuuito Cinquenta Tons, pois acompanhei desde do começo o sucesso do livro então estou ansiosa, mas todos que estou doida tô vendo maneiras para ver.

    lereliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir

Agradeço muito sua visita e peço que participe do blog, deixando um recadinho. Opiniões, idéias, sugestões, são muito importantes para fazer o blog cada vez melhor!
Assim que possível, retribuirei a visita.

Beijos, Julia G.