A Garota Sem Passado - Michael Kardos

Sinopse: Num domingo de setembro de 1991, Ramsey Miller deu uma festa em casa para os vizinhos. Depois, assassinou a esposa e a filha de 3 anos. Todo mundo na pacata cidade de Silver Bay conhece a história.

Só que todos estão errados. A menina escapou. Sob o nome falso de Melanie Denison, ela passou os últimos quinze anos escondida com os tios numa cidadezinha remota. Nunca pôde viajar, ir a uma festa na escola ou ter internet em casa, porque Ramsey jamais foi encontrado e poderia ir atrás dela a qualquer momento.

Mas, apesar das rígidas regras de segurança impostas pelos tios, Melanie se envolve com um jovem professor da escola local e engravida. Ela decide que seu filho não terá a mesma vida clandestina que ela e, para isso, volta a Silver Bay para fazer o que nem os investigadores locais, nem a polícia federal, nem o FBI conseguiram: encontrar seu pai antes que ele a encontre. (Skoob)
KARDOS, Michael. A Garota Sem Passado. Arqueiro, 2016. 304p.

Melanie cresceu escondida do mundo com medo de seu pai que assasinou a mãe. Cansada dessa vida, ela decide encontrar o pai para poder parar de ter medo. A Melanie começa a investigação por conta própria com a ajuda de um antigo jornalista que é obcecado pelo caso. Depois a polícia acaba envolvida quando a menina sofre uma agressão e na investigação pelo responsável podem descobrir também sobre o passado dela.

O livro intercala o presente em 2006, com a Melanie crescida, e o passado dos pais dela, desde antes mesmo de se conhecerem. Assim, o leitor pode ir tirando suas conclusões antes dela, mas só tem a confirmação junto com ela.

A Melanie é tão determinada que chega a ser louca na visão dos outros. Eu não me incluo nesses outros apenas porque eu entendo que viver desse jeito deve ser tão ruim que você prefere se arriscar para ver se consegue um dia ser normal do que simplesmente continuar assim.

Os personagens da época do crime são bem construídos com vários defeitos, o que faz com que qualquer um pudesse estar envolvido. A leitura me envolveu e eu tive hipóteses diferentes, e não adivinhei o final. Eu não sei dizer se foi surpreendente, mas eu diria que as investigações mostram que o fato da Melanie estar viva não era a única coisa mal resolvida do caso e isso é desenvolvido no livro todo.

Para um livro de suspense policial, não tem cenas de perseguições, nada muito físico. Não descrevem algumas coisas e resolvem rápido sem a gente ver todo o trabalho que a polícia teve ou se teve resistência, etc. Isso pode ser um ponto negativo para quem gosta de ação. Ou positivo por não ter enrolação. Eu comprei esse livro em uma feira devido ao preço e à sinopse e adorei a leitura.
Mah
Mah

Mais uma universitária tentando sobreviver, e como escrever (por prazer) me acalma, resenhas são uma terapia pra mim. Assim como doces, séries e ler.

10 comentários:

  1. Oi Mah!
    Segunda resenha que leio sobre esse livro, confesso que não me animei mto á ler não, talvez seja o tema, não sei, mas vou deixar anotado, quem sabe eu conhecendo melhor mude de opinião.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  2. Eu adoro ação, mas não gosto de enrolação rs. Achei o livro bem intrigante, quanto mistério envolvida, deve deixar a leitura bem envolvente e ágil para se descobrir o que aconteceu. Pena que tem algumas falhas, não gosto quando as coisas se resolvem rápido demais fica meio artificial.

    ResponderExcluir
  3. Olá, Mah
    Gosto muito de livros de suspense quando intercala passado e presente é melhor ainda.
    Não tinha conhecimento sobre esse livro e adorei o enredo, vou colocar na minha lista de desejados.
    Quando tiver oportunidade quero ler.
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Mah!
    Gosto quando um autor usa o artifício de passado e presente, porque temos acesso a origem da questão.
    Bom ver que a protagonista é obstinada e não desiste de seu objetivo.
    Livros policiais são bons de ler, mesmo quando não há nenhum rompante maior nele.
    “Palavras gentis não custam muito, e ainda assim conquistam muito. (Blaise Pascal)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA JULHO - 5 GANHADORES - BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir
  5. Este é um livro fácil de ser lido. Realmente, para um livro com um enredo destes, faltou algo mais profundo em matéria de ação, de bagunça de personagens. Foi tudo muito simples, com pessoas comuns, onde todos eram suspeitos e sinceramente, Melanie acaba sendo apenas mais uma personagem no enredo e não a sobrevivente. Eu senti falta disso nela, os motivos dela estar viva e querer estar viva.
    Mas sem sombra de dúvidas, é um enredo muito bacana, faltou só ser mais explorado.
    Beijo

    ResponderExcluir
  6. Então, eu já tinha visto essa capa e não senti necessidade de saber sobre ele pois tinha certeza que iria adorar, porém quando li a sinopse vi que já ali a historia era meio mal contada, uma criança some assim e meio que já pula para seus 15 anos?! não né... ai lendo teus comentários percebi que era isso mesmo, tinha tudo para ser um baita livro policial sqn. Uma pena.

    ResponderExcluir
  7. Não conhecia esse livro ainda mais fiquei super interessada por se tratar de um gênero que eu adoro.Fiquei apreensiva com a personagem ter sofrido tudo aquilo e mesmo assim, ter tido coragem para sair dos cuidados dos seus tios mesmo correndo riscos de ser encontrada por esse assassino.

    ResponderExcluir
  8. Oi Ma,
    Não conhecia o livro, mas adorei o enredo apresentado. Também entendo bem a personagem, não iria querer viver assim, mas eu esperava um pouco mais de ação porque gosto, apesar disso a história é muito boa, e mostra as falhas que a polícia pode ter.
    Bem sugestiva a capa e o título, eu já havia gostado só de olhar!
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Oi Mah.
    Eu querro, eu preciso de desse livro, falou em investigação, misterio, suspense, falou comigo, mas confesso q nao achei q o livro foi tao interessante assim, achei q fosse só mais um, porém vejo que me enganei. Mais q adicionado e desejado, passei na frente de varios q havia colocado esses dias kkkkk Cara, ver o próprio pai assaddinano a mãe já é horrivel e ainda pequena, é pra traumatizar (isso se foi ele mesmo) e ainda viver anos como se estivesse presa, nao podendo usufluir de tudo o q a vida nos permite, é punk mesmo. Amei.

    Bjss

    ResponderExcluir
  10. Não conhecia o livro, mas achei bem legal a premissa.
    Eu amo livro com investigação mas esse parece não ter muito mesmo, mas pelo menos tem o positivo que não tem enrolação.
    Mas parece ser uma boa leitura, creio que gostaria.

    beijinhos
    She is a Bookaholic

    ResponderExcluir

Agradeço muito sua visita e peço que participe do blog, deixando um recadinho. Opiniões, idéias, sugestões, são muito importantes para fazer o blog cada vez melhor!
Assim que possível, retribuirei a visita.

Beijos, Julia G.