Easy - Tammara Webber

Sinopse: Quando Jacqueline segue o namorado de longa data para a faculdade que ele escolheu, a última coisa que ela espera é levar um fora no segundo ano. Depois de duas semanas em estado de choque, ela acorda para sua nova realidade: ela está solteira, frequentando uma universidade que nunca quis, ignorada por seu antigo círculo de amigos e, pela primeira vez na vida, quase repetindo em uma matéria. Ao sair de uma festa sozinha, Jacqueline é atacada por um colega de seu ex. Salva por um cara lindo e misterioso que parece estar no lugar certo na hora certa, ela só quer esquecer aquela noite — mas Lucas, o cara que a ajudou, agora parece estar em todos os lugares. A atração entre eles é intensa. No entanto, os segredos que Lucas esconde ameaçam separá-los. Mas eles vão ter de descobrir que somente juntos podem lutar contra a dor e a culpa, enfrentar a verdade — e encontrar o poder inesperado do amor. (Skoob)
 WEBBER, Tammara. Easy. Verus, 2013. 308p.


Este foi o primeiro New Adult que eu li. Não tinha interesse no gênero pelos livros que conhecia, até que um dia vi um vídeo do Henri B. Neto recomendando NA's e me interessei por alguns, principalmente Easy. Quando o livro foi publicado no Brasil, eu pensei em comprar em pré-venda, mas achei o preço alto e acabei deixando para depois. Aí eu ganhei ele numa promoção.

O motivo que fez Easy ser mais interessante para mim que outros New Adults na época é que ele era o único que tratava de temas importantes, do tipo que eu adoro ler em Young Adults. Hoje eu já vi muitos outros com temas assim, mas ele foi o primeiro que eu conheci.

A Jacqueline e o Lucas formam um casal bem cativante e é uma agradável surpresa (pelo que eu esperava do gênero) o fato de nenhum dos dois fazer nada muito ruim e nem brigarem toda hora. Outro estereótipo que eu tinha de NAs anos atrás e que sei que de certa forma ainda continua é o de que são sobre a menina certinha com o bad boy. Easy subverte esse clichê. Jacqueline e suas amigas até chegam a pensar que ele é um bad boy, mas ele é o mais longe disso possível.  E claro: o clássico segredo que o protagonista masculino esconde. Não sei como são feitos nos outros livros, mas aqui fez sentido e foi convicente. E foi ótimo que não foi nada que a fez terminar com ele.

Com relação ao tema, que deixarei vago, acredito que foi tratado bem. Mais otimista que a realidade, mas também é bom ter esse lado, para que quem passou pelo mesmo possa ter esperança.

O livro também tem ótimos personagens coadjuvantes como a melhor amiga Erin, o amigo Benji e alguns outros que aparecem menos. Erin faz parte de uma irmandade, é líder de torcida e é superfesteira e o tipo de amiga que quer sempre te animar, te levar nas coisas. Mas nos momentos sérios, ela é bem sensata e o tipo de amiga que se pode contar sempre. Ela também não se acha muito inteligente, porém a autora mostra que ela é muito mais do que pensa. Talvez não na escola, mas tem conhecimento de vida.

Easy me deu confiança no gênero e eu já posso partir para os outros que me interessam sem receio. Espero que as pessoas aprendam algumas coisas na leitura, mas também pode ser ótimo mesmo que você só queira a parte do romance.
Mah
Mah

Mais uma universitária tentando sobreviver, e como escrever (por prazer) me acalma, resenhas são uma terapia pra mim. Assim como doces, séries e ler.

17 comentários:

  1. Oi, Mah.

    Depois da forma abrupta que o relacionamento da Kennedy terminou com o seu ex-namorado, e depois de ter uma experiência horrível e incidente, ela com certeza não esperava se envolver com ninguém, nesse meio tempo. Mas, essa proximidade do Lucas, acabou se intensificando.

    Enfim, foi um livro que eu gostei, apesar de não ser espetacular.

    ResponderExcluir
  2. Parece ser bem interessante, amei sua resenha :D

    http://submersa-em-palavras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Olá Mah!
    Gosto mto de ler esse gênero, acho até que é o que mais leio...
    Não conhecia o livro e gostei da sinopse, vou add na listinha e torcer pra ler em breve.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  4. Olá
    Eu gostei de saber que ganhou Easy em um sorteio. Comigo foi assim também. Eu amei também como abordam temas mais sérios. Acho que esse é todo o ponto dos NA.

    Vidas em Preto e Branco

    ResponderExcluir
  5. Oi, Mah!
    Leio quase todos os gêneros, gostei da resenha, ainda bem que você gostou de NA e terá experiências incríveis com outros livros. Easy ainda não li, espero ler.
    Abraços!

    ResponderExcluir
  6. Acabei tendo este livro por uma troca no Skoob. Sou uma romântica incurável e este livro me chamava a atenção desde que li a primeira resenha. E olha, não decepciona não!
    Ele meio que quebra realmente o esteriótipo dos livros clichês neste assunto, sempre o bad boy e a mocinha sofredora.
    Super recomendado!
    Beijo

    ResponderExcluir
  7. Como você não costumava ler New Adult, eu geralmente não leio porque parecem todos iguais: o bad boy, a nerd, a química desenfreada. O que me chamou a atenção neste, como pelo jeito a ti, foi o fato de você ter dito que ele trata de um assunto importante (fiquei curiosa) e eles não brigarem (me irrita bastante personagens que brigam o livro inteiro por qualquer coisa). Eu gostei bastante e provavelmente darei uma chance a ele.

    ResponderExcluir
  8. Oi Mah.
    Eu já li Easy e achei o livro ok.
    Uma das coisas que mais gostei da história foi não ter o clichê mocinha se interessa pelo bad boy. Isso realmente foi algo inesperado na época.
    Gostei bem mais de Breakable, que é livro contado por outro ponto de vista.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Não tenho muita paciência com esses bad boy ainda bem que o personagem não é um, assim anima a leitura do livro, também não gosto quando ficam brigando muito, ficam naquele vai e vem, parece que a leitura vai me agradar.

    ResponderExcluir
  10. Eu to com esse livro parado na minha estante já faz um bom tempo, já que é um gênero que não estou acostumada a ler.
    Gostei bastante da resenha, esclareceu alguns pontos que faltavam para poder tirar o meu de lá haha
    Quem sabe esse ano eu faça essa leitura!

    beijinhos
    She is a Bookaholic

    ResponderExcluir
  11. Mah!
    Tão bom quando temo uma boa indicação literária e realmente ela o é.
    Não li ainda, embora até goste dos NA e YA, mas faz tempo que não leio um por causa da mesmice.Esse parece diferente.
    Desejo um MÊS de sucesso e bençãos!
    “Nunca confunda movimento com ação.” (Ernest Hemingway)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA MAIO – 4 livros + vários kits, 5 ganhadores, participem!
    BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir
  12. Oi Mah,
    Acredito que o gênero não deve ser lido seguidamente por ter as mesmas características, já percebeu que quando "emendo" livros nesse estilo acabado ficando cansada da leitura!
    Infelizmente eu ainda não consegui ler Easy, o que é uma pena, porque percebi que a escrita da Tammara é diferenciada e conquista.
    Sobre a história, que choque de realidade a Jacqueline tomou não foi? Quero mto saber como foi o encontro dela com o Lucas...
    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Oi Mah,
    Adoro Easy, esse livro está na lista dos melhores new adult que já li. Como você comentou, o fato do livro fugir dos clichês tão comuns desse gênero é o ponto forte dessa história. Nada de mocinha certinha e um bad boy que se redime. Adorei o casal, a Jacqueline e o Lucas tem um relacionamento maduro, não daquela forma que é frequentemente abordado nos livros de new adult, onde o casal vive brigando e tendo atitudes imaturas para a idade deles. Esse casal me conquistou, a leitura foi muito envolvente.
    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Esse livro também me deu confiança, ja que envolve de certa forma um mistério. Talvez não seja aquele livro de tirar o fôlego, mmastem uma história agradável que da para ler sem arrependimentos.

    ResponderExcluir
  15. Oi Mah!
    Eu gosto bastante de ler new adult, pelo menos pra mim é um tipo de leitura que flui muito bem, mas concordo que é meio chato isso que acontece na maioria dos livros desse gênero "a mocinha apaixonada pelo bad boy", então fico feliz que não seja o caso desse livro em específico. Na sinopse já tinha achado interessante, mas a sua resenha me deixou com mais vontade de ler, vai pra lista.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  16. Bom, acho que pra mim, seria bom dar uma chance ao Easy por conta do New Adult que tbm gosto mais do Young Adults. A história parece ser bem cativadora e bem desempenhada com uma leitura atraente. Espero ter a oportunidade de ler.

    ResponderExcluir
  17. Faz anos que quero ler Easy.
    Pelo que já li sobre ele, tem temas fortes,polêmicos e tristes, e o romance é uma fofura.
    E lendo sua resenha, deu pra ver que é um bom livro, bem escrito e com boa base.
    vou querer ler em breve!
    bjs

    ResponderExcluir

Agradeço muito sua visita e peço que participe do blog, deixando um recadinho. Opiniões, idéias, sugestões, são muito importantes para fazer o blog cada vez melhor!
Assim que possível, retribuirei a visita.

Beijos, Julia G.